Como comprar no crediário? Aprenda com as nossas dicas práticas!

Comprar no crediário é a alternativa que muitas pessoas encontram para adquirir bens de maior valor. Venha aprender como fazer isso!

Design sem nome (1)
Mariana Vieira

Comprar no crediário é a alternativa para muitas pessoas que não possuem ou não desejam usar cartão de crédito.

Nas lojas, principalmente as que oferecem itens de varejo, é comum ter esse serviço disponível, com taxas de juros que acabam sendo, por vezes, mais vantajosas que o uso do cartão.

Continua após a publicidade

O crediário é uma modalidade de pagamento que se assemelha ao financiamento. Ele consiste em dividir o valor de um bem em parcelas mensais, que são cobradas de diferentes maneiras.

Durante muitos anos, essa foi uma das maneiras mais acessíveis de se conquistar produtos, principalmente os de maior valor.

Continua após a publicidade

A popularidade do carnê diminuiu quando outras alternativas de crédito se tornaram mais comuns e acessíveis.

Mas, em algumas empresas ele se mantém como uma das principais opções de pagamento. Afinal o crediário possui vantagens que não podem ser ignoradas.

Entretanto, nem todo mundo entende, exatamente, como funciona essa modalidade de pagamento e se ela apresenta mais pontos fortes ou fracos.

Então, para ajudar essas pessoas, nós preparamos um guia especial, que vai explicar como fazer compras usando a alternativa do crediário.

Continua após a publicidade

Quais os principais tipos de crediário?

Para aprender como comprar no crediário, é importante compreender que há diferentes tipos dessa modalidade de pagamento.

Cada uma delas apresenta características bastante específicas, que acabam determinando as maneiras como se apresentam aos consumidores.

Em suma, cada tipo de crediário vai oferecer diferentes vantagens e desvantagens, além de também se adequar melhor a determinados perfis.

Saiba mais sobre como funciona um crediário e quais são seus benefícios!

Conheça essas modalidades e seus detalhes especiais:

Crediário financiado

O crediário financiado é aquele que se vale dos serviços de uma financeira e a loja atua como intermediadora principal.

Continua após a publicidade

No caso, o dono da loja que oferece a modalidade de pagamento recorre ao apoio de uma operadora de finanças para liberar o crédito aos compradores.

Para explicar de maneira mais simples, imagine o cenário hipotético em que uma pessoa vai até uma loja adquirir um televisor.

Ela solicita o parcelamento do item no crediário, que é uma das alternativas de pagamento. Para que ele seja efetivado, quem assume, a partir daí, é a financeira.

Ela, basicamente, “paga” o valor do televisor para a loja e passa a ser a credora do cliente. Tanto que, nessa modalidade, os pagamentos das parcelas vão diretamente para a financeira.

Continua após a publicidade

A loja, no caso, é apenas o local onde a pessoa poderá adquirir o bem. Os pagamentos são feitos na financeira.

Crediário garantido

O outro tipo de crediário que pode aparecer como uma opção, é o garantido. Como o próprio nome diz, o pagamento do bem parcelado é “garantido” por uma administradora terceirizada.

É essa empresa que vai assumir o risco do financiamento do crediário e vai arcar com possíveis situações de inadimplência.

Diferente do modelo anterior, onde o crediário é realizado pela financeira, nesse caso ele é feito pela loja, mas há uma administradora como suporte.

Continua após a publicidade

O pagamento das parcelas está assegurado e é repassado para a loja.

Para oferecer esse serviço, as administradoras cobram uma taxa que, na maioria das vezes, está embutida no valor do crediário.

Crediário próprio

Por fim, o último tipo de crediário que pode ser oferecido quando for adquirir algum bem, é o próprio. Ou seja, aquele que é realizado diretamente pela loja onde comprou.

É o caso, por exemplo, das grandes redes de varejo, como Casas Bahia e a própria Lojas Cem, que já citamos no artigo.

Esse é o modelo mais popular de pagamento por crediário. Toda a responsabilidade é da empresa, que se torna a financeira, a credora e a cobradora, em caso de inadimplência.

Continua após a publicidade

Na própria loja, é feita a análise de crédito, que vai considerar a possibilidade de liberação do crediário. Caso seja aprovado, o cliente já pode parcelar as compras imediatamente.

Para quitar a dívida, o cliente deve se dirigir diretamente para a loja onde comprou o item. O valor fica totalmente para ela, sendo redistribuído conforme a necessidade interna do empreendimento.

Como comprar no crediário?

Para comprar no crediário, o cliente precisa, primeiro, apresentar os seus documentos para que seja feita uma análise de crédito.

Essa é a avaliação que a loja faz, para ver qual é o comportamento desse comprador diante de outras empresas do mercado.

Continua após a publicidade

Ela vai levantar maiores informações sobre possíveis dívidas que ele tem, se deixou de pagar algum empréstimo, financiamento ou crediário, e, principalmente, se possui crédito na praça.

Isso porque, negativados, na grande maioria das vezes, são impedidos de fazerem o crediário, justamente por serem inadimplentes.

Caso a pesquisa retorne bons resultados, a loja faz a liberação do serviço. Para tanto, será necessário cadastrar esse cliente.

Será preciso apresentar:

  • Documento de identificação pessoal com foto, como RG ou CNH;
  • CPF;
  • Comprovante de residência, como os boletos de energia, água e telefone;
  • Comprovante de renda. No caso de trabalhadores vinculados a empresas, o holerite funciona como comprovação. Para os autônomos, o demonstrativo do pró-labore ou o comprovante de pagamento de taxas e impostos pode ser aceito.

A partir da renda mensal do cliente, é definido o valor máximo do crediário, tal qual acontece com outros tipos de financiamento via crédito.

Continua após a publicidade

Cada empresa possui o seu tipo específico de crediário e com base nisso são definidas as taxas de juros, quantidade de parcelas e meios de pagamento.

Caso o cliente concorde com essas exigências, ele poderá efetivar o cadastro e o crediário é liberado. Assim, já poderá ir para casa com o produto que tanto deseja.

Vantagens e desvantagens de comprar no crediário

Comprar no crediário é uma alternativa para que as pessoas com diferentes perfis de consumo consigam acessar os bens que tanto desejam.

E ela se mantém firme em algumas empresas, como é o caso, por exemplo, da Lojas Cem. Como destaca o portal G1, essa rede de varejo ainda possui uma grande gama de clientes associados ao crediário da loja.

Continua após a publicidade

Essa postura se dá, justamente, porque a oferta do carnê atrai alguns consumidores que não possuem cartão de crédito, não querem utilizá-lo ou não possuem limite suficiente para adquirir itens que desejam comprar.

E a Lojas Cem não é a única que se mantém oferecendo o crediário. Muitas outras empresas possuem essa alternativa como um diferencial.

Entretanto, essa modalidade de pagamento apresenta vantagens e desvantagens que são bastante significativas.

Afinal, por abranger tanto público, ela torna mais favorável para alguns clientes, enquanto outros não conseguem perceber como esse estilo de pagamento pode ser viável.

Nós trouxemos os principais pontos fortes e fracos do crediário, para que você possa entender melhor como ele pode ser um benefício ou um modelo que não agrega nenhuma vantagem.

Continua após a publicidade

Confira!

Vantagens

A principal vantagem de comprar no crediário é poder dividir o valor total do bem em parcelas mais acessíveis.

Porém, ainda podemos considerar mais algumas, que, juntas, acabam motivando os clientes a, muitas vezes, preferir esse modelo de pagamento em detrimento das alternativas do cartão de crédito.

Veja quais são elas:

Taxa de juros mais baixa

A compra parcelada no crediário geralmente apresenta taxas de juros menores do que outras modalidades.

Em comparação, principalmente, com as tarifas de parcelamento do cartão de crédito, essa é uma modalidade mais vantajosa financeiramente.

Continua após a publicidade

Poder de negociação

Quando se realiza o parcelamento diretamente na loja, por meio da alternativa do crediário, os clientes conseguem negociar descontos.

O pagamento antecipado também pode gerar uma redução no valor, como incentivo para manter a assiduidade.

Maior quantidade de parcelas

As compras no cartão de crédito, normalmente, permitem o parcelamento em até 12 vezes.

Já o crediário permite que esse prazo seja estendido. Em alguns casos, pode chegar a até 48 pagamentos.

Desvantagens

Da mesma forma que comprar no crediário tem pontos positivos, essa ação também apresenta algumas desvantagens que precisam ser citadas.

Continua após a publicidade

É essencial considerá-las quando estiver decidindo pela compra nesse formato. Afinal, poderão impactar diretamente a sua escolha.

Confira:

Maior risco de endividamento

O risco do endividamento é relativamente maior no crediário. Isso porque, as pessoas tendem a pagar, primeiro, as contas de consumo. Caso não sobre dinheiro, o carnê fica de lado.

Além disso, o crédito facilitado leva as pessoas a comprarem mais, sem pensar, exatamente, na capacidade de pagamento. 

Juros progressivos

Os juros aumentam conforme também aumenta o número de parcelas, de uma maneira diretamente relacionada.

Continua após a publicidade

Ou seja, quanto mais vezes dividir a compra, maior será a incidência de tarifas no valor final, podendo ser tão grande a ponto de dobrar o preço do item.

Nem sempre o pagamento é feito de forma acessível

Em algumas lojas, o carnê precisa ser pago diretamente no local, não permitindo a quitação das parcelas em bancos. 

Isso pode se tornar um problema, além de não ser nem um pouco prático.

Consigo fazer crediário online? 

Algumas empresas oferecem a oportunidade de fazer e comprar no crediário diretamente pela internet.

Esse tipo de inovação facilita o dia a dia dos consumidores e torna a modalidade de pagamento ainda mais democrática.

Normalmente, após apresentar os documentos, o pedido do crediário entra em análise. Caso seja aprovado, o cliente é informado da resposta da empresa e poderá fazer a compra solicitando o parcelamento.

Continua após a publicidade

Da mesma maneira, se o perfil não passar pela avaliação de crédito, devido a restrições no CPF, ele é avisado da impossibilidade de realizar o procedimento.

Vale reforçar a importância de conferir os juros que são embutidos no valor final da compra e se eles são compensatórios.

Além disso, não são todas as empresas que disponibilizam essa praticidade. Então, antes de fechar o pedido, veja se ela oferece a oportunidade do parcelamento no crediário.

Quer continuar acompanhando as novidades sobre o universo financeiro e as melhores oportunidades? Então não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro e entre em nosso canal exclusivo do Telegram.

Continua após a Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.