Nos próximos meses, será possível receber os recursos do Bolsa Família pelo Caixa Tem. É o que afirmou Pedro Guimarães, presidente do banco, em entrevista coletiva realizada quarta-feira, 26.

Com a novidade, acredita-se que o recebimento do dinheiro será transformado em algo mais prático e simplificado.

Continua após a publicidade:

Durante os últimos 15 anos em que a Caixa é a responsável pelos pagamentos referentes ao programa, era preciso ir até o banco para fazer os saques.

Bolsa Família pelo Caixa Tem: portabilidade será opcional e gradual

A portabilidade para esse novo tipo de recebimento será opcional.

Além disso, Guimarães também afirmou que a migração será feita de forma tranquila. O motivo é a sensibilidade do público do programa em relação à novas tecnologias.

Dessa maneira, será possível acolher aquelas pessoas que precisavam, de acordo com o presidente, andar de 20 até 50 quilômetros para chegar em uma agência bancária.

Serviços como microcrédito são estudados

Conforme já havíamos noticiado por aqui, a Caixa tem como objetivo aumentar as possibilidades de uso do aplicativo.

Atualmente, ele é usado apenas para pessoas contempladas pelo programa Auxílio Emergencial ou quem precisa recorrer aos saques do FGTS emergencial.

Nesse sentido, estuda-se a oferta de microcrédito, que seria entre R$ 100 e R$ 150, para usuários do aplicativo. Títulos de capitalização e microsseguros são outras possibilidades avaliadas.

Balanço

A Caixa também divulgou na manhã da última quarta-feira, 26, o balanço do segundo trimestre. Nesse período, o lucro líquido registrado foi de R$ 2,6 bilhões, representando queda de 39,3% em comparação ao ano passado.

Houve uma retração de 16,1% em relação ao primeiro trimestre. No semestre, o lucro líquido foi de R$ 5,6 bilhões, representando uma queda de 31% em relação aos primeiros seis meses de 2019.

Segundo Pedro Guimarães, queda ocorreu devido ao foco do banco no pagamento do auxílio emergencial, especialmente, nos meses de abril e maio. “Abrimos o banco para atender 90 milhões de pessoas. Deixamos de lado o atendimento comercial comercial. A oferta de produtos não foi o nosso foco. Nenhum banco do mundo fez isso.”

Quer continuar acompanhando as novidades do recebimento do Bolsa Família pelo Caixa Tem? Então, assine a newsletter do iDinheiro e receba tudo em tempo real. 

Publicidade