8 dicas de como vender doces na rua e lucrar mais

Para saber como vender doces na rua, é preciso conhecer técnicas de venda, ter criatividade e investir em qualidade. Saiba como ter sucesso!

Amanda Gusmao
Amanda Gusmão

Se você está buscando o que fazer para ganhar dinheiro, vale a pena saber como vender doces na rua. É isso mesmo. Essa pode ser a oportunidade para entrar no empreendedorismo e até fazer seu negócio crescer.

Isso porque a rua oferece um grande potencial de vendas. Há pessoas de todos os tipos, gostos e bolsos. Sem contar que o fluxo de pessoas é enorme. Basta escolher o lugar certo. Aos poucos, seus produtos passam a ser reconhecidos e você começa a ganhar mais. Quer algumas dicas?

Continua após a publicidade

Meliuz_Extensao

8 dicas para lucrar mais vendendo doces na rua, em eventos e mais

  1. Escolha receitas e produtos de qualidade;
  2. Veja qual a melhor forma de acondicionar os produtos e capriche nas embalagens;
  3. Participe como expositor em feiras e eventos da sua cidade;
  4. Tenha um Instagram ou loja virtual para divulgar seus doces e aceitar encomendas;
  5. Defina o preço ideal para vender doces em eventos e locais públicos;
  6. Ofereça a opção de pagar com cartão de crédito mesmo sem ter CNPJ;
  7. Faça um controle financeiro só para seu negócio de doces;
  8. Aproveite os calendários do comércio para personalizar seus produtos.

Mas é claro que você precisa investir para ter bons resultados. Por isso, vamos falar mais de cada uma dessas dicas para você vender doces na rua e alcançar o sucesso com essa prática.

1. Escolha receitas e produtos de qualidade

A primeira regra para quem quer saber como vender doces na rua é apostar na qualidade. Engana-se quem pensa que qualquer coisa serve. Na verdade, o público nesse local é bastante diversificado e alguns são mais exigentes.

Continua após a publicidade

Esse também é o caminho para o sucesso. Afinal, muita gente vende doces na rua. Então, é preciso se diferenciar para ter uma vantagem competitiva.

Nesse contexto, a dica é procurar os melhores produtos. Busque marcas reconhecidas pela qualidade, sabor e confiabilidade. Caso utilize ingredientes naturais, busque bons fornecedores. Por exemplo, as frutas podem ser orgânicas. Além disso, tenha certeza de que elas não estão velhas ou passadas.

Com relação às receitas, o ideal é primeiro ter domínio sobre elas. Depois, você pode testar outros sabores e adaptações. Teste, ofereça para seus familiares e amigos experimentarem e, então, coloque para vender na rua.

2. Veja qual a melhor forma de acondicionar os produtos e capriche nas embalagens

Quando você vende doces na rua, precisa ter um cuidado maior com o acondicionamento de produtos. Tenha em mente que eles ficarão muitas horas fora da geladeira. Por isso, é importante evitar problemas com a qualidade.

Continua após a publicidade

Como fazer isso? Invista em um cooler, térmica ou caixa de isopor. Assim, os doces ficarão preservados em uma temperatura fresca. Isso evita que estraguem ou derretam.

Você também pode criar parcerias com estabelecimentos locais e lucrar mais com seus doces. Nesse caso, você fabrica os doces, fornece para uma loja que pode acondicionar seus produtos devidamente e, claro, vender para seus clientes.

Assim, vocês podem combinar uma comissão sobre a venda ou o repasse dos produtos com um custo reduzido onde o vendedor conseguirá vender com lucro também. A vantagem é que você aumentará seus pontos de venda sem, necessariamente, ter que estar presente. Ou seja, dá para lucar mais e de forma inteligente.

Ainda é importante focar a embalagem. Além de acondicionar bem o produto, é necessário garantir que elas sejam bonitas para conquistarem o cliente de vez. Busque investir em embalagens personalizadas. Assim, pode colocar informações sobre sua marca, como telefone de contato, data de validade do produto, como preservá-lo etc.

Continua após a publicidade

Cuide também da aparência dos doces. Capriche na decoração e coloque elementos diferentes para saber quais são os sabores e não entregar o produto errado ao cliente. Assim, todos ficam felizes!

3. Participe como expositor em feiras e eventos da sua cidade

Uma forma de tornar sua marca mais conhecida e saber como vender doces na rua é participar de eventos e feiras. Saiba quais vão acontecer na sua cidade e/ou região e busque entender quais condições são exigidas para sua inscrição oficial.

Antecipe-se e programe-se. Esses locais recebem um grande número de visitantes. Portanto, pessoas que não conhecem seu produto vão experimentá-lo e podem se tornar clientes.

Os eventos e as feiras também são bons locais de divulgação. Faça panfletos e cartões de visita para que os potenciais clientes possam entrar em contato e fazer encomendas.

Continua após a publicidade

Inclusive, esse pode ser um bom ponto de partida para fazer seu negócio crescer. Faça um planejamento financeiro e ofereça o máximo de variedade de produtos para alcançar uma boa fatia de mercado.

4. Tenha um Instagram ou loja virtual para divulgar seus doces e aceitar encomendas

Você deve aproveitar os canais online para divulgar seus produtos. O Instagram é um bom meio para ganhar dinheiro com doces, já que é possível postar vídeos e fotos.

Além disso, um grande número de pessoas utiliza essa rede social. Então, você pode criar vários tipos de postagens para mostrar seus produtos. Uma dica é usar os Stories permanentes, que ficam fixos na sua página. Assim, é possível colocar seu cardápio, categorizar por tipo de produto, inserir depoimentos de clientes etc.

Outra opção — que pode ser usada junto do Instagram — é a loja virtual. Ela serve para divulgar seus produtos, especialmente se você entrega por delivery.

Continua após a publicidade

Essa segunda alternativa é mais cara, porque requer o pagamento de um domínio e outras questões. Ainda assim, pode valer a pena.

5. Defina o preço ideal para vender doces em eventos e locais públicos

Um erro muito comum é usar métodos errados de precificação. Muitas vezes, indica-se calcular quanto os materiais custaram e multiplicar por 3. Porém, isso está errado.

O cálculo deve contar com outros fatores. Além do custo dos materiais, você precisa acrescentar a mão de obra, o gasto com os testes da receita e os valores com divulgação.

Como são vários aspectos, vale a pena facilitar esse cálculo. Por isso, disponibilizamos uma calculadora de preço de venda.

Continua após a publicidade

Lembre-se de considerar possíveis gastos extras por vender em eventos e locais públicos. Por exemplo, é cobrada alguma taxa para fazer essa participação? Você precisou fazer algum investimento?

Se esse foi o caso, inclua esse valor nos seus cálculos. Afinal, o objetivo é garantir uma margem de lucro correta e que viabilize a continuidade do seu negócio.

6. Ofereça a opção de pagar com cartão de crédito

O cartão de crédito deve ser o meio de pagamento de 60% das compras em 2022. Por isso, é impossível deixar os clientes sem essa opção, concorda?

Além disso, “não ter dinheiro trocado” é uma das principais objeções dos seus potenciais clientes. Assim, quando você oferece uma solução para isso, incentiva muito mais as compras!

Continua após a publicidade

A principal vantagem é que você nem precisa ser um Microempreendedor Individual (MEI). Existem maquininhas de cartão de crédito disponíveis até para pessoa física. Veja algumas opções.

PagSeguro Minizinha NFC

  • Débito: 1,99%
  • Crédito à vista: 3,19% em 30 dias.
  • Crédito a prazo: 3,79% em 30 dias.

12 x R$ 4,90 ou R$ 58,80 à vista

  • Crédito: Mastercard, American Express, Elo, Visa, Cabal
  • Débito: Mastercard, Elo, Visa, Cabal
  • Benefícios: Ticket, Sodexo, VR, Alelo
  • Bluetooth
  • NFC
  • Sem Fio
  • Comprovante por SMS/Email
  • Conta Digital
  • Modelo Compacto

PagSeguro Moderninha Smart

  • Débito: 1,99%
  • Crédito à vista: 3,19% em 30 dias.
  • Crédito a prazo: 3,79% em 30 dias.

12 x R$ 39,90 ou R$ 478,80 à vista

  • Crédito: Mastercard, Hipercard, American Express, Elo, Diners Club, Visa, Cabal
  • Débito: Mastercard, Hipercard, Elo, Visa, Cabal
  • Benefícios: Ticket, Sodexo, VR, Alelo
  • Chip
  • Wi-Fi
  • QR Code
  • NFC
  • Serviços Financeiros
  • Bateria
  • Comprovante Impresso
  • Visor Colorido
  • Touchscreen
  • Sem Fio
  • Máquina Inteligente
  • Conta Digital

Ton T1 Chip

  • Débito: 1,29% em 1 dias.
  • Crédito à vista: 2,87% em 30 dias.
  • Crédito a prazo: 10,86% em 30 dias.

12 x R$ 8,90 ou R$ 106,80 à vista

  • Crédito: Mastercard, Hipercard, American Express, Elo, Visa
  • Débito: Mastercard, Hipercard, Elo, Visa
  • Benefícios: Nenhuma bandeira
  • Chip
  • Wi-Fi
  • QR Code
  • NFC
  • PIX
  • Bateria
  • Sem Fio
  • Modelo Compacto

7. Faça um controle financeiro só para seu negócio de doces

O controle financeiro empresarial precisa ser feito com bastante cuidado. Isso significa deixar separados os valores do seu orçamento pessoal e aquela quantia usada para seu negócio.

O ideal é usar um aplicativo de controle financeiro. Ou, pelo menos, uma planilha. Anote todos os valores que entram e saem do seu caixa. Ou seja, os gastos com materiais, luz, água etc., assim como os recebimentos dos clientes.

A partir disso, você sabe como está a sua média de vendas na rua e quanto gasta no mesmo intervalo de tempo. Outro fator importante desse controle é que você consegue programar melhor suas compras e definir um pró-labore.

Continua após a publicidade

Ou seja, você decide quanto vai adquirir de cada material para evitar o excesso de itens, que podem estragar. Além disso, sabe quanto vai retirar todo mês para que as finanças fiquem bem separadas.

Essa medida é essencial para garantir o crescimento do seu negócio. Aos poucos, você deixa de precisar saber como vender doces na rua, porque terá outros meios de contato com os clientes.

8. Aproveite os calendários do comércio para personalizar seus produtos

A última dica consiste em aproveitar as datas comemorativas para fazer produtos diferenciados. Isso aumenta as chances de vendas. Existem algumas datas mais importantes para isso.

Vender mais na Páscoa

A Páscoa é o momento dos chocolates. Então, invista nos doces com esse produto. Invista em coelhinhos e ovinhos. Os ovos gourmet e de colher também são boas pedidas para vender mais.

Continua após a publicidade

Grana extra no Natal

No Natal, opte por fazer o Papai Noel de chocolate ou doces personalizados, que possam enfeitar a mesa da ceia. Aqui, vale investir em decorações natalinas, como em formato de pinheirinho, bota do Papai Noel e meia de presentes.

Ganhar dinheiro no Dia dos Namorados

Dia dos Namorados o foco é a parte romântica. Por isso, invista em doces em formato de coração e rosas vermelhas. Faça caixinhas e kits em que os doces têm a escrita “eu te amo”. Você também pode fazer morangos com calda de chocolate em forma de buquet. É um produto diferente e que tem boa saída. Apenas se certifique que a fruta esteja fresca e cuide do acondicionamento para não estragar.

Dinheiro extra no Dia das Crianças

No Dia das Crianças invista em doces coloridos, com confetes e granulados. Eles chamam a atenção e toda criança gosta. Então, também é fácil vender esses doces na rua.

Assim, fica claro que existem várias ideias para abrir um negócio começando dessa maneira mais simples. A proposta é começar atraindo clientes. Depois, fica mais fácil se estabelecer.

Agora, você já sabe como vender doces na rua e pode aplicar essas táticas. Ao cuidar da qualidade dos alimentos e do contato com os clientes, já está em um bom caminho rumo ao sucesso. Então, que tal começar?

Perguntas frequentes sobre como vender doces na rua

  1. Preciso ter um CNPJ para vender doces na rua?

    Na verdade, não. O CNPJ é bom para se profissionalizar e garantir sua aposentadoria. No entanto, você pode até oferecer pagamento em cartão de crédito sendo pessoa física.

  2. Como participar de eventos e feiras para vender produtos?

    O ideal é conferir o edital de cada evento para conhecer as exigências. Em alguns casos, será necessário fazer algum investimento, mas ele costuma compensar.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.