Economizar

Como economizar dinheiro ganhando pouco: aprenda agora mesmo!

Ana Júlia Ramos
Imagem de várias moedas em uma mesa, simbolizando a dúvida de como economizar dinheiro ganhando pouco

Se você quer saber como economizar dinheiro ganhando pouco, saiba que é totalmente possível juntar uma reserva mesmo quando o orçamento é curto. Para isso, é importante ter muita organização e controle na hora de gastar.

Artigo originalmente publicado em blog.mobills.com.br. Conteúdos e comentários foram integralmente mantidos.

Como economizar dinheiro ganhando pouco: aprenda agora mesmo!

Na hora de se organizar financeiramente, muitas pessoas têm o desejo de juntar dinheiro.

Seja para realizar sonhos ou para ter a importante reserva de emergência, você precisará poupar para que assim possa contar com uma “folga” no final do mês.

Sabendo disso, engana-se quem pensa que economizar dinheiro é coisa de quem ganha muito ou não tem muitas responsabilidades financeiras: é possível começar mesmo quando ganhamos pouco!

Continua após a publicidade:

Pensando em te ajudar, fizemos um guia completo com o melhor passo a passo para que você possa colocar a ideia em prática o quanto antes.

Vamos lá?

Registre todos os seus gastos

Como você vai saber o quanto gasta, se não faz nenhum tipo de acompanhamento?

Primeiramente, precisamos entender o panorama geral para, só depois disso, começar com um plano de ação.

Continua após a publicidade

Sabemos que as faturas de cartão de crédito estão aí para isso, mas não adianta nada se preocupar com os gastos apenas no final do mês, na hora de pagar os boletos.

Por isso, crie o hábito de registrar todos os seus gastos diariamente. Comprou algo? Anote!

Na medida em que o tempo for passando, essa atividade fica cada vez mais automática e fundamental na sua rotina.

Saiba, de fato, quanto você pode gastar por mês

A ideia de que temos todo o nosso salário disponível para gastar é muito errada, e vamos usar um exemplo bem simples para explicar sobre o tema.

Continua após a publicidade

Imagine uma pessoa que recebe R$2.000 por mês. Teoricamente, ela teria todo este valor disponível, mas a verdade é que sobra bem menos dinheiro para as contas.

Quando subtraímos valores como:

  • aluguel;
  • plano de saúde;
  • contas fixas (luz, água, gás, IPTU, entre outros).

Sabemos, então, que a realidade é diferente daquele valor inicial.

Por isso, é tão importante registrar todos os gastos mensais!

Dessa forma, você terá a plena noção de qual valor está disponível para o restante das compras e pagamentos que devem ser feitos.

Além disso, ao entender exatamente sobre esse assunto, você estará um passo a diante para começar a economizar.

Entenda que as primeiras etapas deste guia são importantes na “preparação do terreno”, ou seja, estamos ajustando alguns hábitos primordiais para, assim, conseguir poupar dinheiro.

Continua após a publicidade

Faça comparações antes de comprar algo

Essa é a hora em que começamos a falar, de fato, sobre formas de economizar!

Depois de entender quanto você pode gastar, chegou a hora de pagar os boletos. E, sempre que você for fazer qualquer tipo de compra, deve fazer comparações.

Isso acontece por um motivo muito simples: o mesmo produto pode apresentar grandes variações de acordo com o estabelecimento!

E vale para qualquer tipo de compra: desde uma simples ida ao supermercado, até a aquisição de um bem mais caro, como eletrodomésticos. Tenha certeza que a pesquisa te fará economizar bem.

Continua após a publicidade

Às vezes, vale a pena ir até alguma loja mais distante, saindo um pouquinho da zona de conforto e hábitos já antigos, para dessa forma garantir um desconto maior.

Para compras na internet, o site Zoom faz comparações entre o mesmo produto e apresenta uma série de opções diferentes. Veja um exemplo:

Captura de tela do site Zoom, que faz a comparação de preços

Ao pesquisar pelo mesmo modelo de celular (um iPhone 7 de 32GB), encontramos a diferença de R$500!

Uma grande economia.

Cuidado com compras por impulso

Quem é que nunca fez uma compra e logo depois se arrependeu?

Na maioria das vezes, esse sentimento aparece porque fizemos compras por impulso, ou seja, sem pensar direito antes de fechar negócio.

Continua após a publicidade

Seja por questões emocionais (o desejo pessoal de ter aquele item) ou pela pressa do dia a dia, é comum fazer uma compra e só depois avaliar a verdadeira necessidade dela.

Para evitar esse tipo de impulso, então, pergunte a si mesmo se você realmente precisa daquilo, ou se o lado emocional está falando mais alto.

Isso não significa que você nunca poderá se presentear com algum mimo, pode ficar tranquilo!

Tome cuidado, apenas, para que esse tipo de compra seguida do arrependimento não se transforme em hábito.

Continua após a publicidade

Mude a forma de lidar com o cartão de crédito

Vamos ser bem breves nessa questão, afinal, ela fala por si só.

O limite do cartão de crédito não é a sua renda!

Você pode ver aquele valor alto disponível na tela do celular, te chamando para fazer aquela compra tentadora na internet, mas não se engane.

Muitas vezes, é comum ter um limite maior do que a renda, então, é preciso trabalhar muito com o controle financeiro e emocional para não “trocar os pés pelas mãos”.

Um outro ponto importante é sobre compras parceladas. Se você dividiu um produto de R$500 reais em 5 vezes, ele continua custando R$500.

Não aproveite o benefício do parcelamento para comprar ainda mais naquele mês, afinal, uma hora você terá que pagar o valor completo.

Continua após a publicidade

Veja outros pontos relevantes para ter atenção:

  • não use seu cartão como fonte de renda complementar;
  • não atrase o pagamento das faturas;
  • evite ao máximo o parcelamento de uma fatura, ou pagamentos mínimos;
  • evite fazer saques com o cartão de crédito;
  • cheque especial, de jeito nenhum!

Se quer dicas para melhorar o uso do cartão de crédito, não deixe de ler o artigo: Controle de cartão de crédito: 21 dicas para ter sucesso neste objetivo!

Faça listas de compras

Parte do planejamento financeiro diz respeito ao hábito de se organizar e listar as principais necessidades e gastos do mês.

Quando aplicamos esse conceito na rotina, de forma simplificada, é possível começar a fazer listas com coisas realmente necessárias.

Para isso, veja o exemplo do supermercado.

Você precisava fazer uma grande compra do mês e acabou gastando muito. Com o passar dos dias, obviamente, vai usando o que comprou e as compras começam a ir embora.

Continua após a publicidade

Crie, então, o hábito de deixar uma listinha na geladeira e anote, na medida em que precisar, aqueles produtos que serão necessários na próxima compra.

Dessa forma, aquela tentação de chegar no supermercado de mãos vazias vai embora!

Não sabe como fazer uma lista? Então, recomendo fortemente que leia o artigo: Lista de compras: dicas de como fazer e economizar no supermercado

Livre-se de juros e encargos excessivos

Hoje em dia, podemos repensar algumas práticas que no passado eram feitas sem pensar duas vezes.

Anuidades e taxas abusivas no cartão de crédito, por exemplo, são encargos que hoje em dia podem ser evitados com as opções de bancos digitais.

Continua após a publicidade

Conheça mais sobre eles e livre-se de taxas que não precisam mais ser pagas por você!

Defina metas para os gastos

Uma outra maneira muito interessante de economizar dinheiro ganhando pouco é a partir da definição de metas.

Elas funcionam da seguinte maneira: depois de anotar e categorizar os seus gastos, faça um cálculo de quanto é necessário para passar o mês bem.

Por exemplo: na categoria “supermercado”, um casal de jovens pode precisar de R$400 reais para fazer as compras do mês.

Continua após a publicidade

Depois de entender o panorama geral e saber que essa quantia é suficiente, vamos transformá-la em meta.

Ou seja: nos próximos meses, você não deverá ultrapassar o valor com compras no supermercado!

É claro que existe uma margem de erro e imprevistos acontecem, mas a ideia desses objetivos é ter uma previsão de quanto você vai gastar no mês, podendo assim reservar aquela quantia que será economizada.

Ademais, para se organizar financeiramente, é importante contar com recursos capazes de ajudar na definição dessas metas.

Continua após a publicidade

Com o Mobills, nosso aplicativo descomplicado de controle financeiro pessoal e planejamento online, podemos te ajudar a desenvolver essas metas e aplicá-las com disciplina e muito sucesso!

Conheça mais sobre todas as funcionalidades que serão suas parceiras na jornada de economizar dinheiro, mesmo ganhando pouco.

Conclusão

Agora que você já entendeu que sim, é possível economizar dinheiro ganhando pouco, tenha em mente que essas ações simples vão te ajudar muito no final do mês.

Ter o controle do próprio dinheiro, além de importante para sair das dívidas e se controlar, é algo libertador!

Continua após a publicidade

Dessa forma, conquistamos maior independência financeira, dia após dia e aos pouquinhos, mas sabendo que o resultado será satisfatório.

Outra coisa que deve estar sempre em sua mente é que não importa a quantidade, o importante é economizar!

Muitas pessoas desistem de poupar antes mesmo de começar porque acreditam que é preciso juntar altas quantias, mas saiba que o que vale é começar.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

2 resposta em “Como economizar dinheiro ganhando pouco: aprenda agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *