Notícias

Golpe no cadastro do PIX é aplicado para roubar dados; saiba como evitar

Karina Carneiro
Karina Carneiro
Golpe no cadastro PIX

Entenda como o golpe no cadastro do PIX vem sendo aplicado para conseguir roubar dados e saiba como evitar esse tipo de situação

Com previsão de lançamento em 16 de novembro, o PIX, sistema desenvolvido pelo Banco Central para impulsionar as transações financeiras instantâneas, mesmo antes do lançamento, já vem sendo usado por golpistas para roubar dados.

Entre as principais informações que estão sendo usadas como golpe no cadastro do PIX estão o nome completo, endereço, CPF e número de telefone do usuário e e-mail.

Continua após a publicidade

Algumas instituições financeiras como Nubank, Banco Inter e PicPay já iniciaram o pré-cadastro para a disponibilização da chave antecipada que será usada para a autorização das transferências e pagamentos. Se aproveitando disso, criminosos direcionam usuários para sites falsos para coletar dados dos usuários.

Entenda como evitar o golpe no cadastro do PIX e como você pode se manter atento a esse tipo de situação.

Continua após a publicidade

Entendendo melhor o golpe no cadastro do PIX

Os golpistas enxergaram uma oportunidade para expandir a possibilidade do furto de dados de maneira simples por meio do cadastro prévio de alguns bancos do País para antecipar o processo para os usuários.

Correntistas de diferentes bancos chegaram a relatar para diversos veículos de comunicação que estão recebendo e-mails para que o cadastro do PIX seja feito de maneira simples e prática.

Entretanto, ao acessar o endereço, se deparam com uma página onde existe apenas um formulário para preenchimento dos dados. 

De acordo com Fabio Assolini, analista de segurança da empresa de antivírus Kaspersky, apenas em 2019 foram identificados mais de 30 milhões de ataques similares no Brasil somente pela empresa. 

Continua após a publicidade

“Isso acontece por conta do e-mail falso ser barato. Como ele não requer muito conhecimento técnico, o fraudador consegue disparar milhões de mensagens simultâneas. Se pelo menos duas ou três pessoas caírem no golpe, isso já se torna lucrativo para eles”, disse ao G1. 

Brasil está entre as maiores vítimas de phishing

Esse tipo de golpe de roubo de informações vem acontecendo com maior frequência por conta de o Brasil estar entre um dos principais países que são vítimas desses ataques. 

De acordo com a Kapersky, o país está entre os cinco principais países vítimas de phishing – ato de clicar em um link desconhecido e fornecer informações para um banco de dados ilegal.

Com isso, criminosos passam a roubar senhas de banco, acessos a aplicativos do computador e dispositivo móvel e, agora, dados pessoais com o golpe do cadastro do PIX.

Continua após a publicidade

Somente de abril a junho, 13% dos usuários da internet brasileira acessaram pelo menos um link com direcionamento para um site criminoso.

Como evitar o golpe do cadastro do PIX?

Apesar de parecer simples, a regra principal está em evitar acessar links que sejam suspeitos em sua análise.

E-mails ou SMS’s enviados sem nenhuma base teórica, podem ser grandes indicadores de que exista uma ação criminosa por trás do processo. 

Por isso, antes de acessar qualquer link recebido, busque informações sobre o remetente e saiba se aquela comunicação realmente foi enviada pela sua instituição financeira. 

Continua após a publicidade

Segundo o chefe de Estrutura de Mercado Financeiro do Banco Central, Carlos Brandt, é fundamental que os consumidores façam o cadastro do PIX diretamente pelo aplicativo do banco, seja ele através do dispositivo móvel ou do internet banking. 

“Ali, as informações do consumidor já estarão salvas, além dele já estar navegando em um ambiente seguro e confiável. Os bancos certamente não enviarão um formulário por e-mail. O usuário precisará fazer o cadastro dentro da sua conta. Somente essa ação já ajuda a identificar possíveis golpes”, comentou à reportagem veiculada pelo G1.

Para os usuários que se mostram relutantes e ainda estão com receio de fazer o cadastro e se depararem com um possível golpe, Caio Fernandes, chefe de infraestrutura do Banco Central, disponibiliza uma dica para esse tipo de consumidor.

“Caso você ainda não se sinta seguro ao fazer o cadastro nesse momento, aguarde o lançamento oficial no dia 16 de novembro. Somente a partir desta data os serviços estarão em pleno funcionamento”, complementou à reportagem do veículo de comunicação.

Enquanto isso, a melhor maneira de evitar cair no golpe do PIX é se manter afastado de e-mails suspeitos e avaliar o teor da mensagem antes de clicar nos links recebidos. 

Gostou do conteúdo? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e ativar as notificações do Push para continuar acompanhando toda a cobertura de lançamento do PIX. 

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *