A Receita Federal libera nesta segunda-feira, 24, a partir das 9 horas, as consulta para o quarto lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF).

Neste lote serão contemplados 4.479.172 contribuintes que entregaram a declaração em dia. O crédito será liberado no dia 31 de agosto, totalizando R$ 5,7 bilhões. 

Continua após a publicidade:

Neste ano, as restituições do IRPF estão sendo realizadas em 5 parcelas e não em 7, como ocorre normalmente.

Os pagamentos do quinto lote estão previstos para 30 de setembro.

Saiba como realizar a consulta para saber se poderá receber a restituição ainda neste mês.

Continua após a publicidade

Quem recebe o quarto lote da restituição do IRPF?

Do montante total pago, R$ 248.630.681,67 referem-se ao quantitativo de contribuintes que têm prioridade legal. São 6.633 contribuintes idosos acima de 80 anos, 36.155 contribuintes entre 60 e 79 anos, 4.308 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 17.787 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Além disso, foram contemplados 4.414.289 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 19 de junho de 2020.

Como realizar consulta?

A consulta da restituição do quarto lote do IRPF pode ser realizada por telefone, no site ou no aplicativo, disponível para Android e iOS.

O contribuinte também pode ligar no Receitafone, no número 146, para saber se está no lote.

Continua após a publicidade

No site www.receita.economia.gov.br, clique em “Acesso rápido”, depois em “e-CAC” e, então, em “Acessar”.

Caso não tenha código de acesso, clique em “Gerar código de acesso”.

Os contribuintes que receberão no primeiro lote encontrarão declaração “processada”.

É possível também que a declaração esteja na “fila de restituição”, ou seja, apenas aguardando liberação. 

Declarações “em processamento” ou “fila de espera” não necessariamente caíram na malha fina. Isso pode ocorrer porque contratantes ainda não enviaram informações à Receita. 

Como receber restituição?

A restituição do IRPF ficará disponível no banco informado no momento da declaração durante o período de um ano.

Caso o contribuinte não faça o resgate nesse prazo, é preciso refazer o pedido por meio da internet, mediante o Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição.

Continua após a publicidade

A solicitação também pode ser feita diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Se o valor não for depositado, o contribuinte deve contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

O atendimento está disponível por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Quer continuar acompanhando as novidades sobre a restituição do IRPFEntão, assine a newsletter do iDinheiro! 

Publicidade