Youtuber? Modelo? Empreendedor? Veja como crianças podem ganhar dinheiro

Existem 7 carreiras mirins que brilham os olhos dos filhos. Youtuber, influenciador digital, cantor etc.
Mas, como deixar seu pequeno experimentar essa jornada de forma saudável? Veja os primeiros passos e os aspectos legais.

Amanda Gusmao
Amanda Gusmão

Seu filho te pediu para ser youtuber? Ou, tem o dom musical e sonha em participar do The Voice Kids? Situações como essas são mais comuns do que você imagina, seja porque os pequenos acham divertido, seja porque já se perguntam como crianças podem ganhar dinheiro.

Os pais, é claro, querem fazer seus filhos felizes. Mas ao mesmo tempo, se preocupam sobre os impactos dessa atividade no aprendizado e desenvolvimento dos pequenos, não é mesmo? Então, o que diz a lei e os profissionais da psicologia?

Continua após a publicidade

No Brasil, a forma mais comum e legal de ganhar dinheiro sendo menor de idade ainda é trabalhar para alguma empresa ou entidade, a partir de 14 anos, como jovem aprendiz.

Entretanto, essas novas carreiras mirins, como ser um youtuber ou influencer digital, também podem (e devem) ter amparo legal com a autorização de um juiz. Você sabe como fazer isso?

Continua após a publicidade

Quais as 7 “carreiras mirins” mais desejadas pelas crianças atualidade?

1. Youtuber

Maya and May | Canal no Youtube com mais de 5 milhões de inscritos

Hoje em dia essa é uma das principais formas de como crianças podem ganhar dinheiro. E também a mais desejada pela maioria deles.

No vídeo acima, estão Maya e May, duas pequenas detentoras de um dos canais kids mais rentáveis da atualidade. De acordo com matéria da Época em 2019, as estimativas de ganhos anuais vão de US$ 409.400 até US$ 6,5 milhões.

Entre os brasileirinhos, os irmãos Maria Clara e JP também têm milhares de acessos e mais de 11 milhões de inscritos. De acordo com a mesma matéria, seu potencial de ganho anual poderia chegar até US$ 18,6 milhões.

Mas, como é fácil deduzir, não é fácil chegar a essa marca e algumas crianças youtubers podem se frustrar no processo, nas comparações com outros canais. Por isso, é preciso ter atenção especial.

Continua após a publicidade

A remuneração do YouTube é paga de acordo com as propagandas inseridas pela própria plataforma nos vídeos. Dessa forma, uma pequena parte dos valores pagos pelas empresas anunciantes são repassados aos youtubers e quanto mais visualizações, melhor.

Outra fonte de ganhos online é com parcerias de empresas locais, prestadores de serviços e outros tipos de contratos direto com as marcas e fabricantes.

O que é necessário para ser youtuber kid?

Além de ter acesso à internet para subir os vídeos na plataforma, é preciso ter uma câmera ou um celular para gravá-los e um programa de edição de vídeos no computador ou no próprio celular só para começar. 

Além disso, é preciso obedecer alguns aspectos legais que estão sendo discutidos atualmente, mas já são bem rigorosos. Você vê mais detalhes sobre ele logo abaixo.

Continua após a publicidade

Aplicativo de segurança infantil na internet

Neste sentido, há vários aplicativos que podem ajudar a cuidar do seu filho na internet. Um deles é o Family Link, disponível na App Store e no Google Play.

O app permite ao responsável criar uma conta no Google para crianças com menos de 13 anos, bloquear downloads de outros aplicativos no aparelho do pequeno remotamente e controlar o tempo de uso do dispositivo.  

Além de ser gratuito, ele também informa a localização do celular da criança e ainda oferece relatórios de tempo gasto em aplicativos. 

2. Influenciador digital kids

influenciador digital kids Enrico Bacchi imagem reprodução Instagram* Perfil de Enrico Bacchi no Instagram tem mais de 3,5 milhões de seguidores
* Parcerias e divulgação de marcas
* Campanhas publicitárias
* Participação de eventos
influenciador digital kids Sophia Cardi Aguiar foto reprodução do Instagram* Perfil da Sophia Cardi Aguiar no Instagram tem mais de 806 mil de seguidores
* Parcerias e divulgação de marcas
* Campanhas publicitárias
* Canal no Youtube

Já os influencers digitais, como o próprio nome diz, têm como função influenciar pessoas, seja no seu comportamento de consumo, seja no estilo de vida. Portanto, para ganhar dinheiro nessa profissão, mesmo sendo menor, é preciso ter seguidores.

Continua após a publicidade

Essas atividades vêm ganhando espaço entre as crianças, que antes sonhavam com profissões mais tradicionais, como ser médicos, jogadores de futebol ou bombeiros.

Inclusive, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Lingokids, foi revelado que a maioria das crianças já não escolhe as profissões mais tradicionais e se voltam para as plataformas online.

A pesquisa revelou ainda que, pela primeira vez, as profissões de influenciadores e youtubers estão entre as 5 preferidas pelas crianças.

Nos últimos tempos, antes mesmo de nascerem, muitos bebês já tinham perfis com milhares de seguidores criados por suas mães.

Continua após a publicidade

3. Modelo kids

Modelo Kids é uma das respostas para quem quer saber como crianças podem ganhar dinheiro
Modelo Kids

Se todo mundo que você encontra diz que seu bebê cheio de covinhas ou sua filha que parece uma boneca deveria ser modelo, essa é uma ideia a se pensar com carinho. Mas antes, é necessário descobrir se o pequeno, de fato, possui perfil e gosto para isso, afinal de contas, dentre as possibilidades, existe a passarela ou as sessões fotográficas para marcas.

O que é necessário para ser modelo?

Muitas pessoas do ramo afirmam que, para ser um bom modelo, não basta somente ter um rosto bonito. A personalidade e o temperamento são tão importantes quanto a beleza para alcançar o sucesso nessa profissão.

A criança precisa ser bem-comportada, saber seguir orientações e curtir a atividade. Além disso, é fundamental que seu filho se sinta à vontade para falar com estranhos, seja atento e lide bem com outras crianças.

Quais cuidados devem ser tomados?

Ainda que seu pequeno se encaixe em todos esses “requisitos”, é necessário refletir sobre os seguintes pontos:

Continua após a publicidade

  • Ele(a) vai se sentir à vontade com várias outras crianças e adultos ao redor?
  • Ele(a) é extrovertido(a) de modo geral?
  • Ele(a) consegue manter o foco por um longo período de tempo?

Caso as respostas sejam positivas, talvez seu pequeno leve jeito para virar modelo. Agora, se seu filho for uma criança tímida, não adianta forçar a barra, pois, além de não se divertir, ele pode ser preterido nas seleções — o que pode gerar traumas e frustrações. 

As rejeições, que são inevitáveis, são uma parte bem complicada da carreira. Assim como no mundo adulto, os modelos mirins ouvem muitos “nãos” antes de um “sim”. Diante disso, você também deve pensar como seu pequeno irá se sentir.

4. Atleta mirim

Quem nunca sonhou em ser jogador de futebol, vôlei, basquete, tênis e natação? Em alguns casos, os esportes são o caminho para o desenvolvimento social e escolar. Muitos clubes e escolas têm programas de bolsa para esportistas, não é mesmo?

Os pais tendem a apoiar a carreira esportiva dos filhos pois a disciplina e outros aspectos da atividade ajudam no desenvolvimento da criança, mas quando o assunto fica sério, ou seja, quando existe a possibilidade de tornar-se um atleta profissional, alguns cuidados legais precisam ser tomados, além, é claro, do acompanhamento psicológico.

Continua após a publicidade

Esse cuidado também está ligado à estrutura de treino adequada, bons treinadores, ao incentivo à prática do esporte com garra e determinação e, especialmente, ao suporte e ao convívio social entre a família e os colegas de equipe.

Confira algumas dicas de como apoiar seu pequeno de maneira efetiva desde o início dessa jornada.

Seja presente nos treinos e nos jogos

É perfeitamente normal que as crianças busquem apoio em quem elas se espelham. Por isso, os pais devem estimular a criança assistindo aos treinos, aos jogos e perguntando como o pequeno está se sentindo.

Após isso, se seu filho decidir que quer de fato fazer parte de competições e peneiras para clubes, os pais devem apoiá-lo e ficar atentos a todo processo que envolve a segurança da criança.

Continua após a publicidade

Busque profissionais credenciados para a formação de atletas

Para que seu filho cresça na carreira como atleta, o passo inicial é participar de algumas peneiras (termo utilizado no mundo do esportivo para a seleção de atletas).

Sendo assim, no caso do futebol, é preciso averiguar se os clubes que realizam essas peneiras são credenciados pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para a formação de atletas e se é seguro levá-lo para o teste, por exemplo.

Analise o centro de treinamento e os meio de transportes

Geralmente, após passar nos testes da peneira, seu filho ficará no alojamento do clube que o selecionou. Para evitar acidentes, é importante verificar as condições dos dormitórios, dos transportes e até mesmo dos campos.

Evite excesso de treinamento

Outro ponto importante são os possíveis abusos no que diz respeito aos treinamentos dos jovens atletas. Às vezes, a equipe do clube pode solicitar mais horas de treino e propor menos tempo para o lazer, o que não é uma medida correta para jovens atletas.

Continua após a publicidade

O descanso é extremamente necessário, assim como um tempo para a família, para os amigos e para os estudos.

Além disso, também é preciso para haver um tempo hábil necessário para a recuperação da musculatura, a fim de evitar possíveis lesões.

5. Musicista ou cantor

criança cantora pode ganhar dinheiro
Crianças se encantam com a carreira na música e pedem para participar de competições como o The Voice Kids

Quando criança, o que você sonhava em ser quando crescesse? Independentemente desse sonho ter se realizado ou não, uma coisa é certa: cada criança possui um desejo inteiramente único.

Se o seu filho sonha em ser um musicista ou cantor e participar de programas como o The Voice Kids, saiba que tratam-se de carreiras extremamente abrangentes e prósperas. Apoiar o seu filho trará ótimos benefícios para a formação dele, ainda que no futuro ele mude de ideia e siga outros caminhos.

Continua após a publicidade

A razão para isso é bem simples: as aulas de canto e música ajudam bastante no desenvolvimento de várias capacidades fundamentais para qualquer tipo de profissão, bem como para a formação da personalidade das crianças.

Como ajudar as crianças a seguirem nessas carreiras?

Dentre as coisas que você pode fazer para ajudar seu pequeno a seguir uma dessas carreiras, as principais, são:

  • Leve-o para eventos culturais e criativos;
  • Inscreva-o em aulas de canto, música e teatro;
  • Ajude-o a desenvolver a autoconfiança.

Conforme já dissemos acima, o apoio é fundamental, especialmente no início. Você é a maior referência da sua criança e ela sempre irá buscar sua aprovação. Portanto, mostre que acredita nela para que ela seja capaz de acreditar em si mesma.

6. Ator mirim

O campo das belas artes também é muito rico e pode ajudar no desenvolvimento do seu filho. Muitas crianças buscam no teatro uma forma de trabalhar a timidez e a desinibição. Outras, no entanto, sempre sonharam em ser atores mirins e se realizam nas oficinas e atividades do teatro.

Continua após a publicidade

A carreira é uma das formas que crianças podem ganhar dinheiro, afinal de contas, ganham cachês como atores adultos ao realizarem trabalhos na televisão, cinema e propaganda, por exemplo.

Uma boa parte dos grandes atores atuais começaram quando muito pequenos. Os telespectadores viram atrizes como Carla Diaz e Bruna Marquezine crescerem enquanto faziam novelas e propagandas na televisão.

Se esse é o sonho do seu filho, comece buscando atividades teatrais e circenses, incentive a busca por conteúdos relacionados e adequados a idade dele. As próprias escolas de teatro podem direcionar os próximos passos da carreira de ator mirim, mas agências de modelos também costumam dar suporte na carreira de pequenos atores e atrizes.

Vale lembrar que o Estatuto da Criança e do Adolescente prevê a possibilidade dos pequenos participarem de atividades artísticas, mas o juiz deve autorizar sua participação consideração o tempo de realização e as condições estruturais.

Continua após a publicidade

7. Empreendedor mirim

empreendedorismo infantil
Crianças querem abrir negócios e ganhar dinheiro. Como tornar esse desejo em uma atividade saudável?

Quando o assunto é empreendedorismo, logo vem à mente pessoas jovens, o que de certa forma faz sentido, afinal, a vontade de empreender tem alcançado uma galera cada vez mais nova.

Entretanto, se você acha que a vontade de empreender é exclusiva de jovens e adolescentes, saiba que está enganado. Atualmente, há muitas crianças com ideias surpreendentes e inovadoras.

Ideias que têm potencial para fazer sucesso no mercado e influenciar muita gente grande a impulsionar seus negócios.

Casos de empreendedores mirins de sucesso

A seguir, confira alguns exemplos de empreendedores mirins que conseguiram alcançar muito sucesso:

Catherine Cook

Catherine, de 15 anos, e seu irmão David, de 16, tiveram a ideia de criar um site para substituir o calendário da escola em que estudavam. Em 2 meses, com aproximadamente US$ 250 mil, eles criaram a rede social MyYearbook.

Continua após a publicidade

Estima-se que, em abril de 2005, o site dos irmãos já contava com 20 milhões de usuários, com um faturamento de US$ 20 milhões.

Farrah Gray

Aos 6 anos de idade, Farrah Gray já trabalhava vendendo hidratante caseiro de porta em porta. Aos 7 anos, ele já possuía ousadia suficiente para distribuir um cartão dizendo “CEO do século 21”.

No ano seguinte, tornou-se co-fundador da Urban Neighborhood Enterprise Economic Club, que oferece oportunidade para os jovens que vivem em situações de risco conseguirem uma fonte de renda.

Hoje, com 27 anos, Farrah Gray é palestrante motivacional e CEO da empresa Farrah Gray Publishing.

Continua após a publicidade

Ashley Qualls

A história dessa menina de 14 anos é simplesmente extraordinária. Ela possuía um hobby e o transformou em um novo negócio com somente US$ 8.

Personalizar as páginas da rede social MySpace era o seu hobby predileto e, acreditem, com somente US$ 8, Ashley criou um site que distribui layouts para os jovens e é suportado por anúncios publicitários.

O site recebe mais de 7 milhões de visitantes por mês, e já recebeu uma proposta de compra de US$ 1,5 milhões, que foi rejeitada por Ashley.

Quais os cuidados legais para alguém ganhar dinheiro sendo menor?

Os cuidados legais relacionados a como crianças podem ganhar dinheiro variam de acordo com a atividade desempenhada pela criança.

Continua após a publicidade

Influencer digital e youtuber

Diante das preocupações sobre garantir um espaço sadio de desenvolvimento às crianças e adolescentes no ambiente digital, não é difícil notar a necessidade de regulamentação do trabalho de youtubers e influenciadores digitais mirins.

Nestas profissões, vários são os aspectos que devem ser analisados: cuidados com o tempo de lazer e estudo do influencer ou youtuber, guarda e boa administração da remuneração recebida.

Além disso, também há questões relacionadas à exposição excessiva da imagem, publicidade irregular, exploração de conteúdos que estejam de acordo com as classificações indicativas, entre outros.

Fato é que a regulamentação sobre esses tipos de trabalhos mirins é um tema polêmico e discutido no âmbito nacional e internacional.

Continua após a publicidade

Em outubro de 2020, a França foi o primeiro país a estabelecer regras e deve influenciar outros países a enfrentarem esse desafio de forma clara e expressa.

Aqui no Brasil, a partir da publicação da Lei nº 2020-1266 (ainda não aprovada), a atividade das crianças menores de 16 anos que tiverem suas imagens divulgadas em plataformas digitais de vídeo, serão regulamentadas por lei.

Sendo assim, com o intuito de responder ao verdadeiro fenômenos crescente das “crianças youtubers”, a nova norma traz um novo enquadramento e uma nova relação de trabalho à atual forma de atividade nas redes sociais como Instagram, Facebook, Tik Tok, entre outros.

Já houveram duas investidas na tentativa de regulamentação da profissão de influencer e youtuber, porém não foram aprovadas no Congresso Nacional.

Continua após a publicidade

Trata-se do projeto de lei (PL) 4.289/2016, que no momento encontra-se arquivado na Câmara dos Deputados, e do projeto 10.938/2018, que foi retirado da pauta a pedido do próprio autor.

Trabalho artístico

Da mesma forma, o Brasil não possui regulamentação específica a respeito do trabalho artístico. 

Em seu artigo 7º, XXXIII, a Constituição Federal proíbe o trabalho noturno, insalubre ou perigoso aos menores de 18 anos; e qualquer trabalho a menores de 16 anos, salvo como aprendiz, a partir de 14 anos.

Mas, afinal, como diferenciar o trabalho artístico do trabalho infantil? Trabalho artístico é aquele desenvolvido pela criança, ou adolescente em virtude de suas qualidades e dons relacionados à música, dança, arte, entre outros.

A Convenção n. 138 da OIT, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), ampliou as possibilidades de trabalho em idade inferior à mínima nestes casos.

Continua após a publicidade

Diante disso, é importante observar que os rendimentos do trabalho artístico não devem ser arrimo de família e os pais devem respeitar as regras de administração dos bens dos filhos estabelecidos pelo Código Civil.

Trabalho esportivo

Em relação ao trabalho esportivo, a chamada Lei Pelé (Lei 9.615/98) garantiu proteção específica aos atletas mirins.  

Segundo o artigo 29, o primeiro contrato especial de trabalho esportivo (cujo prazo deverá ultrapassar 5 anos) só pode ser assinado a partir dos 16 anos.

A Lei Pelé também prevê a que o atleta não profissional em formação (maior de 14 anos e menor de 20 anos) receba auxílio sob a forma de bolsa de aprendizagem, sem que seja gerado vínculo empregatício.

Continua após a publicidade

Contudo, a regra não vale para a prática de esporte, em qualquer modalidade, desenvolvida em estabelecimentos escolares de ensino fundamental, médio e superior. 

Como crianças podem ganhar dinheiro de forma saudável? Dicas para os pais

Mais do que obedecer os aspectos legais, é essencial dar atenção ao desenvolvimento do talento da criança e, principalmente, à sua saúde e bem-estar. Por isso, independente do projeto que seu pequeno quiser realizar, é preciso tomar alguns cuidados. São eles:

Não transformar o trabalho em obrigação

Embora o trabalho seja uma obrigação para os adultos, em relação às crianças, isso deve funcionar de uma forma completamente diferente. Nenhuma criança deve ser obrigada a desempenhar uma atividade que ela não queira, independente de qual seja.

Contudo, você ainda pode ensinar seu filho sobre comprometimento, disciplina, organização e várias outras lições que o momento oferece.

Continua após a publicidade

Além disso, depois de um tempo, caso o pequeno mude de ideia repentinamente e queira desistir, investigue as razões, pois algo desagradável pode ter acontecido. Mas, não insista se for uma decisão natural. Faz parte da infância criar, imaginar e fantasiar. Ou seja, acolha e escute seu filho, respeite suas vontades e apoie suas decisões.

Definir bem os horários

As crianças que trabalham nessas “carreiras mirins” também devem ter tempo para estudar, se divertir e descansar. Afinal, a infância é uma fase da vida que deve ser aproveitada e esses são os momentos que devem ser priorizados.

Portanto, defina bem a rotina do seu filho para que nenhuma dessas áreas seja afetada e para que ele não fique sobrecarregado.

Não expor a criança

Como já mencionado acima, não exponha seu filho em hipótese alguma. Preserve os momentos íntimos e mantenha a vida pessoal da sua criança em sigilo, especialmente se ela for youtuber ou influencer digital.

Continua após a publicidade

Esse tipo de cuidado envolve não expor a escola que ela estuda, não publicar vídeos em que a criança esteja passando por uma situação delicada e que possa causar constrangimento — como birra, choro, raiva e tristeza — ou esteja tomando banho, por exemplo.

Existe um limite que não deve ser ultrapassado. Lembre-se que, na internet, não temos controle de quem tem acesso às nossas informações. Portanto, selecione muito bem o que será publicado.

Falar sobre educação financeira

Por fim, converse sobre educação financeira com seu filho, de uma forma adequada para idade dele. Com crianças pequenas, o ideal é falar de uma forma mais lúdica. Já com as crianças mais velhas, a conversa pode ser mais realista. No entanto, em todos os casos, a brincadeira é indispensável para que elas entendam.

Em nosso conteúdo “EDUCAÇÃO FINANCEIRA PARA CRIANÇAS: ENSINANDO OS PEQUENOS A LIDAR COM O DINHEIRO!” você encontra diversas dicas sobre esse assunto.

Continua após a publicidade

Como crianças podem ganhar dinheiro de forma saudável? A jornada dos filhos e pais

Em algum momento, seu filho pode sentir que a mesada não é suficiente e vai querer saber como crianças podem ganhar dinheiro, ou simplesmente desejar aprender um pouco mais sobre o seu mundo. Mas na verdade, na maioria das vezes, o desejo de tornar-se youtuber, ator ou cantor, é movido mais pela admiração do que por questões financeiras, não é mesmo?

E, apesar de algumas dessas carreiras mirins já serem muito antigas, como é o caso dos modelos, musicistas e atores, o questionamento sobre como crianças podem ganhar dinheiro voltou mais intensamente com o surgimento de celebridades kids do mundo online que encantam os pequenos.

Como você viu, essa não é uma brincadeira. Para ser encarado de forma profissional, essas carreiras devem obedecer aspectos legais. Mas, o mais importante é: essa jornada precisa ser divertida e enriquecedora sob o aspecto do desenvolvimento do seu filho. Ou seja, deve ser um motivo para fazê-lo feliz e sem nenhum compromisso com ganhos ou performances.

Não por acaso, também é uma jornada para os pais, que além de ajudar na organização, se preocupam ainda mais com a felicidade e o bem-estar da criança em uma experiência que, na prática, é diferente dos demais.

Então, seu filho está preparado e deseja viver essa experiência? Compartilhe nos comentários quais são suas dúvidas, receios ou dicas para quem vai começar.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.