Finanças Pessoais

Cheque Nominal: o que é e como preencher

Luana de Oliveira
Luana de Oliveira
Cheque nominal
Aprenda o que é e como funciona o cheque nominal no mercado brasileiro. Saiba como realizar o seu preenchimento de forma correta.

Cheque Nominal: o que é e como preencher

Você sabia que ainda é possível encontrar pessoas que utilizam o cheque como forma de pagamento principal? Isto mesmo! Por isso, é importante saber como preencher ou analisar se ele está correntamente preenchido.

O cheque, é um documento em papel, pode ser preenchido em diferentes formas, sendo a mais utilizada, o cheque nominal.

Continua após a publicidade

Além disso, o mais importante: ele tem valor monetário.

Portanto, vamos abordar neste artigo o funcionamento deste cheque, além de ensinar como é feito o seu preenchimento. Ficou interessado? Então, continue a sua leitura!

O que é cheque nominal

Hoje em dia, o cheque pode ser preenchido para diferentes formas de utilização. Uma delas é o cheque nominal, onde este documento apresenta o nome do beneficiário do pagamento.

Continua após a publicidade

Ou seja, é apresentado o nome da pessoa ou a empresa autorizada para receber o dinheiro.

Normalmente, o preenchimento do nome é feito no verso do cheque. Esta ação é muito utilizada para evitar roubos e fraudes no cheque nominal.

Cheque nominal não transferível

O responsável por emitir o cheque nominal pode impedir que o beneficiário transfira o documento para terceiros. Para isso, será preciso escrever após o nome do favorecido a seguinte expressão: “não transferível” ou “proibido o endosso”.

Assim, apenas a pessoa que foi indicada neste documento financeiro tem o direito de receber o pagamento.

Continua após a publicidade

Lembrando que todo cheque acima de R$100 reais precisa ser nominal. Caso esta prática não seja respeitada, então o cheque pode ser devolvido pelo banco.

Conheça os tipos de cheque

Além do cheque nominal, é possível encontrar no mercado outros tipos. Portanto, conheça abaixo os seguintes cheques:

  • Cheque cruzado;
  • Cheque administrativo;
  • Cheque ao portador;
  • Cheque pré-datado.

Cheque cruzado

O cheque quando apresenta duas linhas na diagonal do canto superior esquerdo, simboliza que o responsável pela emissão decidiu que a única forma de realizar o pagamento é por meio do depósito na instituição financeira do documento.

O Cheque Nominal Cruzado é uma ótima alternativa para quem procura por segurança nesta forma de pagamento.

Continua após a publicidade

Ou seja, além de apresentar o nome do beneficiário, você também estará informando que o valor do cheque não pode ser sacado.

Esta prática contribui com a diminuição de roubos ou de ser utilizado por outras pessoas.

Cheque administrativo

O cheque administrativo é um documento emitido pelo banco, no qual o usufruidor tem a garantia que existe saldo disponível na conta do usuário. Por conta disso, podemos dizer que este tipo de cheque é seguro para quem o recebe.

Normalmente é utilizado para negociações de maior valor.

Cheque ao portador

O cheque ao portador é aquele onde não foi explicitado o nome do beneficiário para o pagamento. Com isso, qualquer pessoa em posse do cheque tem o direito de solicitar a compensação do dinheiro no banco correspondente.

Continua após a publicidade

Mesmo que seja utilizado com bastante frequência no mercado, este tipo de cheque não é muito seguro visto que o documento financeiro pode ser repassado para qualquer pessoa.

Cheque pré-datado

O cheque pré-datado pode ser considerado uma operação de crédito não regulamentada por lei. Este documento possui no verso do seu corpo a data em que o destinatário pode utilizá-lo para sacar o dinheiro.

O objetivo deste tipo de cheque é oferecer ao pagador um período mais extenso para ter a quantia de dinheiro disponível em sua conta.

Como preencher o cheque nominal

O preenchimento do cheque nominal não existe mistério, entretanto é preciso ter atenção para que todos os campos sejam completados com as informações corretas.

Continua após a publicidade

Mas antes de mais nada, é preciso destacar a importância de escrever no cheque com uma caneta de cor azul ou preta.

Além disso, não pode conter rasuras, manchas ou borrões que atrapalhem a leitura dos dados apresentados.

cheque nominal - preenchimento
  1. No campo “R$” escreva o valor do cheque, com o símbolo R$ antes dos números. E para evitar fraudes, escrever o símbolo “#” após o valor. Por exemplo: R$350,00#
  2. No campo “Pague por este cheque a quantia de: ”, deve ser preenchido com o valor por extenso. Lembrando que a letra precisa ser legível e no idioma português. E para evitar fraudes, coloque entre parênteses o valor escrito por extenso. Por exemplo: (trezentos e cinquenta reais).
  3. Logo após o campo “a”, escreva o nome da pessoa ou o beneficiário para quem você está realizando o pagamento. Não esqueça de verificar o nome correto antes de assinar.
  4. Nos traços em branco (______,___de_________de______), preencha com o nome da cidade onde se encontra e a data do dia em que o cheque foi emitido.
  5. Para finalizar, você vai precisar assinar o cheque. Lembre-se que esta assinatura precisa ser igual ou similar àquela que você preencheu no cartão de assinaturas do banco.

Vantagem e desvantagem do cheque nominal

Como toda forma de pagamento, é possível encontrar alguns pontos positivos e negativos em sua utilização. E com o cheque nominal, isto não seria diferente, não é mesmo?

Uma das vantagens em utilizar o cheque é a possibilidade de escolher uma data para o pagamento ser compensado. Além disso, o comerciante fica livre dos impostos que as maquininhas de cartão cobram para certas transações.

Continua após a publicidade

Entretanto, é preciso ter bastante cuidado ao utilizar o cheque, pois esta modalidade de pagamento não é muito segura. Um dos principais riscos é ter a disposição uma folha de cheque em branco assinada.

Caso este cheque chegue nas mãos de pessoas mal-intencionadas, temos certeza que você vai ter muita dor de cabeça para tentar sustar esta folha.

Por conta disso, a nossa recomendação é que o talão de cheque fique armazenado em um local seguro e a assinatura seja realizada somente no momento da compra.

E para finalizar, acreditamos que vale a pena a ressalva de não deixar nenhum espaço em branco antes ou após os números.

Continua após a publicidade

Pois, um pagamento de R$100 reais, pode ser tornar uma dívida de R$100.000 mil reais com o preenchimento indevido de alguns zeros, não é mesmo?.

Conclusão: ainda vale a pena utilizar o cheque nominal?

Após a leitura deste artigo, você deve ter aprendido como funciona o cheque nominal no comércio brasileiro. E apesar das inúmeras formas de pagamento existentes no momento, o cheque nominal ainda pode ser uma boa escolha de uso.

Normalmente, para alugar um imóvel, é preciso dar um sinal ou uma garantia que ocorrerá o pagamento dos três primeiros meses de aluguel.

Assim, o cheque se torna um instrumento essencial para a locação. Afinal, não é todo mundo que possui o valor disponível em sua conta para entregar ao proprietário.

Em outras situações, o cartão de crédito cumpre bem o papel do cheque nominal, por exemplo. Além da praticidade de uso, você não vai precisar ficar andando com uma folha dentro da sua carteira, e, vale lembrar que o cartão também oferece maior segurança e comodidade, não é mesmo?

Então, quer conhecer outras formas de pagamento e saber como usá-las eficientemente? Visite o blog do iDinheiro e assine a nossa newsletter.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *