Planejamento Financeiro

Como ter controle financeiro: o guia definitivo para dominar as finanças!

Ana Júlia Ramos
Foto de uma pessoa em uma mesa com computador e folhas de papel pesquisando sobre como ter controle financeiro

Com o devido acompanhamento e compromisso com o controle financeiro, que começará a fazer parte da rotina, tenha certeza que seus objetivos serão alcançados de forma muito melhor.

Artigo originalmente publicado em blog.mobills.com.br. Conteúdos e comentários foram integralmente mantidos.

Como ter controle financeiro: o guia definitivo para dominar as finanças!

Na hora de organizar a nossa vida pessoal e se preparar para alçar vôos maiores, como a conquista de um sonho, o primeiro passo é o controle financeiro pessoal.

Isso acontece por um motivo muito simples: quem é que consegue tirar algo de bom de um ambiente extremamente desorganizado e confuso?

Continua após a publicidade:

É como se você estivesse em meio a um quarto bagunçado procurando por um alfinete.

Com toda certeza, o tempo até encontrar o objeto seria muito menor caso o ambiente estivesse devidamente arrumado.

Continua após a publicidade

Nas finanças também é dessa forma.

Para conquistar objetivos e viver uma vida mais tranquila, o controle é a melhor forma de organização e acompanhamento do progresso.

Sendo assim, visando te ajudar, preparamos um guia completo com as melhores formas de dominar o seu dinheiro. Vamos lá?

Qual é a importância de se organizar financeiramente?

Antes de falar sobre as dicas práticas, você deve saber – e reconhecer – a importância desse tipo de organização.

Já adiantamos no início do post, mas o primeiro ponto é a questão da facilidade: sonhos e objetivos financeiros são alcançados de forma infinitamente mais fácil quando existe um controle.

Continua após a publicidade

Essa grande conquista engloba uma série de benefícios diários e que fazem toda a diferença na rotina de qualquer pessoa. É sobre eles que vamos falar agora.

Primeiramente, o controle financeiro te poupa daquela grande dúvida que assombra os desorganizados: “para onde o meu dinheiro foi?”.

A sensação de sumiço é eliminada, já que você saberá exatamente o caminho dos seus ganhos e gastos.

Mesmo em situações de dificuldade, quando você ainda não tem fundos o suficiente para poupar, por exemplo, o benefício é ainda maior.

Continua após a publicidade

Dessa forma, é possível ter plena noção da sua situação atual e do tamanho do esforço necessário para mudá-la.

Nada de ficar com medo de olhar o saldo do cartão de crédito: é preciso encarar a situação de frente!

Quem consegue guardar um dinheirinho no final do mês, mas ainda não aprendeu a poupar de forma inteligente, também é beneficiado.

O controle pode te permitir guardar ainda mais, colocando os valores no lugar certo.

Além desses dois pontos principais, veja outros benefícios muito importantes que são conquistados com a prática:

Continua após a publicidade

  • diminuição nas taxas de juros e no acúmulo de dívidas;
  • menos estresse e aumento na qualidade de vida;
  • possibilidade de se programar para fazer grandes compras ou investimentos;
  • redução drástica nos gastos desnecessários ou que poderiam ser postergados.

Depois de ler esses benefícios, quem é que não fica interessado em descobrir como alcançar o tão sonhado controle financeiro?

Como ter controle financeiro?

Agora é hora de aprender, de forma prática e simples, as melhores formas de se adaptar com essa rotina de organização e controle.

Antes de qualquer coisa, é muito importante saber, de forma clara, qual é a quantidade de dinheiro que entra na sua conta todos os meses.

Somente com essa noção você será capaz de fazer todas as escolhas e práticas que vamos falar abaixo.

Continua após a publicidade

Registre todos os gastos

Como controlar se você ainda não conhece o caminho do seu dinheiro?

Mesmo no início, quando você se reconhece enquanto alguém não muito controlado e tem aquela dificuldade de fechar a aba de promoções daquele site favorito, é importante anotar todos os gastos.

Pense, por um instante, em um paciente adoentado. Somente depois de entender todos os sintomas, o médico é capaz de prescrever um remédio.

E acontece assim também com as finanças!

Não existem fórmulas mágicas e qualquer objetivo definido sem entender a sua situação atual seria banal.

Nesse sentido, o aplicativo de controle financeiro mais bem avaliado do Brasil pode te ajudar bastante.

Continua após a publicidade

Se ainda não o conhece, acesse agora mesmo o site do Mobills.

Divida os gastos por categorias

Agora que você já entendeu a necessidade de anotar tudo, é hora de categorizar.

Para isso, manter a motivação em alta é muito importante. Veja nosso conteúdo completo sobre o assunto!

Dizemos isso por um motivo simples: existem gastos supérfluos e gastos extremamente necessários.

Para saber onde cortar e como se controlar, então, você deve fazer uma lista de categorias capazes de oferecer um panorama geral sobre o destino do seu dinheiro.

Primeiramente, divida as despesas recorrentes (que vêm todo mês e você já tem noção do valor) daquelas variáveis (que não necessariamente acontecem todos os meses e que podem sofrer grandes mudanças no preço).

Depois, crie categorias menores, como:

  • supermercado;
  • lazer;
  • alimentação;
  • educação;
  • habitação;
  • saúde;
  • transporte.

Lembrando que cada um deve estar na sua categoria maior. Se você toma remédios (saúde) todo mês e não pode deixar de comprá-los, por exemplo, eles são recorrentes.

Continua após a publicidade

É diferente de um gasto na farmácia, quando você comprou uma dipirona em um mês, mas provavelmente não precisará dela nos próximos.

Analise possíveis gastos supérfluos

Pronto. Despesas anotadas, categorizadas… Mas ainda não foram analisadas.

Até então, tudo o que você fez foi anotar para compreender sua situação atual. Agora, é a hora de fazer aquele famoso “juízo de valor” sobre cada uma dessas categorias.

Pense em uma pessoa fictícia que acabou de chegar nesta fase. Ao olhar seus gastos, ela se assustou com o valor do Uber, que era de 600 reais em um único mês.

Ela parou para pensar e entendeu que, mesmo com o ponto de ônibus sendo na rua de trás de casa, ela sempre se atrasava para o trabalho ou tinha preguiça de enfrentar o transporte público.

Continua após a publicidade

Bingo! Este é um gasto supérfluo!

O mesmo acontece com compras excessivas que não são de extrema necessidade.

Se alguém compra R$300 reais em roupas e acessórios todo mês, vale olhar para dentro e pensar: eu realmente preciso disso? Nessa frequência?

Caso você tenha impulsos consumistas, não deixe de ler o artigo: Consumismo: saiba como evitar o excesso de compras por impulso e viver melhor!

Crie metas e objetivos para os meses seguintes

As metas existem justamente para fazer um controle naqueles gastos que podemos ponderar.

Não é como se você fosse criar uma meta absurda para aqueles serviços essenciais, como educação ou alimentação, mas a ideia é pensar nos excessos e desenvolver valores possíveis de alcançar.

É o caso da pessoa que andava de Uber: ao calcular, ela percebeu que pode gastar 350 reais por mês de transporte para o trabalho, indo de ônibus e “se presenteando” com algumas idas no aplicativo.

Continua após a publicidade

Assim também acontece com a alimentação: se você está gastando demais no supermercado, procure por marcas mais baratas, compare preços, foque nas promoções e entenda aquelas guloseimas que se tornaram frequentes e prejudiciais.

Quando falamos sobre metas e objetivos, não aconselhamos ninguém a viver “no sofrimento”.

Não é como aquelas dietas restritivas e mirabolantes: a ideia é controlar com saúde.

Separe sim seu dinheiro para lazer, permita-se fazer compras que te fazem feliz!

Só defina uma meta interessante para se manter controlado e entender sua saúde financeira.

Dessa forma, você poderá perceber o “alerta vermelho” quando começar a sair do controle.

Pense duas vezes antes de comprar

Quem é que nunca comprou algo e logo depois de sair da loja pensou: “mas eu precisava disso mesmo?”.

Compras emocionais fazem parte da vida. Novamente, somos seres humanos e estamos inseridos em um sistema capitalista.

Porém, ao pensar com maior cautela e refletir sobre a real necessidade de cada compra que você fizer, o controle financeiro é muito mais alto, fazendo também com que você possa conquistar seus sonhos muito mais rápido.

Continua após a publicidade

Hoje, pode não ser o melhor mês para comprar, mas isso não significa que no mês que vem as coisas não vão melhorar!

É tudo questão de paciência, análise e ponderação.

Lembre-se de não gastar mais do que ganha

O limite do cartão de crédito pode tentar te enganar, porém, por aqui, queremos te ajudar: não gaste mais do que ganha!

A tentação de ultrapassar um pouquinho o valor do salário para fazer alguma compra é grande, nós sabemos, mas lembre-se que em algum momento os boletos chegam. E chegam aos montes!

É justamente por isso que pedimos, no início do passo a passo, para que você tenha anotado com destaque o valor de dinheiro que entra.

Continua após a publicidade

Mais do que isso, é preciso saber do valor disponível. Afinal, se alguém ganha R$3.000, uma boa parte está comprometida com aqueles gastos fixos.

Quais são as melhores formas de manter o controle?

Você já sabe que precisa se controlar, reconheceu os benefícios, mas ainda não descobriu o melhor: qual é a forma perfeita de colocar em prática tudo o que aprendeu neste post.

E é justamente sobre isso que vamos falar agora.

Muitas pessoas gostam de anotar o gasto no próprio papel, outras são familiarizadas com as planilhas, mas atualmente existe um recurso ainda mais poderoso: o aplicativo!

Com a correria do dia a dia e inclusão do celular nas nossas vidas, é difícil imaginar algum momento do dia em que você fique longas horas fora do celular.

Continua após a publicidade

Por isso, ter um app na palma da mão, que possibilita o cadastro de gastos de maneira rápida, prática e eficiente, é a melhor maneira de conquistar o controle financeiro.

Veja outros benefícios em usar um aplicativo:

  • planejamento financeiro completo;
  • possibilidade de controlar os cartões de crédito;
  • desenvolvimento de metas e objetivos para os gastos;
  • segurança e garantia de que suas informações estarão protegidas.

O Mobills, nosso app de controle financeiro pessoal, é uma ótima alternativa para se aventurar nesse universo e se aprofundar na busca por uma vida mais saudável e controlada!

Com o devido acompanhamento e compromisso com esse hábito, que começará a fazer parte da rotina, tenha certeza que seu controle financeiro será alcançado de forma muito melhor.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

2 resposta em “Como ter controle financeiro: o guia definitivo para dominar as finanças!

  1. Artigo super interessante, parabéns! Eu costumo colocar TAGs em todas as despesas lançadas para classificá-las como Supérfluo ou Essencial. Para mim tem sido bem útil para fazer análise dos meus gastos e identificar quantos % da minha renda está sendo empregada em gastos supérfluos e quantos % em gastos essenciais.

    1. Oi Filipe, ótima dica! Que bom que nosso artigo ajudou você e esperamos contribuir cada vez mais para sua educação financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *