Confira os cinco BDRs mais negociados pelos brasileiros e veja se vale a pena investir neles

O ranking dos cinco BDRs mais negociados pelos brasileiros é composto por Apple, Amazon, Microsoft, Tesla e Mercado Livre. Saiba se vale investir.

LilianCH
Lilian Calmon

O ranking dos cinco BDRs mais negociados pelos brasileiros é composto por Apple, Amazon, Microssoft, Tesla e Mercado Livre. Até setembro de 2020, essas empresas concentraram 25,5% do volume total de transações. Afinal, vale a pena investir nelas?

O questionamento é válido, porque, a partir desta quinta-feira, 22, qualquer investidor pode negociar os BDRs (em inglês, Brazilian Depositary Receipts ou recibos de ações de empresas internacionais) e os ETFs (fundos de índices) internacionais listados na bolsa brasileira.

Continua após a publicidade

Com informações do Valor Investe.

Cinco BDRs mais negociados pelos brasileiros: investidor deve moderar seu apetite nas compras

De acordo com relatório da B3 com dados até setembro, 671 BDRs estão disponíveis na bolsa, frente a 401 empresas nacionais listadas. Contudo, quantidade não está necessariamente ligada à qualidade. Por isso, o investidor deve moderar seu apetite nas compras, levando em conta seu perfil de investimentos.

Na opinião do sócio fundador e assessor de investimentos do Grupo Aplix, Felipe Romcy Araújo, os BDRs abrem uma janela muito interessante para o pequeno investidor, mas é preciso ter cautela para não se empolgar.

Continua após a publicidade

“É muito importante entender os fundamentos da empresa e as perspectivas futuras para que haja ganho com o investimento”, disse a estrategista-chefe da Rico, Betina Roxo, explicando que, no longo prazo, o movimento da ação nada mais é que o reflexo dos lucros da empresa.

Saiba mais sobre as empresas

Apple

Até 21 de outubro, o BDR da Apple acumulava alta de 125,8% neste ano, mesmo com o fechamento de lojas por conta da pandemia, o aumento das pressões políticas por sua dependência da China e a campanha do governo americano contra aplicativos chineses como TikTok e WeChat.

Amazon

Desde o começo de 2020, a Amazon viu a valorização de 140,9% de seus BDRs. Sua entrega muito ágil é o que chama a atenção de clientes e do mercado financeiro.

Para o analista de investimentos no exterior da Suno Research, Alberto Amparo, a venda de serviços é a grande sacada da companhia.

Continua após a publicidade

Microsoft

A gigante mundial de tecnologia também teve um desempenho positivo este ano, com crescimento de 90,8%.

Embora tenha tido queda de 15% em seu lucro do quarto trimestre do ano fiscal de 2020 (encerrado em 30 de junho), ela é uma das apostas mais seguras no longo prazo entre os BDRs de tecnologia segundo grande parte dos analistas ouvidos pelo Valor Investe.

Tesla 

Desde o começo do ano, os BDRs da empresa automotiva e de armazenamento de energia norte-americana dispararam 619,7%. Isso se deve a sua postura de vanguarda no setor e seu foco em energia limpa.

Há quem ame e quem odeia a marca. Contudo, para o estrategista internacional da XP Investimentos, Guilherme Giserman, é preciso ter mais motivos do que apenas simpatia pelo seu presidente, Elon Musk, para investir em BDR da Tesla. 

Continua após a publicidade

Mercado Livre

A empresa argentina foi uma das que mais se valorizaram durante a pandemia, com lucro 245% maior no 2º trimestre em comparação ao mesmo período do ano anterior. Em 2020, seu BDR deu um salto de 207,6%.

Além do comércio eletrônico, o Mercado Livre também engloba a fintech Mercado Pago e a companhia de logística Mercado Envios.

Para ler a matéria do Valor Investe na íntegra, clique aqui.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre os BDRs mais negociados pelos brasileiros? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.