Se você fosse dono de um comércio e vendesse bastante o produto X, você contaria aos seus clientes que essa mercadoria pode sair de graça? É mais ou menos assim que os bancos lidam com as contas digitais. Elas existem, são gratuitas para todas as transações feitas online e podem ser solicitadas por qualquer cliente, mas como uma cesta de serviços tradicional é paga, as instituições não vão divulgar o pacote gratuito para não perderem receita.

A fim de esclarecer sobre o funcionamento das contas digitais, hoje vamos comparar os serviços oferecidos pelos principais bancos no Brasil. É preciso lembrar que para os três grandes bancos: Brasil, Bradesco e Itaú, as novas adesões não estão disponíveis, portanto, as informações são válidas apenas para quem aderiu ao pacote anteriormente. A única opção atualmente é o Banco Inter, ao fim desta matéria.

Continua após a publicidade:

Depois de ler este artigo você irá se sentir no mínimo tentado a mudar para uma conta digital.

Posso ter uma conta bancária sem tarifas?

Sim. Em 2010 o Banco Central publicou a Resolução 3.919 (PDF), que afirma a gratuidade de contas bancárias movimentadas somente por meios eletrônicos. As chamadas contas digitais ou contas eletrônicas são hoje disponibilizadas pelos principais bancos do país, mas não há muito alarde a esse respeito justamente por causa da gratuidade.

Continua após a publicidade

Para que sua conta não tenha tarifas, você precisa aderir a um pacote digital e não usar serviços presenciais no banco. Dito de outro modo, fazendo movimentações somente via caixa eletrônico, internet banking, aplicativo para celular e atendimento telefônico você fica livre de cobranças. Verdade seja dita, poucas pessoas realmente precisam ir até o banco para solicitar serviços. Então, a maior parte dos brasileiro pode usar serviços bancários sem pagar nada.

Conta Digital sem tarifa
Os três principais bancos oferecem contas digitais sem tarifas a seus clientes

DOC e TED ilimitados

Um dos grandes benefícios trazidos pelas contas digitais são as transferências entre bancos diferentes sem tarifas. Em média, um DOC ou TED custa R$8. Pode parecer pouco, mas quem precisa usar o serviço com frequência para realizar pagamentos ou mesmo para transferir valores para uma corretora de investimentos paga caro pela transferência. No entanto, a adesão ao pacote digital garante que as transferências feitas por meios eletrônicos seja gratuita.

Supondo que você faça 2 TEDs por mês, a economia no final de um ano será de mais ou menos R$180. Faz diferença sim, principalmente se você pensar que esse dinheiro estava enriquecendo o banco em vez de “engordar” o seu bolso.

Cartão, extrato, empréstimo e outros serviços da Conta Eletrônica

Além das transferências gratuitas entre bancos diferentes, as contas eletrônicas também incluem:

  • Cartão de débito para movimentação da conta sem custos;
  • Consulta ilimitada a saldo e extrato por meios eletrônicos;
  • Transferências entre contas do mesmo banco;
  • Solicitação de empréstimos, financiamentos e outras linhas de crédito;
  • Possibilidade de solicitação de um cartão de crédito ou cartão múltiplo;
  • Pagamento com débito automático;
  • Pagamento de boletos e contas.

Todos esses serviços, como já dissemos, devem ser realizados em caixas eletrônicos, banco virtual ou atendimento telefônico. Se você for até agência para fazer um depósito, esse serviço poderá ser cobrado à parte. Com relação aos cheques, o cliente com conta digital não tem acesso gratuito a folhas e talões. Se ele solicitar o meio de pagamento, a tarifa para emissão pode ser maior que nas cestas de serviços tradicionais. Mas existe um detalhe: os serviços essenciais gratuitos incluem 10 folhas de cheque, então você só pagará se exceder essa quantia.

Continua após a publicidade

Qual é a melhor Conta Digital?

A escolha do banco onde você vai abrir sua conta digital depende, obviamente, do que você espera de uma instituição financeira. Como todos os serviços são feitos sem contato com funcionários do banco, algo que pode ajudar na escolha é observar o funcionamento do internet banking e do aplicativo para smartphone, que serão muito utilizados por você. Hoje em dia quase todos os bancos oferecem esses recursos de forma simplificada e segura, mas questões de preferência pessoal podem pesar nessa escolha. O que vale ressaltar, porém, é que não existe uma grande diferença entre os serviços oferecidos pelos bancos nas contas eletrônicas. De um modo geral, elas são bem parecidas e incluem as mesmas transações. Para ajuda você, vamos comentar um pouquinho sobre as opções:

Bradesco

DigiConta Bradesco

No Bradesco a conta digital recebe o nome de DigiConta (leia mais sobre a Digiconta aqui). O cliente pode fazer vários tipos de transações utilizando o internet banking, o Bradesco Celular, o Fone Fácil e os caixas eletrônicos da instituição. Ao aderir, o cliente recebe um cartão que pode ser usado para movimentação da conta, além de realizar pagamento nas funções débito, crédito e crediário. O banco oferece ainda o serviço de Infoemail, que disponibiliza informações sobre sua conta corrente por e-mail periodicamente.
Itaú

iConta Itaú

A diferença principal é nos nomes adotados pelos bancos. No Itaú a conta eletrônica é chamada de iConta (nossa página sobre a iConta), fazendo alusão aos dispositivos digitais que tanto utilizamos atualmente. O banco também disponibiliza os serviços mencionados acima, além de um cartão internacional que pode ser usado nas funções crédito e débito.

Outros Bancos

Os outros três principais bancos brasileiros (Caixa Econômica, Santander e HSBC) não oferecem contas digitais aos seus clientes. Nessas instituições, para ter acesso a uma conta gratuita é necessária negociar com o gerente e ter investimentos no banco. Em nossa opinião, isso conta pontos contra essas empresas, já que não facilitam a adesão ao serviço já regulamentado pelo Banco Central, ainda que o Bacen não obrigue as instituições a oferecem a conta gratuita.

Continua após a publicidade

Banco Intermedium/Inter

Banco Intermedium

Enquanto metade dos grandes bancos não oferecem suas contas eletrônicas, o Banco Intermedium, agora conhecido como Banco Inter, com sede em Minas Gerais, apesar de sua pouca representatividade, também oferece sua conta digital, sem tarifas. Escrevemos sobre a Conta Corrente Digital Intermedium recentemente e pode ser uma opção para conseguir reduzir os custos de manutenção de contas bancárias.

Além disso, o Intermedium é um banco especializado em linhas de crédito o que pode fazer com que o cliente tenha acesso à financiamentos e empréstimos com mais facilidade. Além disso, o Banco é filiado à rede Banco 24Horas e, apesar da pouca presença nacional, não lhe deixará na mão.

Pacote Digital do Banco do BrasilBanco do Brasil

O Banco do Brasil oferecia o Pacote Digital para contas correntes (não deixe de ler sobre o Pacote Digital e a Conta Eletrônica). Mas o Pacote Digital ou Conta Eletrônica foram descontinuados para novos clientes. Apenas quem aderiu ao pacote anteriormente poderá continuar com sua conta eletrônica e quem já for correntista em outro pacote de serviços. Novas adesões não estão sendo aceitas.

O cliente que opta por essa modalidade de conta bancária fica isento de tarifas ao usar meios eletrônicos em suas transações e pode contar com empréstimos e financiamentos com juros mais baixos. O banco também oferece um cartão para movimentação de conta e mais de 280 serviços nos caixas eletrônicos, aplicativo BB e internet banking.

Conclusão

Abrir uma conta eletrônica pode representar uma grande economia. Se tomarmos como base uma cesta de serviços que custe R$14,90 por mês (preço geralmente mais baixo, com poucos serviços incluídos), depois de 5 anos você gastaria R$894 somente com a tarifa, sem contar as cobranças por DOC e TED. Esse mesmo valor investido a 0,7% ao mês renderia R$1.106,30 em 5 anos. Ou seja, por que dar esse montante para o banco se você guardá-lo para você?

A conta digital só não vale a pena se você precisa muito de serviços que só podem ser realizados na agência ou se utiliza cheques com frequência.

Publicidade