Outros

Como Calcular Multa e Juros por Atraso em Boletos?

Flávio Mariano

O cálculo de multa e juros de um boleto é muito simples, e a lógica deste pode ser aplicada em qualquer documento. Neste artigo, saiba como calcular estes valores.

Artigo foi originalmente publicado pelo site Conta em Banco que, desde julho de 2020, faz parte do iDinheiro. Conteúdo e comentários foram integralmente mantidos.

Para que os indivíduos paguem as suas contas em dia, é preciso ter um planejamento financeiro muito detalhado. E, também, cumpri-lo. Porém, por vezes, os indivíduos não conseguem pagar as contas em dia, o que ocasiona a cobrança de multas e juros, em alguns casos. Algumas contas são pagas por boleto, que é um instrumento bancário de pagamento de um produto ou serviço prestado. Este documento proporciona a cobrança do valor devido e também o controle do recebimento, facilitando todo o processo.

Quem realiza a venda chama-se cedente do boleto. Mas, quando é usada uma instituição de pagamento, que não é a empresa que realiza a venda ou prestação de serviço, esta empresa bancária irá aparecer como cedente. Ainda, o indivíduo que tem a responsabilidade de pagar o boleto é sacado, que deve realizar o pagamento de acordo com a data de vencimento do documento. Quando o pagamento do boleto não é feito até esta data final de prazo, há a cobrança de multas e juros sob o valor total. De acordo com a lei, os juros de mora podem ser no máximo 1% ao mês, e a multa, até 2% do valor total do boleto.

Continua após a publicidade:

Em relação ao cálculo das multas, o valor desta está relacionado ao valor total do boleto. Assim, não importa o tempo que passe, a multa será sempre o valor do boleto multiplicado por até 2%, lembrando que este é o limite para tal cobrança. Já os juros se relacionam ao tempo que o indivíduo demora para pagar o boleto, sendo proporcional ao valor do boleto e ao tempo de atraso. Abaixo, saiba mais sobre este cálculos.

Calculando multa e juros de um boleto

Os boletos são muito comuns, sendo utilizados por muitas empresas para a cobrança de valores. E, a grande vantagem deste documento é que pode ser pago até mesmo pelos indivíduos desbancarizados. Porém, como mencionado, caso o sacador, que é o indivíduo responsável pelo pagamento do boleto, não o pague até a data de vencimento, há a cobrança de multas e juros. E, é preciso que qualquer pessoa saiba calcular a multa e juros de um boleto. Não só para conferir estes valores, mas também para fornecê-los, caso seja necessário.

É importante mencionarmos, primeiramente, que existem limites de cobrança para a multa e os juros. A multa é cobrada pelo atraso em si, e pode corresponder até 2% do valor total do boleto. Já os juros são chamados de juros de mora, e é uma penalidade que o indivíduo recebe por não ter pago o valor na data correta, contando por dia. Os juros de mora podem ser, no máximo, 1% ao mês. E, um valor proporcionar será aplicado aos dias de atraso.

Multa

Para calcular a multa, é necessário entender que ela está totalmente ligada ao valor do boleto. Ou seja, independentemente do período de atraso, ela continuará a ter o mesmo valor, uma vez que não depende dos dias de atraso. Assim, basta multiplicar o valor do boleto por até 2%, para entender o valor total da multa. Porém, é preciso entender qual é a porcentagem de multa cobrada, que pode ser, no máximo, 2%.

Boleto
Saiba como calcular os juros e multa do boleto.

Juros de mora

Ainda, os juros de mora, que possuem um teto de 1% mensalmente, são relacionados aos dias de atraso no pagamento. Ou seja, o tempo que o indivíduo leva para pagar o boleto, a partir da data de vencimento. Assim, os juros serão calculados de acordo com o valor total do boleto e o período de atraso no pagamento.

Para fazer o cálculo, deve-se considerar que o mês possui 30 dias, e, cada dia terá uma porcentagem diária de multa de, no máximo, 0,033%. Essa porcentagem deve ser multiplicada aos dias de atraso. Por exemplo, se forem 10 dias, 10 vezes 0,033%, cujo resultado é 0,33%. E, este porcentagem final deve ser multiplicada pelo valor total do boleto. O valor resultante deve ser somado ao total do boleto, o que resultará no valor que deve ser pago.

Porém, é preciso mencionar que estas porcentagens mencionados são apenas os tetos da multa e dos juros de mora. Para realizar o cálculo exato, referente a um boleto, é preciso saber quais são as porcentagens específicas do documento.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *