Planejamento Financeiro

Cartão de crédito e débito: entenda qual a diferença e quando usar cada um desses cartões

Victor Leitão
Victor Leitão
Ilustrações de cartões simbolizando o tema cartão de crédito e débito
Entenda os conceitos por trás dos cartões, suas vantagens, diferenças e quando é melhor utilizar cada um deles.

Artigo originalmente publicado em blog.mobills.com.br. Conteúdos e comentários foram integralmente mantidos.

Cartão de crédito e débito: entenda qual a diferença e quando usar cada um desses cartões

 

Grande parte dos brasileiros estão usando cada vez mais os cartões de crédito e débito para realizar suas compras, em detrimento ao dinheiro.

Continua após a publicidade

Porém, não é incomum que se fique na dúvida se é melhor pagar utilizando débito ou crédito.

E isto está absolutamente correto, porque esta não é uma decisão sem importância.

Acontece que, muitas vezes, este questionamento só existe pelo fato de que não se entende direito como funcionam e quais as vantagens destas duas formas de pagamento.

Continua após a publicidade

É justamente isso que irei mostrar no artigo de hoje.

Até porque, ambos os cartões têm funções relevantes e podem ser grandes aliados de um bom planejamento financeiro.

Cartão de crédito

O cartão de crédito é um meio de pagamento que se popularizou bastante nos últimos anos e vem ganhando cada vez mais espaço entre os consumidores brasileiros.

Alguns fatores contribuíram para isso:

  • Facilidade de pagamento, principalmente se tratando de produtos de alto valor;
  • Acesso mais viável (além dos bancos, lojas e supermercados também já oferecem seus próprios cartões visando atrair mais clientes e, às vezes, com condições mais flexíveis);
  • Maior segurança nas compras online e praticidade.

Ademais, em muitos casos, os cartões de crédito são os únicos meios possíveis de se realizar um sonho de consumo, pelo menos para uma grande parcela da população.


10 dicas para usar melhor seu cartão de crédito


Como funciona?

Na essência, o cartão de crédito nada mais é do que um empréstimo que uma instituição financeira faz ao seu cliente.

Continua após a publicidade

O qual deverá devolver o dinheiro em um prazo pré-definido (data de vencimento da fatura), caso não queira pagar juros – que costumam ser exorbitantes, diga-se de passagem.

Normalmente, a pessoa quer muito comprar um produto ou serviço em determinado momento.

Contudo, não possui dinheiro para isso. Então, ela vai lá e passa o cartão.

Por isso, alguns o chamam de esquema “realize seu desejo de consumo agora, pague depois”.

Modalidades de cartão de crédito

Os cartões de crédito podem ser de dois tipos: básico e diferenciado.

O básico é aquele utilizado apenas para o pagamento de produtos e serviços.

Já o diferenciado, além dessa função, ainda está associado a programas de recompensas.

Desse modo, ele oferece benefícios adicionais, tais como: desconto nas compras, programas de pontos, seguro de viagem etc.

Vale ressaltar que, de acordo com a lei, o valor da anuidade do cartão básico deve obrigatoriamente ser menor do que a taxa anual cobrada no cartão diferenciado.

Continua após a publicidade

Apesar dessa última informação, saiba que já existem vários cartões que sequer cobram anuidade.

Então, se você ainda paga essa taxa, vale a pena ler o texto abaixo.


Cartão de crédito sem anuidade: saiba quais são os melhores


Vantagens do cartão de crédito

É possível comprar sem ter dinheiro

Como já mencionado, isso é uma grande vantagem.

Você consegue comprar algo que deseja mesmo sem ter dinheiro ou saldo disponível em sua conta bancária.

Prazo maior para pagar

Como a fatura é paga somente uma vez por mês, dependendo da data da compra do produto ou serviço, será possível realizar o pagamento até 40 dias após a compra;

Empréstimo sem juros (em caso de pagamento integral):

Se pagar o valor total da fatura na data estabelecida, você não terá que arcar com juros, pagando apenas o valor referente as suas compras;

Programa para acúmulo de pontos

Se o seu cartão for do tipo diferenciado, você acumulará pontos à medida que fizer compras. os quais poderão ser trocados por benefícios ao atingir determinado montante.

Continua após a publicidade

Possibilidade de parcelamento

Outro benefício muito legal é a opção de parcelar valores elevados em diversas vezes.

12 ou até 24, geralmente, o que torna o pagamento bem mais suave.

E, em alguns casos, “sem juros”.

Obs.: A expressão sem juros está entre aspas porque isso não ocorre na prática, os juros são embutidos no valor total do produto antes da divulgação da oferta.

Ou seja, na realidade, quando é oferecida a opção sem juros, não são incluídos juros explícitos devido ao parcelamento.

Cartão de débito

Este tipo de cartão é utilizado quando a pessoa possui dinheiro – na conta bancária – para pagar por determinado produto ou serviço que pretende adquirir e não quer (ou não precisa) adiar o pagamento.

Desse modo, o cartão de débito costuma ser bastante útil para aqueles que gostam de ter um controle financeiro mais rígido.

Continua após a publicidade

E respeitando sempre os limites dos seus orçamentos, uma vez que com ele não é possível gastar o dinheiro que você não tem.


Orçamento pessoal: saiba como elaborar o seu corretamente em 5 passos


Como funciona?

Como já mencionei na introdução do tópico, para você utilizar o cartão de débito, é preciso que você tenha dinheiro na sua conta bancária.

Seja ela corrente, poupança ou de outro tipo.

Este requisito é necessário porque, ao efetuar uma compra usando o cartão de débito, o dinheiro é automaticamente retirado do saldo disponível da sua conta.

Funcionando como um saque, na prática.

Portanto, compras no cartão de débito são sempre à vista.

E sem possibilidade de parcelamento, visto que essa forma de pagamento só pode ser utilizada considerando que você tem valor suficiente para a aquisição do produto ou serviço.

Continua após a publicidade

Vantagens do cartão de débito

Ausência total de juros

Como você só compra à vista, nunca terá que pagar juros;

Comodidade

Ao usar o débito, você não tem que se preocupar em ir a um caixa eletrônico ou 24h para sacar dinheiro;

Controle mais efetivo dos gastos

Você nunca irá gastar mais dinheiro do que possui, o que ajuda a melhorar seu controle financeiro e a evitar gastos desnecessários;

Segurança

Como (para passar compras no débito) é necessário que se saiba a senha do usuário, é muito mais difícil que o cartão seja clonado.

Cuidado com o cheque especial

Aqui vale um alerta!

Se o cheque especial da sua conta tiver ativado e você utilizar o cartão de débito sem saber quanto dinheiro tem disponível, gastando mais do que possuía, o dinheiro que faltava para efetuar sua compra será retirado do cheque especial, exatamente como um empréstimo.

Continua após a publicidade

Sendo que os juros dessa modalidade de empréstimo também são bastante elevados e podem acabar complicando suas finanças.

Então, é sempre bom ficar atento ao seu extrato bancário, quando se utiliza essa forma de pagamento.


Como pagar menos tarifas bancárias? Escolha a conta certa e economize!


Mas quando é melhor usar cartão de crédito e débito?

Após entender como funcionam e quais as principais vantagens de cada uma destas formas de pagamento, fica mais fácil estabelecer em que situações devem ser utilizadas.

Compras do cotidiano

O ideal é que se utilize o cartão de débito.

Uma vez que você evitará gastar o dinheiro que não tem em despesas que não sejam efetivamente necessárias.

Continua após a publicidade

Produtos ou serviços de maior valor

Normalmente, estas despesas estão relacionadas ao lazer ou a um sonho de consumo e são mais caras, o que dificulta o pagamento do valor integral.

Nestes casos, é mais viável a utilização do cartão de crédito.

Assim, você conseguirá comprar aquilo que deseja e poderá suavizar/adiar o pagamento através da opção do parcelamento.

Lembrando que se for optar por essa alternativa, você deve procurar produtos ou serviços onde seja possível ao menos fazer o chamado parcelamento “sem juros”, o qual já expliquei lá em cima.

Obtenção de descontos

Quando a questão é conseguir descontos, geralmente só é possível utilizar o pagamento por meio do cartão de débito, pois através dele o dinheiro é pago na hora.

Continua após a publicidade

Inclusive, é imprescindível que você sempre utilize a técnica de pechinchar e negociar abatimentos com o fornecedor.

Principalmente, se estiver pagando à vista.


Aplicativo de desconto: conheça 15 que podem te ajudar a reduzir muitos dos seus gastos neste ano!


Possibilidade de recompensas

Se além dos descontos, você busca outros benefícios ao realizar uma compra, como conseguir acumular pontos para posteriormente trocá-los por passagens aéreas, aí deve utilizar mais frequentemente o cartão de crédito.

Digo isto porque grande parte dos cartões de crédito hoje em dia estão atrelados a programas de pontos.

Continua após a publicidade

E prometem, ainda, outras boas recompensas como descontos em cinemas ou lojas parceiras.

No entanto, é necessário ter cuidado para não gastar de maneira compulsiva apenas para conquistar mais pontos.

O custo-benefício não compensa!

Problemas com o endividamento ou consumismo

Caso você já esteja endividado ou seja consumista, é interessante que opte por utilizar somente o cartão de débito neste momento.

Continuar usando o cartão de crédito pode piorar ainda mais sua situação financeira.


Consumismo: como evitar o excesso de compras por impulso


Como controlar os gastos nos cartões de débito e crédito?

Para que suas despesas nos cartões não ultrapassem seu orçamento nem prejudiquem seu planejamento financeiro, é fundamental que você siga algumas orientações:

Utilize um aplicativo de controle financeiro

Com um app de controle financeiro, normalmente é possível controlar todos os seus cartões de maneira simples e lançar suas transações no momento em que elas ocorrem.

Continua após a publicidade

Outros meio de controle: foco na atualização

Caso prefira planilhas ou até mesmo o bom e velho caderninho, ainda sim é essencial que você os mantenha sempre atualizados, registrando todas as suas despesas.

Guarde comprovantes

Se você não tem um gerenciador financeiro no seu celular para anotar suas transações nos cartões em tempo real, fique muito atento a todos os valores pagos.

E guarde os comprovantes de compra, para posterior conferência.

Monitore seu extrato bancário e faturas com bastante atenção

Verificando se os valores lançados de fato ocorreram, pois algumas vezes há cobrança indevida.

Estabeleça um limite para suas despesas nos cartões

Principalmente no cartão de crédito, pois ele funciona basicamente como um empréstimo e você terá que pagar a fatura no próximo mês.

Conclusão

Independentemente de como você paga suas compras, a lição principal é dar a devida importância ao seu controle financeiro.

Continua após a publicidade

É fundamental que você saiba exatamente para onde seu dinheiro está indo.

É bem verdade que para situações específicas, pode ser melhor utilizar um ou outro cartão, como demonstramos no decorrer do artigo.

Porém, se você tem um planejamento financeiro adequado, poderá utilizar as duas ferramentas sem nenhum problema.

A dica final, se você costuma utilizar bastante o cartão de crédito, é estabelecer um limite da sua renda para comprometer com compras parceladas no cartão.

Algo em torno de 30%.

Mais do que isso, já sinaliza que você está comprando de maneira impulsiva e que poderá entrar em uma bola de neve de dívidas.

E aí, o que achou do artigo sobre cartão de crédito e débito? Sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, deixe seu comentário.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *