Vale a pena contratar uma empresa para limpar seu nome?

 

Está com o nome sujo e quer que essa situação se resolva o mais rápido possível?

Já pensou em contratar um serviço especializado em reabilitação de crédito, mas não sabe por onde começar?

Continua após a publicidade:

Tem medo de se endividar ainda mais ao contratar uma empresa ou de levar um golpe? Quer saber quais os valores cobrados?

Essas e outras perguntas serão respondidas agora através deste artigo.

Se você se encontra em uma situação financeira delicada e está em dúvida sobre contratar ou não uma empresa intermediadora para te ajudar a limpar seu nome, não decida nada antes de ler esse post até o final.

Continua após a publicidade

Limpar seu nome: vale a pena contratar uma empresa para te ajudar?

 

1. Quem são essas empresas?

São empresas especializadas em reabilitação de crédito, elas trabalham como intermediadoras entre o credor (para quem se deve) e o devedor (no caso, o consumidor).

Vale ressaltar que o que elas fazem é basicamente negociar a dívida, o débito ainda terá de ser pago pelo devedor, junto com a taxa cobrada pelo serviço da intermediadora.

Ou seja, além do pagamento da dívida propriamente dita, o endividado terá de se preocupar também com os custos gerados pela contratação da empresa de reabilitação de crédito.

2. Cuidado com as promessas

“É possível limpar o nome sem pagar a dívida”

Aproveitando-se da situação sensível que o consumidor se encontra quando está com o nome sujo e da sua ingenuidade de querer resolver as coisas rapidamente, muitas empresas prometem limpar o nome sem que o endividado pague a dívida.

Continua após a publicidade

Cuidado, isso não existe!

Mesmo contratando uma empresa para negociar sua dívida, ela não deixará de existir.

Promessas desse tipo são um dos sinais mais claros que você está prestes a cair em um golpe.

Grandes abatimentos sem o aval da empresa credora

Pode ocorrer também de, antes da negociação começar com a empresa credora, o intermediário (empresa contratada para limpar seu nome) prometer abatimentos exorbitantes como, por exemplo, 80% da dívida.

Essa também é uma atitude muito suspeita, há uma grande chance de ser golpe.

Não há como um intermediário, por maior que seja sua experiência na área, afirmar um abatimento tão grande antes de começar as negociações com o credor.

Retirada do nome da lista de inadimplentes ou mudança de data da dívida

Se a empresa promete usar acesso aos bancos de dados dos órgãos como SPC, Serasa e Boa Vista para tirar seu nome da lista de inadimplentes ou mudar a data da dívida fazendo com que expire, cuidado redobrado, pois além de ser um provável golpe é crime.

Continua após a publicidade

O prazo para uma dívida constar no cadastro de inadimplentes é de 5 anos.

Por isso, que uma das formas que os criminosos supostamente usariam para “limpar o nome” é com a mudança da data da dívida, fazendo com que o período para que o endividado tenha o nome retirado da lista seja antecipado.

Algumas dessas propostas são enviadas por e-mail e o consumidor que contrata está praticando um crime.

A questão da liminar

Há situações, também, que escritórios de advocacia entram com pedido de liminar para retirada do nome do endividado do cadastro de inadimplentes.

Porém, uma liminar é algo muito sensível juridicamente e fácil de ser derrubada.

Acaba que o consumidor gasta dinheiro em uma situação temporária e não resolve seu problema de forma definitiva.

Continua após a publicidade

Esse último caso não se enquadra como golpe.

Contudo, acaba sendo, de certa forma, uma ilusão, pois o cliente acredita que está pagando por uma solução quando está gastando com um “remendo”.


Como sair do vermelho e pagar todas as dívidas em pouco tempo


Pesquisa sobre o assunto

A pesquisa Contratação de Empresas para Limpar o Nome, gerenciada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), mostrou que nesse ramo existem mais promessas que resultados.

O número de endividados que contrataram empresas para limpar seus nomes em 2018 foi quase três vezes maior que no ano anterior.

Os dados levantados mostram que o percentual de pessoas que contratam esses serviços passou de 10 para 25%.

Continua após a publicidade

Desses, 11% não tiveram o nome limpo e um terço dos que não conseguiram limpar seus nomes por intermédio das empresas não foram ressarcidos.

Segundo a pesquisa, apenas 31% dos que pagaram e não receberam o serviço, conseguiram ser reembolsados de forma total.

3. Valores cobrados?

E qual seria o valor médio cobrado por essas empresas? A referida pesquisa mostrou que R$ 375,00 é a média dos valores cobrados.

Os valores geralmente são cobrados antecipadamente, podendo ser fixos ou um percentual sobre o valor da dívida, sendo mais comum o primeiro caso.

Continua após a publicidade

Mais de um terço dos entrevistados que contrataram o serviço acreditam que o custo-benefício não compensou, já que poderiam não ter gasto o valor ao negociar diretamente com os credores.

E, ainda, quase 60% dos que contrataram o serviço chegaram à conclusão de que teriam conseguido os mesmos acordos por conta própria.


Como gastar menos do que você ganha? Aprenda a desenvolver este hábito!


4. Faça você mesmo

Saiba a sua real condição financeira

O primeiro passo é saber a quem você deve e quanto.

É possível obter essas informações de forma gratuita em balcões e postos de atendimentos do SPC Brasil.

Além disso, caso o consumidor julgue a cobrança indevida, pode acionar os órgãos de defesa do consumidor como o Procon e a Defensoria Pública, que oferecem orientações jurídicas gratuitas.

Continua após a publicidade

Se a cobrança for mesmo irrefutável, antes de contratar uma empresa para limpar seu nome, tente contatar o seu credor, veja as possibilidades e negocie.

Se for possível, marque uma reunião e discuta propostas.

É muito importante que antes de começar a negociar você saiba exatamente quais são suas reais condições, pois não adianta fechar um acordo que continue a extrapolar seu orçamento.

Caso você esteja endividado, provavelmente já fez isso no passado.

Desse modo, primeiramente faça um levantamento da melhor maneira de pagar e tente negociar uma proposta com condições bem plausíveis, visando (no máximo) fechar o acordo com a proposta que te deixa no limite do seu orçamento, sem excedê-lo.

Ferramentas que podem te ajudar

Um app de controle financeiro ou uma planilha podem te ajudar a organizar suas finanças para que você descubra com precisão quais os valores que se enquadram melhor no seu planejamento financeiro.

Continua após a publicidade

Outra boa opção é o Feirão Limpa Nome Serasa, através do qual você pode negociar suas dívidas com diversas empresas de forma online e rápida, com descontos de até 95%.

Na própria plataforma do Serasa, é possível emitir o boleto e começar a pagar sua dívida.

Pelo site também é possível consultar seu CPF de graça e saber exatamente a quem está devendo. E, ainda, ver as dívidas existentes, mas que não foram negativadas.

No caso do Serasa e dessa plataforma de renegociação de dívidas a transação é segura, entretanto, devo deixar um último alerta sobre fraudes.

Continua após a publicidade

Atenção!

Muitas vezes, listas de devedores vazam e golpistas se utilizam dessas informações para aplicar golpes.

Portanto, sempre que for negociar com terceirizados, isto é, que não seja diretamente com seu credor, certifique-se que aquela pessoa ou empresa está autorizada a negociar em nome do credor.


Como elaborar um planejamento financeiro pessoal incrível em 13 passos


5. Quando vale a pena?

Se você tentou negociar com a empresa credora, mas não obteve êxito, contratar uma instituição para limpar seu nome pode ser uma opção viável.

Contudo, antes de contratar você deve pesquisar se a empresa tem uma boa reputação.

Sites como o Reclame Aqui por serem bem reconhecidos tendem a demostrar mais fielmente como uma empresa trata seus clientes.

Continua após a publicidade

Também é interessante buscar informações em órgãos de defesa do consumidor, como o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) e os Procons.

Além da pesquisa, é importante verificar como as reclamações foram resolvidas.

Cautela nunca é demais!

Seja cauteloso quando forem oferecidos descontos, prazos e condições de pagamento fora da realidade do mercado.

Deve-se desconfiar de tudo que parece muito fácil.

Não há fórmula mágica, assim como não é possível limpar o nome sem pagar a dívida.

Preste atenção nos indicativos de golpe listados no segundo tópico desse texto. Ao menor sinal de algum deles, redobre o cuidado.

Continua após a publicidade

Ademais, só assine o contrato de prestação de serviços depois de ter lido minuciosamente e pergunte se tiver dúvida em alguma cláusula.

Se algo não tiver ficado claro, mesmo com a explicação, peça uma cópia antes de assinar, e pergunte a alguém da sua confiança ou busque na internet o que aquele termo quer dizer.

Guarde todas as cópias dos contratos e conversas em aplicativos de mensagens. Elas serão provas caso a empresa aja de forma errada com você.


Vale a pena pegar um empréstimo para pagar dívidas?


6. Quando seu nome ficará limpo novamente?

O seu nome será retirado do cadastro de inadimplentes no ato do pagamento do débito ou da primeira parcela da negociação.

Continua após a publicidade

As empresas de proteção ao crédito pedem até 5 dias úteis para que o processo seja concluído por questões burocráticas.

Conclusão

Contratar uma empresa para limpar seu nome pode não ser a melhor opção para quem já está endividado.

Inicialmente, é melhor que se tente negociar diretamente com o credor, a fim de economizar a taxa de intermediação cobrada pela reabilitadora de crédito.

Outro ponto importante é saber qual o limite do seu orçamento para arcar com os valores negociados, pois uma vez negociado, a renegociação torna-se mais difícil.

Continua após a publicidade

O devedor passa a ser visto cada vez mais como um mal pagador e a chance de fechar um bom acordo pode ter sido perdida no primeiro momento.

Espero que com essas dicas você consiga decidir qual o melhor caminho para suas finanças.

E aí, o que achou do artigo? Quer continuar recebendo conteúdo de qualidade sobre educação financeira? Então, não perca tempo e cadastre-se agora mesmo na nossa newsletter.

Publicidade