Bancos, Notícias

Compra de startups: Modalmais vai adquirir quatro nos próximos três meses

Lilian Calmon
Lilian Calmon
cartão Modalmais representando compra de startups
O Modalmais vai realizar a compra de startups nos próximos três meses. A estratégia é adquirir quatro delas para melhorar a experiência do cliente.

O Modalmais vai realizar uma compra de startups nos próximos três meses. A estratégia é adquirir quatro delas para melhorar a experiência do cliente.

Além disso, também nos próximos meses, lançará oficialmente sua plataforma de cursos, a Modalmais Academy, com cursos gratuitos e pagos a fim de impulsionar a área de educação financeira da empresa. Embora o site já esteja no ar, ainda está no formato beta e com pouco conteúdo. 

Continua após a publicidade

“Não dá para sair da poupança para a renda variável da noite para o dia. É preciso educar os investidores”, disse o co-CEO do Modalmais, Cristiano Ayres, ao NeoFeed.

Compra de startups: entrada do Credit Suisse trouxe mais confiança e maior oferta de produtos

A entrada do Credit Suisse como sócio em junho deste ano trouxe ganhos para a operação, como mais confiança e maior oferta de produtos financeiros. “São produtos que antes estavam restritos a um private banking suíço para clientes com alguns milhões de reais investidos”, destacou Ayres.

Para o sócio do Modalmais, Rodrigo Puga, há uma complementaridade enorme entre os negócios do Credit Suisse e do Modalmais. “Além de o Credit Suisse ter um nome fortíssimo, contar com US$ 1,4 trilhão sob gestão, e trazer produtos para a nossa base, o nosso cliente passa a ter relatórios do banco, mais informações. Existe uma complementaridade enorme, não há sobreposição de negócios”, afirmou.

Saiba mais sobre a história do Modalmais

Criado em 1995, o Banco Modal atuava como um banco de investimentos. Em 2012, seus sócios decidiram entrar com mais força na área de varejo, criando uma plataforma de investimentos.

Rodrigo Puga entrou na empresa em 2013 para montar o Modalmais, que nasceu com produtos próprios. Em 2018, a operação de banco digital foi unificada com a plataforma, dando origem ao Modalmais atual. 

“Começamos como uma startup dentro do banco. Era uma sala com 12 pessoas. Em um ano, viraram 50 pessoas, depois 200 pessoas e hoje o Modalmais se tornou o banco com mais de 650 funcionários diretos”, contou Puga ao NeoFeed.

Em junho de 2020, o Modalmais anunciou a venda de 25% de sua operação, podendo chegar a 35%, para o Credit Suisse. O negócio fez a avaliação da instituição financeira alcançar R$ 5 bilhões.

Para ler a matéria do NeoFeed na íntegra, clique aqui.

Quer continuar acompanhando as notícias sobre a compra de startups? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *