Calendário de liberação e saque do FGTS emergencial 2020 foi divulgado pela Caixa. Confira as datas!

Todos os 60,8 milhões de trabalhadores que têm contas no FGTS poderão retirar o dinheiro, caso tenham interesse.

Victor Leitao
Victor Leitão

Calendário de liberação e saque do FGTS emergencial 2020 foi divulgado pela Caixa. Confira as datas!

 

Neste sábado (13), Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, informou que a liberação do FGTS emergencial começará em 29 de junho.

Continua após a publicidade

No entanto, essa data diz respeito ao crédito em conta para o trabalhador nascido em janeiro.

Transferências ou o saque em espécie estarão liberados apenas a partir do 25 de julho (também conforme a data de aniversário dos trabalhadores).

Continua após a publicidade

O motivo da liberação dessa nova rodada de saque do FGTS foi justamente a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, a qual afetou fortemente as atividades econômicas e, consequentemente, a renda dos trabalhadores.

Contudo, assim como fez para o auxílio emergencial, a Caixa decidiu fixar datas diferentes para a liberação do crédito em conta e para o saque em espécie ou transferência dos valores, visando evitar aglomerações nas agências.

Confira o calendário completo da liberação e saque do FGTS emergencial 2020 a seguir.

Calendário de liberação e saque FGTS emergencial 2020

Mês de nascimentoCrédito em contaSaque ou transferência
Janeiro29 de junho25 de julho
Fevereiro6 de julho8 de agosto
Março13 de julho22 de agosto
Abril20 de julho5 de setembro
Maio27 de julho19 de setembro
Junho3 de agosto3 de outubro
Julho10 de agosto17 de outubro
Agosto24 de agosto17 de outubro
Setembro31 de agosto31 de outubro
Outubro8 de setembro31 de outubro
Novembro14 de setembro14 de novembro
Dezembro21 de setembro14 de novembro

Fonte: Caixa Econômica Federal

Quem terá direito ao saque emergencial do FGTS 2020?

Todos os trabalhadores que possuam contas ativas (do emprego atual) ou inativas (de empregos anteriores) do FGTS. O limite para saque será de até R$ 1.045.

Caso o trabalhador tenha mais de uma conta de FGTS, o saque começará pelas contas de contratos de trabalho extintos (inativas) e pela que tiver o menor saldo disponível.

Continua após a publicidade

Logo após, o dinheiro será retirado das demais contas, sempre respeitando a ordem em relação ao menor saldo.

Vale ressaltar, ainda, que, não importa o número de contas do trabalhador, o valor retirado não poderá ultrapassar R$ 1.045.

Dessa maneira, independentemente do fato do trabalhador ter duas ou três contas com saldos superiores a essa quantia, não conseguirá sacar mais do que o limite determinado.

Liberação ocorrerá inicialmente por meio da Poupança digital

O governo editou, neste sábado, uma MP (medida provisória) que autorizou o pagamento do FGTS em contas da poupança social digital da Caixa, seguindo a mesma estratégia do auxílio emergencial.

Continua após a publicidade

A poupança digital da Caixa é uma modalidade simplificada, aberta para aqueles que recebem benefícios governamentais. Ela tem um limite de movimentação e saldo.

A MP também modificou o limite mensal de movimentação para essa modalidade de poupança de R$ 3 mil para R$ 5 mil. O texto foi publicado em edição extra do “Diário Oficial da União” (DOU).

O objetivo do texto da MP foi justamente ampliar o funcionamento da poupança social digital.

Com a alteração, passa a ser possível receber outros benefícios pagos pela União, estados e municípios, além dos créditos referentes ao FGTS, exceto os previdenciários.

Continua após a publicidade

Segundo o presidente da Caixa, a liberação do FGTS emergencial 2020 será feita exclusivamente pela poupança digital.

Por esse motivo, o banco abrirá a conta automaticamente para todos que tem direito ao saque.

E, como já ocorre no auxílio emergencial, a movimentação do dinheiro poderá ser feita pelo app “Caixa TEM”.

Mais uma vez, a ideia do governo é evitar aglomerações em meio à pandemia do novo coronavírus e agilizar os pagamentos.

Continua após a publicidade

Consulta do saldo para o saque emergencial do FGTS 2020

Todos os 60,8 milhões de trabalhadores que têm contas no FGTS poderão retirar o dinheiro, caso tenham interesse.

De acordo com a Caixa, devem ser liberados R$ 37,8 bilhões e aproximadamente 30 milhões de trabalhadores poderão sacar todo seu recurso no FGTS (50,5% do total).

Pedro Guimarães também afirmou que o trabalhador poderá consultar, a partir de amanhã (15/06), qual o valor do seu saque emergencial e quando ele será creditado através do Disque 111 ou do site fgts.caixa.gov.br.

Conforme o presidente da Caixa, a partir do dia 19 (próxima sexta-feira), a consulta também poderá ser realizada pelo aplicativo FGTS.

Continua após a publicidade

Além disso, no aplicativo, o trabalhador poderá escolher a opção de não fazer o saque emergencial ou por devolver o valor para a conta do FGTS, se o crédito já tiver ocorrido.

Aqueles que optarem por não fazer o saque emergencial devem informar a Caixa pelo menos dez dias antes da data de crédito prevista.

Por fim, vale ressaltar que o dinheiro ficará disponível para o trabalhador somente até o dia 30 de novembro.

Caso o saque emergencial não seja realizado até essa data, os valores disponíveis automaticamente retornarão para o fundo de garantia.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

24 comentários

  1. Marta

    Faço aniversário em janeiro e até hoje não depositaram o dinheiro
    O dinheiro não ia ser depositado no dia 29/06

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.