O que é corretora de valores e como escolher uma?

A corretora é uma instituição que conecta investidores e investimentos, por isso, sua escolha precisa ser bem feita.

melissa nunes perfil
Melissa Nunes

Se você está querendo investir, deve saber que vai precisar escolher uma corretora de valores (ou corretora de investimentos). Afinal, é essa instituição que liga o seu dinheiro às diversas aplicações financeiras disponíveis no mercado.

Para quem nunca investiu ou está acostumado a investir só pelos grandes bancos, esse pode ser um momento de bastante dúvidas: por que eu preciso de uma corretora para investir? Como escolher? Qual a melhor corretora para iniciantes?

Continua após a publicidade

Todas essas questões são muito válidas e vamos tentar respondê-las neste conteúdo. Continue lendo para entender:

  • o que é uma corretora de valores?
  • como escolher uma corretora?
  • como abrir conta?
  • é possível mudar de corretora?
  • qual a melhor corretora para investir?

O que é uma corretora de valores?

Uma corretora nada mais é do que uma empresa que disponibiliza ao investidor várias opções de aplicações financeiras. Basicamente, é como se fosse um supermercado de investimentos: existem diversos produtos e você pode escolher qual marca prefere levar.

Continua após a publicidade

Entre esses produtos, podemos pensar em Tesouro Direto, CDBs, LCIs, ações, fundos, e muitos outros tipos de investimentos. Nem todas as corretoras oferecem as mesmas aplicações e cada uma tem sua plataforma própria, cabe a você decidir qual serve melhor o seu propósito.

Corretoras de valores são seguras?

Sim, as corretoras são seguras! Como qualquer outra empresa do mercado financeiro, as corretoras de valores mobiliários (seu nome técnico) são reguladas e fiscalizadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) – o órgão que fiscaliza o mercado de capitais brasileiro. 

Os grandes bancos (Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco, Caixa e Santander) têm suas próprias corretoras. Porém, nos últimos anos, surgiram dezenas de novas instituições independentes, ou seja, não ligadas a nenhum grande conglomerado financeiro. Por isso, é comum que se tenha dúvidas sobre sua segurança e confiabilidade.

Mas para resolver isso, basta acessar o site da CVM, onde você pode ver a lista de corretoras e distribuidoras (não há diferença entre elas) ou buscar por uma empresa específica. Além disso, o Banco Central, que também fiscaliza essas instituições, também tem uma lista parecida.

Continua após a publicidade

icon

Dica

A maioria das corretoras também apresenta, no rodapé da sua página inicial, selos de autorização de funcionamento e que atestam sua qualidade. Você também pode procurar por eles!

Como abrir conta em corretora?

Para abrir conta em uma corretora de investimentos basta ter a documentação necessária. O processo é bem parecido com abrir conta em banco, mas muito mais fácil. Cada corretora tem seus procedimentos, entretanto, no geral são pedidos dados pessoais, como:

  • nome completo;
  • e-mail;
  • documento de identidade (RG, CPF, CNH, RNE);
  • dados de identificação (data de nascimento, nome dos pais, etc.);
  • dados residenciais;
  • informações financeiras (patrimônio, bens, valores já investidos) e ocupação profissional.

Não estranhe perguntas sobre sua renda mensal e origem dos recursos: isso faz parte da regulação da CVM e todos os seus dados estarão seguros.

Após preencher tudo, basta aguardar a resposta da corretora, que costuma ser rápida, às vezes em questão de minutos ou, no máximo um ou dois dias. Esse processo também não custa nada e você também não precisa depositar nenhum dinheiro para ter o cadastro aceito.

Como escolher uma corretora de valores?

Agora que você já sabe os procedimentos para abrir sua conta, talvez esteja se perguntando como saber qual a melhor corretora de valores ou como escolher sua corretora dentre tantas opções. Essa é uma decisão muito importante ao começar a investir, pois você vai confiar seu dinheiro à essa instituição, certo?

Continua após a publicidade

Para isso, você pode pensar nos seguintes aspectos:

  1. objetivo de investimento: em quais produtos está pensando em investir? Renda fixa? Fundos de investimento? Ações? Escolha uma corretora que oferece os produtos certos para você;
  2. plataforma: o site da corretora, é agradável? Você achou todas as informações que procurava? Será que o aplicativo é bacana? Como é o home broker? Essas observações ajudam a evitar problemas futuros e garantem sua autonomia na hora de investir;
  3. atendimento: será que a corretora responde rapidamente? Qual a nota no Reclame Aqui? Quais os problemas mais relatados? Os atendentes sabem responder suas dúvidas? Faça um teste por si mesmo, pergunte qualquer coisa;
  4. taxas: a corretora tem algum custo? Para quais tipos de investimentos? Será que esse custo pode ser evitado? Esse é um fator que faz muita diferença para os pequenos investidores;
  5. opiniões alheias: se você tem amigos que investem, pergunte sobre sua experiência, se têm alguma sugestão ou que tipo de problema já tiveram com as corretoras.

Assim, você diminui as possibilidades de ter dores de cabeça futuramente! Já imaginou fazer um investimento errado porque clicou em algum lugar sem querer? Nesse caso, pode ser um problema com o layout da plataforma, mas você também vai precisar que um atendente te ajude a resolver. Por isso, não ignore esses parâmetros.

É possível mudar de corretora?

Sim, é possível! Ficou decepcionado com a sua corretora ou quer abrir conta em outra que é mais completa? Não tem problema, você pode mudar de corretora a qualquer momento ou, simplesmente, abrir uma nova conta. Não há nada que impeça você de ter registro em várias instituições.

Mas, se preferir manter todos os seus investimentos no mesmo lugar, você pode fazer uma transferência de custódia – ou portabilidade. Para isso, após abrir sua nova conta, peça à antiga corretora pelo formulário STVM (Solicitação de Transferência de Valores Mobiliários). Preencha seus dados, envie e aguarde até 48 horas que seus investimentos já estarão na nova instituição. Não há nenhum custo.

icon

Atenção

Para preencher o STVM você precisará de dados das corretoras, seu código de cliente nas duas instituições e algumas informações sobre os investimentos que quiser transferir. Então, se não souber alguma dessas informações ou sentir que está confuso, não hesite em pedir ajuda no atendimento via chat.

Vale lembrar que as corretoras de valores são responsáveis apenas pela intermediação e pela custódia dos ativos financeiros, isto é, são elas que “guardam” seus investimentos. Isso significa que essa instituição não é a dona dos ativos – todas as aplicações ficam em nome do investidor e no seu CPF.

Continua após a publicidade

Por isso, caso a corretora venha a falir, você apenas faz a transferência de custódia para outra empresa. Nesse caso, o único valor perdido seria aquele parado na conta da corretora, pois ele não fica protegido como nos bancos. Então, procure não deixar dinheiro lá: invista-o ou transfira seus recursos para sua conta bancária.

Qual a melhor corretora de valores?

Depois de tudo o que falamos aqui, você já deve ter entendido que o conceito de “melhor corretora de investimentos” pode variar bastante, pois ele depende dos seus objetivos e sua identificação com a instituição.

Na prática, a melhor corretora é aquela que é a ideal para você. O que é ideal para mim, por exemplo, pode não ser o mesmo. Tudo vai depender do seu gosto e do que está buscando.

Se você vai começar a investir, pode encontrar, em algumas corretoras, materiais educativos, simuladores, relatórios sobre determinadas ações ou setores, assim como contato com assessores e consultores de investimento. Muitas corretoras de valores também têm páginas nas redes sociais e canal no YouTube com dicas de finanças pessoais.

Continua após a publicidade

Mas, para te ajudar, já fizemos algumas listas que podem encurtar o seu caminho. Dê uma olhada nestes textos:

Afinal, vale a pena investir por uma corretora de valores?

Talvez você ainda esteja se perguntando: se posso investir pelo banco, por que preciso de uma corretora?

Bem, é verdade que investir pelo banco onde você já tem conta é muito mais fácil e confortável. No entanto, apesar dos bancos terem suas próprias corretoras, suas opções de investimento ainda são bastante limitadas, sendo que muitos oferecem apenas produtos próprios. Inclusive, não é incomum encontrar rentabilidades bastante ruins, especialmente nos grandes bancos.

Já na corretora independente você tem muito mais opções de produtos de diferentes bancos emissores e com taxas muito mais competitivas e interessantes. Como você viu, escolher uma corretora de valores é muito simples e todo o processo é feito online, sem nenhum custo.

Portanto, não hesite em fazer uma escolha que pode ajudar a alavancar seus ganhos com investimentos e realmente fazer a diferença no futuro! Assim, você poderá alcançar seus objetivos financeiros mais rapidamente, afinal, dinheiro é para isso mesmo: um meio de conquistar sonhos e metas.

E aí, o que achou do artigo sobre as corretoras de valores mobiliários? Se gostou, então, compartilhe com seus amigos e familiares que possam se interessar. A sua opinião é muito importante para nós! Sendo assim, deixe seu comentário.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.