Crédito via maquininha de cartão deve ser lançado até o final de setembro

Destinado à microempreendedores, o crédito via maquininha de cartão deverá ser lançado ainda em setembro com as principais empresas do setor

Karina Carneiro
Karina Carneiro

A linha de crédito via maquininha de cartão, que será destinada a microempreendedores individuais (MEI’s), deverá ser lançada até o final de setembro. 

Ferramenta estava prevista para ser disponibilizada em agosto. O subsecretário de Política Macroeconômica e Financiamento da Infraestrutura do Ministério da Economia, Edson Bastos Santos, admitiu o atraso à Valor Econômico. 

Continua após a publicidade

“Tivemos um pequeno atraso, mas até o momento, tudo está caminhando dentro do trâmite normal e desejado”, informou. 

O projeto aprovado em julho, conforme divulgamos anteriormente, tem o objetivo de ajudar os pequenos empresários a conseguirem crédito de maneira facilitada diante da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus.

Sobre o programa de crédito via maquininha de cartão

O objetivo da disponibilização de crédito via maquininha de cartão é ajudar empresas que tenham maiores dificuldades financeiras em seu histórico, o que pode dificultar na busca de financiamentos no mercado tradicional.

A expectativa do Governo Federal é sejam disponibilizados R$ 10 bilhões pelo Tesouro Nacional para essa linha de crédito.

“Esse programa é para empreendedores de um nicho que outras instituições já atendiam, mas sem o foco necessário. Por isso, o objetivo é ajudar o maior número de microempreendedores e profissionais autônomos que conseguirmos”, disse Santos. 

Como vai funcionar?

A linha de crédito deverá ser operada por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Intitulada de Peac-Maquininhas, as operadoras de cartão de crédito autorizadas a disponibilizarem o empréstimo utilizarão o histórico de recebimentos dos lojistas. Processo será feito por meio dos aparelhos, que determinarão o volume de recursos a ser disponibilizado. 

Os valores oferecidos dependerão do perfil de vendas de cada empreendedor, podendo chegar a até R$ 50 mil. 

Taxa de juros

Os empreendedores que fizerem uso desse recurso do crédito via maquininha de cartão contarão com uma taxa de juros de 6% e o prazo de até 36 meses para realizar a quitação do débito de maneira completa. 

O pagamento das prestações deverá ser o equivalente a 8% do fluxo recebido por meio dos cartões. 

Gostou do conteúdo? Então não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para continuar acompanhando todas as novidades sobre a disponibilização do crédito via maquininhas. 

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.