Notícias

Como não cair em golpes na Black Friday: Procon orienta consumidores

Isabella Proença
Isabella Proença
pessoa com cartão e computador, representando Como não cair em golpes na Black Friday

Confira algumas recomendações feitas pelo Procon de como não cair em golpes na Black Friday, que ocorrerá no dia 27 de novembro deste ano.

O Procon-SP fez algumas recomendações aos consumidores de como não cair em golpes na Black Friday. Para aproveitar a data da melhor forma possível, é importante ter consciência e responsabilidade.

Neste ano, o evento ocorrerá no dia 27 de novembro, com promoções e descontos em diversas lojas e estabelecimentos comerciais. A ação pode ser vista como uma oportunidade de compra mais econômica. No entanto, para que ela ocorra com segurança, é preciso adotar algumas medidas preventivas.

Continua após a publicidade

Orientações do Procon de como não cair em golpes na Black Friday

O Procon-SP orienta ao consumidor que pesquise com antecedência sobre o serviço que deseja contratar ou o produto que pretende comprar. Tanto suas funções e características quanto, sobretudo, o preço atual.

Uma dica é tirar um print da tela com o valor ofertado. Assim, será possível monitorar possíveis alterações e comprovar o preço original caso seja necessário.

Continua após a publicidade

O ponto principal é que, tendo esse registro, ficará mais fácil avaliar se o valor colocado na Black Friday é, de fato, promocional. Também é possível utilizar sites e aplicativos de comparação de preços para esse fim.

Buscar informações antecipadamente sobre as marcas que irão aderir ao evento e sobre a data em si é outro meio de se organizar para efetuar a compra.

Para isso, acesse sempre os canais oficiais. Não é seguro clicar em links de ofertas por redes sociais ou e-mail.

“A publicidade pode criar uma falsa imagem de promoção e levar o consumidor a comprar um produto que ele não necessita por um preço que pode não ser vantajoso”, explica o Secretário de Defesa do Consumidor, Fernando Capez.

Continua após a publicidade

“Por isso é imprescindível fazer uma lista dos produtos que ele precisa, além de pesquisar os preços previamente”, conclui.

Outras recomendações

Fazer uma lista dos produtos ou serviços desejados, estipulando um limite de gastos, evita que você gaste mais do que pode, prejudicando seu orçamento.

Atentar-se sobre a política de troca da loja e ao prazo de entrega também contribui para que problemas não ocorram.

Além disso, o consumidor deve observar o valor do frete visto que – se for muito caro – o desconto pode não compensar.

Continua após a publicidade

Por fim, antes de qualquer efetuar qualquer compra online, não se esqueça de consultar a lista “evite estes sites”, do Procon-SP.

“Os empresários têm direito de determinar os preços dos produtos, desde que sejam respeitadas as normas do Código do Consumidor. Aqui em São Paulo, estaremos atentos a eventuais abusos e especulações. Regras de mercado não aceitam abusos e especuladores”, ressaltou o governador de São Paulo, João Dória, em coletiva de imprensa recente.

Esta matéria foi útil? Então assine a newsletter do iDinheiro e receba mais atualizações e recomendações sobre a Black Friday, diretamente no seu e-mail.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *