Notícias

Confira opções para ficar de olho e comprar na Black Friday, em novembro

Amanda Gusmão
foto de pessoa com caixas, representando black friday

Estudos apontam as tendências de compra na Black Friday em 2020 e mudanças no comportamento de consumo dos brasileiros. Entenda o cenário.

A Black Friday no Brasil já tem data marcada em 2020. O dia 27 de novembro é aguardado com expectativa por consumidores e também os lojistas que desejam recuperar seus faturamentos impactados pela pandemia da Covid-19.

O momento é interessante para o consumidor. De acordo com o estudo O e-commerce na pandemia 2020, as vendas nos e-commerces no primeiro semestre de 2020 tiveram um aumento explosivo de 145% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Continua após a publicidade:

Assim, além da necessidade de recuperar eventuais prejuízos, a concorrência para atrair clientes pode ganhar contornos bem atraentes para quem quer encontrar oportunidades de compra.

Produtos e serviços mais desejados na Black Friday 2020

Seguindo esse movimento, a equipe de inteligência de mercado do grupo Globo se adiantou e fez uma pesquisa para mapear os produtos e serviços mais desejados pelos brasileiros na Black Friday.

Continua após a publicidade

O estudo visa trazer informações estratégicas para seus anunciantes, mas, não deixa de trazer dicas para os consumidores.

O estudo mostra, por exemplo, que a categoria que pode ter o maior volume de compras e contratações é o de vaidade pessoal. Outros números da pesquisa, são:

  • moda e estilo são as preferências de 32% dos consumidores respondentes;
  • eletrônicos e smartphones vem em segundo lugar, com 30% para cada um deles;

Na sequência estão os calçados, eletrodomésticos, cosméticos, móveis e computadores.

É importante ressaltar que os respondentes da pesquisa podiam escolher dois ou mais itens desses setores do comércio.

Produtos e serviços mais comprados nos anos anteriores

Outra pesquisa, agora realizada pelo Think With Google, mostra que os produtos mais comprados na Black Friday de 2017 foram:

Continua após a publicidade

  • 39% smartphones;
  • 26% televisões;
  • 26% eletroportáteis;
  • 25% informática;
  • 24% eletrodomésticos;
  • 24% roupas femininas;
  • 21% perfumes.

Em uma rápida comparação entre a expectativa para a Black Friday de 2020 e o que foi realizado em 2017 é possível notar uma diferença em quanto os consumidores estão dispostos a gastar e, também suas prioridades de compras.

Comportamento do consumidor na pandemia

Essa diferença pode ser reflexo da insegurança que muitos consumidores tiveram ao fazer suas compras nos primeiros meses de quarentena.

Essa mudança no comportamento de consumo, portanto, pode ter produzido uma demanda reprimida prestes a estourar durante a Black Friday.

A preferência por itens de moda, acessórios e produtos de cuidados especiais também é outro ponto que chama atenção.

Continua após a publicidade

Esses artigos que satisfazem desejos pessoais e ajudam os consumidores a se desconectarem das emoções e situações que o isolamento social proporcionou.

Compras online vs. compras offline na Black Friday

Com o crescimento no número de lojas online e também dos investimentos nesses canais pelos grandes varejistas, o volume de compras online e offline também pode sofrer uma grande mudança.

Esse cenário vai ser sacramentado já que a abertura do comércio ainda dá passos lentos até a normalidade.

O estudo da Social Miner sobre O futuro do consumo pós-pandemia mostra que 62,7% dos consumidores relatam que a partir de agora, vão fazer compras online e offline na mesma proporção. No entanto, 10,9% dos respondentes vão usar apenas os canais virtuais.

Continua após a publicidade

Esse estudo ainda traz uma visão sobre outro ponto importante para a Black Friday: a oferta de preços, que é o foco dos consumidores nesse período..

Segundo os dados apurados, 53,6% dos consumidores relataram terem gostado da experiência de compra online porque encontraram preços e ofertas mais interessantes. Essa situação pode repetir, mais intensamente, na Black Friday.

É sabido que os preços online costumam ser mais atraentes do que os das lojas físicas, mas, é importante olhar outros custos do processo de compra, como os fretes por transportadoras ou Correios e, também, possíveis fraudes e propagandas enganosas.

Está se preparando para aproveitar a Black Friday? É importante fazer isso sem comprometer suas finanças, certo? Então, assine a newsletter do iDinheiro e acompanhe nossas dicas e conteúdos especiais.  

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *