Máquinas de Cartão

Credicard Pop x Credicard Mini Pop: Qual a Melhor?

Flávio Mariano
Flávio Mariano

Você conhece as opções Pop e Mini Pop da Credicard? Saiba qual destes modelos vale mais a pena, conheça suas funcionalidades e preços através deste comparativo Pop x Mini Pop.

Artigo originalmente publicado pelo site Passa Cartão que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

Visto que estamos em um marcado muito competitivo de maquininhas, é importante pensarmos quais são as funcionalidades de uma máquina, se compensa adquiri-la e se ela será benéfica para o tipo de empreendimento ao qual se destina. No caso da Credicard, ela é uma empresa que oferece cartão e máquinas de cartões. Apesar de não possuir diversas opções, a Credicard oferece os modelos Pop e Mini Pop, que quando chegaram ao mercado em 2018 impactaram as vendas da Moderninha, da concorrente PagSeguro.

O interessante é que neste post iremos realizar uma comparação entre duas máquinas da mesma empresa, a Pop e a Mini Pop, que são na verdade bem semelhantes, possuindo apenas sutis diferenças. As duas máquinas possuem preços baixos, comparadas a outras empresas, e taxas também atrativas. Enquanto a Pop é uma máquina mais completa, em termos de funcionalidades, a Mini Pop é destinada para vendas mais simples.

Continua após a publicidade

Ou seja, apesar da Pop ser melhor, é necessário também analisar as funcionalidades de cada uma para entender o que é mais benéfico para seu negócio: uma máquina mais simples e barata, ou outra mais custosa e com mais funcionalidades.

Credicard Pop x Credicard Mini Pop

Primeiro, é importante analisarmos que as duas máquinas são da mesma empresa. Ou seja, a empresa não tem como objetivo criar dois modelos iguais e com o mesmo público alvo para competirem entre si. Isso não é interessante para a Credicard. Então, a Pop e a Mini Pop são opções para públicos diferentes. Apesar da Pop ser uma máquina melhor em termos de funcionalidades, ela é mais custosa e complexa. Então, a Mini Pop veio como uma opção mais barata e mais simples para pessoas que desejam este modelo.

A Credicard Pop é uma máquina possui conexão Wifi e plano de dados grátis, aceita pagamentos via NFC (contactless) e envia comprovantes por SMS ou Email. O modelo da máquina é o Gertec MP20, leve e pequeno. Ela tem medidas pequenas, apenas 6,7 cm de comprimento, 10,1 cm de largura,1,86 cm altura e 130 g. Sua bateria dura até 8 horas e demora 3 horas para carregar completamente. O processamento é feito pela First Data, uma empresa americana prestadora de serviços para o Itaú.

A opção Mini Pop é a básica, mais simples. Ela não possui conexão Wifi, nem plano de dados próprios. Enquanto a Pop já sai da fábrica com chip e plano de dados gratuito, a Mini Pop precisa da presença de um smartphone. É necessário fazer a conexão bluetooth entre o aparelho e a Mini Pop, pois todas as vendas são feitas por meio do app Mini Pop Credicard. Este aplicativo está disponível para smartphones Android versão 4.4 ou superior, e para iPhone (iOS) versão 9.0 ou superior.

Conheça qual opção de máquina vale mais a pena.

Ou seja, para realizar suas vendas é necessário um tipo de smartphone específico. O app Mini Pop também é bem simples, e você não consegue fazer gerenciamento do negócio, realizar controle do estoque ou receber relatórios de vendas. É possível apenas realizar vendas, acessar comprovantes de vendas, realizar estornos e visualizar transações não efetuadas ou rejeitadas. O aplicativo também não oferece a solução de realizar vendas digitadas ou recarga de celular.

A Credicard Pop custa, atualmente, 12 vezes de R$9,90 ou R$118,80 à vista. Quem recebe no Itaú tem R$ 59,40 de volta. Já a Mini Pop custa 12 vezes de R$4,90 ou R$58,80 à vista. Também, nesta opção, quem recebe pelo Itaú tem o estorno de 50% do valor, e paga somente R$29,40 na máquina.

Ambas as máquinas possuem as mesmas taxas: 1,99% para débito, com recebimento em até 1 dia útil, 3,98% no crédito à vista, 4,98% mais 2,99% por parcela no crédito parcelado, com recebimento em até 2 dias úteis. Nestas taxas já estão inclusas as tarifa de adiantamento.

Percebe-se que a Credicard Pop é uma máquina mais cara, apesar de seu preço ser considerado bom no mercado de máquinas. Ela custa R$60,00 a mais do que a Mini Pop. Porém, apesar da Mini ser uma opção boa, ela é, no geral, mais custosa também. Isso porque ela depende um smartphone com plano de dados, de forma que você terá mais gastos neste aspecto, pagando um plano mensalmente para realizar todas as suas vendas.

Ademais, a Pop tem mais possibilidades de vendas. Apesar dela também não realizar a venda digitada, ela faz vendas pro NFC, que é uma tecnologia muito utilizada atualmente. E, usando só um dispositivo em vez de um celular e uma máquina, você economiza tempo e consequentemente, faz mais vendas.

Então, apesar do preço da Pop ser maior, ela vale mais a pena para o empreendedor. Mesmo que você realize poucas vendas, ela, por ser uma máquina barata, irá compensar muito mais. A Mini serve apenas como um suporte, e hoje em dia você pode encontrar aplicativos que sozinhos tem a mesma função da Mini.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *