Neste ano, o dólar já acumula uma valorização de 40% sob o real, chegando a mais de R$ 5,90. Em cinco meses, a moeda estrangeira aumentou quase R$ 2,00. Por tal motivo, muitas pessoas estão interessadas em vender dólar, a alto preço, para que possam lucrar ainda mais. Este dólar ocioso comumente é uma sobra de viagens internacionais, em que os viajantes vão para o exterior mas voltam com dinheiro estrangeiro, por não terem o gastado durante o período em que estavam fora. Atualmente, é realmente muito vantajoso vender o dólar, visto que 1 USD é quase R$ 6,00. Mas, como sabe-se, em qualquer momento é benéfico vender a moeda americana, caso ela não seja utilizada, uma vez que ela é valorizada ante o real. 

Felizmente, vender o dólar é algo muito fácil, pois existem casas de câmbio confiáveis no Brasil, como a a Confidence Câmbio e a MultiMoney. Algumas pessoas também optam por vender o dólar para pessoas próximas, que irão viajar para fora e precisam da moeda, o que é mais vantajosos. Mas é importante mencionar que a venda é mais segura caso seja feita em bancos, corretoras ou em casas de câmbio, instituições autorizadas para tais transações.

Continua após a publicidade:

Quando vende-se o dólar, perde-se dinheiro, mesmo que pouco. Por isto, é preciso que o indivíduo realize uma pesquisa extensa sobre as taxas e preços que as empresas oferecem, para que possam realizar uma transação vantajosa. Abaixo, saiba mais sobre o procedimento de venda de dólar e como fazê-lo. 

Como vender o dólar?

Devido à alta do dólar, que já está quase alcançando os seis reais, muitas pessoas estão correndo para vender a moeda estrangeira. Até mesmo os que tinham viagens marcadas, mas que tiveram que cancelá-las devido à pandemia estão aproveitando para obter algum lucro com este período. De acordo com a Câmbio Store e a Get Money, ambas casas de câmbio, a busca por venda de dólares vem aumentado desde abril, enquanto a compra caiu. E, isto não está ocorrendo somente porque a moeda está em alta, mas também porque as pessoas estão impossibilitadas de viajar. 

Como mencionado, pode-se vender o dólar em bancos, corretoras ou em casas de câmbio, assim como para pessoas próximas. Porém, antes de realizar a venda da moeda, é preciso realizar uma pesquisa entre as possibilidades, para que sejam obtidos o melhor preço e taxas. Opte pelo local que ofereça os preços mais competitivos, e no qual você não irá perder muito dinheiro com a venda da sua moeda estrangeira. 

Existem diversas empresas que compram dólar, como a Câmbio Store, Get Money, Confidence Câmbio e a MultiMoney, que já foram mencionadas aqui. Os bancos também podem realizar tal transação, como o Banco do Brasil, que oferece o recebimento receber em espécie e também pelo cartão Ourocard Visa TravelMoney (VTM). No BB, estas transações, podem ser feitas nas agências BB credenciadas a operar em câmbio, em terminais de autoatendimento de câmbio, pelo autoatendimento na internet ou pelo aplicativo BB. 

Vender dólar
É possível vender moedas estrangeiras em hotéis, casas de câmbio e bancos.

É importante mencionar que muitas pessoas optam por vender o dólar para pessoas próximas, por conseguirem negociar um preço mais vantajoso e a transação ser menos burocrática, mas isto não é autorizado pelo Banco Central. No Brasil, apenas bancos, corretoras, agências de turismo e hotéis podem comprar e vender dólar, de forma legalizada. É possível conferir a lista de todas as instituições autorizadas no site do Banco Central.

Fique atento, pois além das corretoras terem cotações diferentes, elas podem diferenciá-las de acordo com o meio pelo qual a transação é feita. Por exemplo, a cotação pode ser diferente para vendas pelo telefone, internet, etc. 

Após encontrar o local mais vantajoso para você, é preciso optar pelo seu método de recebimento. Pode-se receber em espécie, por cartões pré-pagos, depósitos em conta, etc. É importante lembrar que, para valores acima de 10 mil reais, não é permitido o recebimento em dinheiro vivo. 

E, este procedimento citado acima é válido para a venda de qualquer outra moeda estrangeira. É preciso apenas prestar atenção em quais moedas as empresas compram e vendem.

Publicidade