Notícias

Enel e Procon-SP fazem acordo após contas de luz mais altas em meio à pandemia; entenda

Karina Carneiro
lâmpadas, representando contas de luz mais altas

WhatsappLinkedInTwitterFacebookA conta de luz no estado de São Paulo parou de ter leitura presencial dos medidores entre os meses de março e julho. O que foi feito como uma forma de proteger moradores e trabalhadores da contaminação do novo coronavírus levou a diversas reclamações de contas de luz mais altas. A adaptação da forma de […]

A conta de luz no estado de São Paulo parou de ter leitura presencial dos medidores entre os meses de março e julho. O que foi feito como uma forma de proteger moradores e trabalhadores da contaminação do novo coronavírus levou a diversas reclamações de contas de luz mais altas.

A adaptação da forma de cobrança trouxe bastante insatisfação dos usuários, levando a uma série de reclamações no Procon-SP, órgão de proteção ao consumidor. O órgão, enfim, fez acordo com a Enel, empresa distribuidora de energia, a fim de resolver situação.

Continua após a publicidade:

Contas de luz mais altas em São Paulo; entenda

Com a mudança na forma de faturamento, as cobranças passaram a ser feitas com base em uma média de consumo das residências nos meses anteriores. Isso gerou contas de energia mais caras, que foram questionadas por quase 55 mil consumidores junto ao Procon-SP.

Boa parte destas pessoas afirmam que não conseguem pagar o proporcional referente a este período sem os cobradores de luz de uma única vez.

Continua após a publicidade

Por isso, recorreram à empresa para que um acordo fosse firmado para ajudar na liquidação dos débitos.

Então, no início de agosto, o promotor Marcelo Orlando Mendes, da Promotoria de Justiça do Consumidor, ordenou a abertura de um inquérito para apurar supostas práticas abusivas cometidas pela Enel. Foi aí que acordo começou a ser tratado.

De acordo com o pronunciamento oficial do Procon-SP, o objetivo principal dessa ação é proteger todas as pessoas que se sentiram lesadas durante este período. Acordo também protege quem venha a solicitar reclamação de maneira oficial até a data de 31 de agosto por meio do site oficial

O que diz o acordo para evitar contas de luz mais altas?

Com o acordo, a Enel se comprometeu a criar um sistema de agendamento prévio para acabar com as filas de atendimento. Além disso, negociação prevê parcelamento em até 12 vezes das contas indevidas. Empresa também acordou em não fazer cortes de energia até o fim do mês

Continua após a publicidade

Esta medida será tomada para que os usuários consigam resolver a situação em relação ao pagamento das faturas de maneira simplificada. 

Como mudarão contas de luz mais altas após acordo entre a Enel e o Procon-SP?

Com o acordo firmado entre ambas as partes, contará com algumas mudanças significativas para os consumidores que registrarem sua reclamação até o dia 31 de agosto.

Parcelamento de débitos

As contas com leituras até o dia 31 de agosto e que ainda não foram pagas, poderão ser automaticamente parceladas em até 12 vezes sem juros.

Sem cortes de luz até o fim do mês

Mesmo que a sua conta de luz não esteja paga, o serviço não poderá ser cortado até o final do mês, principalmente se as contas não tiverem sido revisadas. 

Continua após a publicidade

Agendamento prévio através da internet

Para evitar aglomerações nos postos físicos, o consumidor que precisar falar diretamente com a empresa através deste tipo de atendimento, deverá realizar um agendamento prévio no site oficial.

Divulgação de Informações

A Enel terá a obrigação de informar a cada consumidor sobre as cobranças questionadas, apresentando quais serão os diferenciais e seu método de cobrança.

Gostou deste conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro para continuar recebendo as notícias em tempo integral. 

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *