Cartão Nubank Black: será que teremos um lançamento em breve? O que podemos esperar do produto!

Apesar de não haverem confirmações até o momento, acredita-se que o cartão Nubank Black pode estar chegando, batizado de Nubank Ultravioleta. De toda forma, o que temos de informação até o momento? Entenda!

LinkedIn
Ana Júlia Ramos

Cartão Nubank Black: será que teremos um lançamento em breve? O que podemos esperar do produto!

 

Se você já tem um cartão Nubank (ou se não é cliente, mas se interessa pelos lançamentos da fintech) sabe que existem apenas duas versões de cartão disponíveis no mercado.

Continua após a publicidade

Uma delas, chamada de Platinum, não pode ser acessada pelo público geral: é preciso aguardar por um convite para fazer o upgrade.

Além disso, as vantagens entre elas não são tão significativas a ponto de gerarem muita expectativa por parte dos clientes que usam a versão de entrada.

Continua após a publicidade

Nesse sentido, em uma simples busca na internet, entendemos que existe um anseio do público por um cartão que ofereça mais vantagens para o cliente. Seria, então, uma espécie de “Nubank Black”.

Bom, após navegar por notícias e conteúdos que comentam sobre um possível cartão Black do Nubank (existem materiais que antecedem o ano de 2018) percebemos que a novidade pode estar muito mais próxima do que imaginamos.

É isso mesmo! O projeto, que já foi nomeado carinhosamente pelos usuários por “Nu PurpleBlack”, na realidade poderia ser chamado de Nubank Ultravioleta.

De toda forma, você pode se perguntar: como é que chegamos nessas especulações? E é justamente sobre isso que vamos falar neste post.

Continua após a publicidade

Veja o que já sabemos sobre um possível cartão Nubank Black e quais expectativas já podem ser alimentadas pelos clientes do roxinho.

Cartão Nubank Black: de onde veio a ideia?

Conforme comentamos anteriormente, clientes da fintech já pedem por uma opção mais premium há muito tempo.

A NuCommunity, fórum em que usuários podem comentar todas as suas impressões e experiências sobre os cartões, já recebeu uma grande quantidade de posts sugerindo a criação de um Nubank Black.

print de um comentário na NuCommunity sobre o cartão Black da Nubank
Fonte: Reprodução/NuCommunity/Nubank

De toda forma, tudo não passava do compartilhamento de anseios dessas pessoas. Até que neste ano, o Nubank começou a “sondar” os clientes de forma mais precisa sobre um lançamento no formato Black.

Continua após a publicidade

De forma geral, a ideia era alinhar expectativas a respeito de um ponto principal: será que o usuário toparia pagar por um cartão de crédito? Afinal de contas, o diferencial da fintech é justamente a isenção de anuidade, certo?

É claro que a ideia é que haja uma contrapartida já que o pagamento teria como “retorno” a oferta de benefícios tradicionalmente oferecidos por cartões Black, como:

  • maiores percentuais de cashback;
  • acesso a salas VIP em aeroportos;
  • possibilidade de transferir pontos para programas de companhias aéreas, como o Smiles e o LATAM Pass.

De toda forma, devemos avaliar a demanda do mercado para entender se um cartão black do Nubank faria sentido neste momento em que a empresa se encontra.

O que estaria incluso no Cartão Nubank Ultravioleta?

Beleza. Supondo que o Nubank decidiu oficializar a criação do seu Nubank Ultravioleta, ou até mesmo neste momento, em que tudo não passa de um rumor baseado na pesquisa rodada com os clientes, ainda nos restaria uma dúvida.

Continua após a publicidade

Afinal, o que estaria incluso neste Nubank Black?

A realidade é que a resposta não é tão difícil. Sabemos que cartões do tipo Black são focados em benefícios para os principais perfis de cliente que são:

  • pessoas com alta renda;
  • clientes que costumam viajar com frequência;
  • por causa das viagens, são viajantes regulares com gasto em moedas estrangeiras, principalmente o dólar;
  • clientes que podem não viajar muito, mas que se interessam por um sistema de pontos e cashback estruturado de forma mais robusta.

Além disso, temos outra informação valiosa. O fato da bandeira do cartão ser Mastercard já nos oferece uma boa noção da maior parte dos benefícios que estariam inclusos, que são aqueles presentes em outros produtos Mastercard Black.

Veja só.

Vantagens Mastercard Black

Uma série de instituições financeiras podem emitir um cartão Mastercard Black. E apesar de se tratarem de bancos diferentes, os benefícios da bandeira permanecem os mesmos. Eles são:

  • salas VIP em aeroportos ao redor de todo o mundo;
  • seguro médico durante as viagens;
  • concierge e assistente pessoal;
  • garantia estendida e compra protegida ao usar o cartão nas transações;
  • isenção de rolha em restauranes parceiros;
  • proteção de bagagem;
  • seguro veicular;
  • assistência global de emergência;
  • acesso ao Mastercard Surpreenda, além do Surpreenda Restaurantes.

Como é possível perceber, as vantagens são variadas, mas têm como principal foco um perfil de cliente que tenha como objetivo realizar viagens (principalmente internacionais). De toda forma, também existem agrados que podem ser aproveitados aqui mesmo, no Brasil.

Continua após a publicidade

Se você quiser saber mais detalhes sobre cada ponto listado, é só acessar este site.

Milhas e cashback

Ainda no fórum de discussão que comentamos no início do conteúdo, os usuários começaram a propor algumas ideias de milhas e cashback no cartão Nubank Black.

Após fazer uma comparação entre o Nubank Rewards (programa de fidelidade pago da fintech) e outros cartões black do mercado, a seguinte estimativa foi alcançada:

image-12
Fonte: Reprodução/NuCommunity/Nubank

Para ter acesso aos pontos e cashback, obviamente, espera-se que um valor mensal seja cobrado. A anuidade poderia ser, por exemplo, de aproximadamente R$ 90 ou R$ 100 mensais, com a possibilidade de ter a isenção com gastos específicos.

Continua após a publicidade

Pensando em outros cartões Black e na proposta de serviços do próprio Nubank, além da análise dos clientes engajados, o valor mínimo de gastos para abater ou isentar a anuidade poderia ser algo como 8 a 10 mil reais por mês.

A título de comparação, você pode ver a porcentagem de milhas dos principais cartões que oferecem o recurso no momento.

CartãoPorcentagem de milhas
Azul Itaucard Visa Infinite3,5 pontos por dólar gasto internacionalmente
3 pontos por dólar gasto nacionalmente
Porto Seguro Visa Infinite3 pontos por dólar gasto internacionalmente
2,2 pontos por dólar nas faturas acima de R$ 6 mil
2 pontos por dólar nas faturas abaixo deste valor
Ourocard Elo Nanquim Diners Club2,2 pontos a cada dólar gasto no crédito ou equivalente em real
The Platinum Card American Express2,2 pontos a cada dólar gasto no crédito ou equivalente em real
Bradesco Elo Nanquim Diners Club3,3 pontos a cada dólar gasto no exterior
2,2 pontos a cada dólar gasto nacionalmente
LATAM Pass Itaú Mastercard Black3,5 pontos a cada dólar gasto em compras internacionais
2,5 pontos a cada dólar gasto em compras nacionais
Aproveite e veja o nosso conteúdo completo com os melhores cartões para acumular milhas!

Veja a mesma análise, mas agora relacionada ao cashback:

CartãoPorcentagem de cashback na rede ampla
Cartão MéliuzDe 0,5% até 1,8%
Cartão MoobaMédia de 1%
Cartão OriginalDe 0,15% até 1,5%
Cartão TriggDe 0,5% até 1,3%
Aproveite e veja o nosso conteúdo completo com os melhores cartões para receber cashback!

Como avaliar se o cartão Nubank Black (ou Nubank Ultravioleta) seria uma boa opção?

Mais uma vez, lembre-se que estamos trabalhando com suposições e estimativas.

No entanto, é interessante analisar e entender como seria a versão Black do Nubank, já que é um produto que cria tanta expectativa por parte do público.

Vamos supor, então, que você deseja saber se o cartão Nubank Black é bom. Quando os valores de cashback e pontos forem divulgados, será preciso, basicamente, fazer uma comparação com os concorrentes.

Continua após a publicidade

Falando sobre as milhas, percebemos que os cartões que apontamos acima oferecem uma quantidade bem interessante de pontos, chegando nos 3 por compra.

Contudo, o valor da anuidade pode superar os R$ 1.400 por mês. Primeiro ponto de análise, então, é a proporção entre os pontos oferecidos e os gastos com anuidade.

Em segundo lugar, ao analisar o cashback, caso a estimativa do usuário se concretizasse, acreditamos que o valor de 1% é baixo pensando no valor de anuidade cobrado, e que se trata de um cartão Black.

No cartão Méliuz, por exemplo, é possível garantir 0,5% de dinheiro de volta em uma fatura que custaria por volta de R$ 780 reais, embora trate-se de um valor bem distante dos gastos de um cartão Black, que poderia ser de R$ 8 mil para algum cliente.

Continua após a publicidade

Sendo assim, oferecer apenas o dobro de cashback acessível ao público geral, então, pode ser algo não muito interessante.

Por fim, é preciso considerar, também, a anuidade de forma isolada. Se o Nubank seguir com a proposta de tentar democratizar os serviços financeiros para os seus clientes, podemos esperar uma anuidade não tão exagerada quanto a de outros cartões dos “grandes bancos”.

Um outro fato seria a questão da renda, já que existem produtos que exigem gastos por volta dos R$ 20 mil por mês.

Conclusão: o que podemos esperar do cartão Nubank Black?

Ao fazer uma análise na comunidade da fintech, pude perceber uma série de usuários que se mostraram não muito contentes com a possível novidade.

Continua após a publicidade

Alguns comentários se destacam:

  • “fugiria do foco do Nubank, que é oferecer serviços de forma democrática para todos”;
  • “para pagar por um cartão Black, deveriam oferecer vantagens também para quem não viaja muito”;
  • “acredito que o Nubank ainda não tem expertise para esse tipo de clientes”;
  • “tudo depende do perfil”.

Eu, particularmente, acredito que de fato se trata de um produto que obviamente não tem o potencial de agradar a todos os clientes.

Quando pensamos nas categorias de cartão de crédito, devemos imaginar que cada uma delas é desenvolvida para atrair e fidelizar um público específico.

Por isso, caso o possível lançamento de um cartão Nubank Black aconteça, lembre-se que precisaremos fazer as avaliações dentro da categoria, ou seja, pensando no perfil de clientes que poderia usufruir desse tipo de produto.

Até o momento, o Nubank não confirmou nada sobre o lançamento, e afirma que as pesquisas de opinião enviadas para os usuários são feitas de forma constante para entender e avaliar o comportamento dos clientes.

Resta saber, agora, se um cartão Black do Nubank seria adequado para o perfil de clientes da fintech e, se for o caso, como todo o universo de um cartão premium poderia ser adaptado pensando justamente nessas pessoas.

E então, gostou do nosso conteúdo que avalia um possível cartão Nubank Black? Para não perder nenhuma outra novidade sobre os lançamentos das fintechs brasileiras, assine a nossa Newsletter!

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.