Como investir em fundos imobiliários? Entenda agora mesmo!

Você sabe como investir em fundos imobiliários (FIIs)? Já pensou na possibilidade de conhecer mais sobre o investimento?

A verdade é que uma grande parcela das pessoas ainda desconhece o que os FIIs e, assim, não conseguem ter clareza se a opção vale a pena para o seu perfil

Continua após a publicidade:

Neste post, veja tudo o que você precisa saber sobre como investir em FIIs. Preparado?

O que são os FIIs? 

Os FIIs são um formato de investimento que possibilitam a reunião de vários investidores com um mesmo interesse em comum: o investimento em imóveis já prontos ou em construção. 

Continua após a publicidade

No Brasil, eles foram criados em 1993 pela Lei Nº 8.668/93, tendo sido regulamentados pela Instrução CVM 472 em 2008. Os investimentos ocorrem pela B3

Como é o seu retorno?

O seu retorno é semelhante ao de um investimento em um imóvel padrão: valorização da quantia investida (ganho de capital) e renda mensal obtida com os aluguéis (dividend yeld).

Quais são os seus custos?

Os FIIs possuem taxas de administração e performance já incluídas em seus rendimentos mensais. Outros custos como reformas dos imóveis também podem já vir abatidos.

Como custos diretos, há a taxa de corretagem, que é a tarifa cobrada por bancos e corretoras para qualquer tipo de operação na Bolsa. Esse valor varia entre cada instituição financeira.

Continua após a publicidade

Também há a Taxa de Custódia dos títulos, embora ela venha caindo em desuso com o crescimento da concorrência no mercado nacional.

Por fim, a B3 cobra a taxa conhecida como Emolumentos, que é um valor padrão para todas as instituições financeiras.

Por que vale a pena investir neles?

Veja, agora, quais são as principais vantagens em investir nesse tipo de propriedade.

Acessibilidade

Os FIIs são comercializados em cotas que simbolizam pequenas frações dos imóveis. E é possível começar a investir neles com menos de R$ 100,00.

Isenção de IR e IOF

No FIIs, há isenção de Imposto de Renda (IR) e Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre os aluguéis. No entanto, lembre-se de que, na valorização das suas cotas, você terá que pagar a alíquota de 20% independentemente do valor ou tempo de investimento.

Continua após a publicidade

Tranquilidade e praticidade

Cansado de lidar com inquilinos e com reformas? Nos FIIs, esses tipos de problemas ficam por conta de profissionais da área. E, para investir, basta ter um computador com acesso à internet. 

Liquidez

Em comparação aos imóveis físicos, a liquidez dos FIIs é muito maior, embora o seu mercado ainda seja pequeno no país.

Fracionamento do investimento

Caso você precise de um determinado valor para alguma urgência, por exemplo, basta vender parte das suas cotas.

Quais são os seus riscos?

Apesar de ser uma opção atrativa, é importante avaliar os riscos que envolvem o investimento. Listamos os principais abaixo.

Continua após a publicidade

Risco de mercado

Se os FIIs ou o mercado estiverem enfrentando um momento difícil, o seu dinheiro pode sofrer uma desvalorização.

Risco de liquidez

Pode ser que, em algum momento, você não consiga comprar ou vender suas cotas pelo preço que considera razoável. 

Risco de crédito, vacância e inadimplência

Os imóveis estão sujeitos a problemas com inquilinos, por exemplo, que podem não honrar seus compromissos.

Risco de gestão

Esteja atento para escolher as gestoras de FIIs mais respeitadas do mercado para não colocar em risco seu investimento. Uma má gestão, obviamente, é fator crucial para transformar o investimento em algo negativo.

Continua após a publicidade

Como investir em fundos imobiliários na Rico?

Primeiramente, faça o seu cadastro no site da Rico para abrir uma conta gratuita. Vale destacar que a taxa de corretagem é zero nesse tipo de investimento, assim como a seleção exclusiva mensal do analista-chefe. É dito que o seu risco é moderado.

Como investir em fundos imobiliários na XP?

Faça o seu cadastro no site da XP. As negociações são feitas por meio do Home Broker. Selecione a opção Comprar no topo da página e selecione o fundo desejado (geralmente, o código do fundo é composto por quatro letras e dois números).

Em seguida, informe a quantidade e preços desejados, conclua a autenticação por assinatura eletrônica e selecione a opção Enviar ordem para concluir a operação. O acompanhamento da ordem de compra pode ser acompanhado pelo próprio Home Broker. 

Essa aplicação é recomendada para o perfil moderado e agressivo. É possível fazer a portabilidade de seus investimentos em FIIs de outros bancos para a XP. 

Continua após a publicidade

Como investir em fundos imobiliários no Banco do Brasil?

O site do Banco do Brasil lista os seus 16 FIIs distribuídos em ofertas públicas e encaminha você para a página da B3 com os FIIs listados.

Como investir em fundos imobiliários no Banco Inter?

No site, a Inter Investimentos se descreve como “o melhor do banco e da corretora em um app”. Para começar a investir no fundo Inter Títulos Imobiliários, é preciso baixar o aplicativo para Android ou iOS

Conclusão: investir em fundos imobiliários vale a pena?

Depois de aprender sobre os fundos imobiliários, uma pergunta muito frequente diz respeito ao “valer a pena” ou não. A verdade é que existem vários perfis de investidor e, como em qualquer outro processo de escolha, é preciso avaliar bem as opções disponíveis.

Além disso, analise os riscos que você está disposto a correr, além de traçar expectativas sobre o retorno e tempo de investimento.

Continua após a publicidade

Depois de fazer essas e outras perguntas do tipo, estará pronto para compreender se os fundos são ou não a melhor escolha para você.

Agora que você já sabe mais sobre como investir em FIIs, faça sua avaliação e veja se eles são o tipo de investimento mais adequado ao seu perfil. 

Gostou deste post e quer receber mais informações no seu e-mail? Então, assine a newsletter do iDinheiro e tenha acesso a todas as notícias que impactam a sua vida financeira!

Publicidade