Cartões de Crédito

Crianças e adolescentes podem ter cartão de crédito?

Flávio Mariano
Crianças e adolescentes podem ter cartão de crédito?

Os cartões já fazem parte da vida dos adultos, mas será que as crianças também devem utilizá-los. Veja a opinião dos especialistas e aprenda mais sobre a educação financeira dos seus filhos!

Artigo foi originalmente publicado pelo site Conta em Banco que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

Os especialistas acreditam que a substituição do uso do dinheiro pelo cartão é algo inevitável. Num futuro não muito distante, a segurança e a praticidade do famoso dinheiro de plástica fará com que abramos mão de vez das moedas e das notas.

Isso significa que as pessoas com uma vida financeira ativa precisarão se adequar aos pagamentos com cartão. E as crianças, como se inserem nesse cenário?

Continua após a publicidade:

A educação financeira deve acontecer desde o início da infância. Está cada vez mais claro que aprender a lidar com o dinheiro ajuda a formar adultos mais conscientes. Por isso, as crianças também precisam entrar em contato com o uso do cartão, mas é claro que essa experiência inicial não pode ser igual à dos adultos.

Criança pode ter cartão de crédito?

A lei brasileira não permite que menores de idade tenham um cartão de crédito próprio. Essa regra faz sentido, uma vez que o crédito requer responsabilidades que as crianças e adolescentes não estão prontas para encarar.

Por outro lado, os pais podem oferecer cartões adicionais para o seus filhos na maior parte dos bancos brasileiros. Esse tipo de cartão de crédito fica atrelado ao cartão do titular. A fatura é a mesma e o limite quase sempre é compartilhado, pois toma como base o perfil financeiro do dono do cartão.

Cartão de crédito para crianças
Cartão de crédito para crianças

As instituições financeiras, em sua maioria, permitem que o limite do cartão adicional seja definido pelo titular. O valor mínimo, segundo dados coletados pelo iG, fica entre R$50 e R$200 na Caixa Econômica, no Banco do Brasil, no Santander e no Itaú. Somente o Bradesco não estabelece limites, mas, de acordo com o próprio banco, somente pessoas com mais de 16 anos podem receber um cartão adicional.

Os pais precisam estar atentos à esse limite, porque um valor muito alto concedido às crianças pode não auxiliar na educação financeira. Para que os filhos aprendam a lidar com dinheiro, o limite precisa ser mais baixo, permitindo que o menor entenda a dificuldade em conseguir seus objetivos e a importância da poupança.

O ideal é que o limite do cartão de crédito adicional funcione como uma mesada. O valor precisa ser definido pelos pais e não pode ultrapassar o que foi combinado. É preciso lembrar também que as compras parceladas podem ajudar a driblar o limite no momento das compras. Tudo isso deve ser analisado e o filho precisa ser instruído sobre os gastos.

Conforme a criança for mostrando que já aprendeu certas lições sobre o dinheiro, os pais podem, de acordo com suas possibilidades, aumentar o limite e incentivar o filho a não gastar. O melhor é que os pagamentos sejam feitos à vista e os pais conversem sobre o que foi incluído na fatura.

Crédito ou Débito?

Os especialistas divergem quanto ao uso do cartão pelos menores. Em uma perspectiva, os cartões são o futuro das relações financeiras e precisam fazer parte do cotidiano das crianças. Porém, o não contato com o dinheiro pode exigir um entendimento abstrato de algo que nós adultos aprendemos de forma mais prática, lidando com notas a mais ou a menos.

Para muitos, o cartão de débito pode ser a opção mais adequada para os pais que querem introduzir o cartão na vida financeira dos filhos. Ele tem a vantagem de ser tão seguro e prático quanto o cartão de crédito, mas não “dar asas” para o endividamento. Além disso, não há cobrança de anuidade e juros. O cartão de débito pode, inclusive, ficar associado a uma poupança, ajudando também no aprendizado das aplicações.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

8 resposta em “Crianças e adolescentes podem ter cartão de crédito?

  1. Eu sou Aprendiz , Trabalho de Carteira Assinada tudo certinho. Tenho uma conta no banco onde tenho o cartão que saca e que o mesmo é de débito. Posso também obter um cartão de credito ?

  2. Acabei de fazer um adicional pro meu filho de 10 anos. Coloquei um limite baixo e expliquei pra ele que é apenas para emergências como um almoço ou lanche caso eu esteja fora. Acredito que possa ser muito útil!

    1. Tentei fazer no Santander mas não consegui, alegam que para fazer ele teria que ter 16 anos, mesmo compartilhando o meu limite.

    2. Como é onde a senhora fez? Pq até o momento só irei conseguir fazer quando eu tiver 16 anos ou mais!

  3. eu consegui normalmente…. fiz um adicional de 250,00 para milha filha de 11 anos, banco Santander… Mastercard

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *