BDR: saiba o que é, características e se vale mesmo a pena investir!

Pensando em investir no exterior? Será que o BDR vale a pena? Entenda tudo o que você precisa saber sobre esse investimento no nosso artigo!

melissa nunes perfil
Melissa Nunes

BDR: saiba o que é, características e se vale mesmo a pena investir!

Ouviu falar em BDR e quer saber se essa é uma boa maneira de investir no exterior? Ou, quem sabe, pensa em ser sócio de uma grande empresa de tecnologia, como a Apple?

Você veio ao lugar certo!

É verdade que o BDR ficou bem mais popular recentemente, já que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) decidiu, em 2020, liberar as negociações para o público em geral.

Continua após a publicidade

Por isso, várias dúvidas têm surgido, especialmente de investidores iniciantes, que procuram saber se esse é um bom investimento ou não.

Então, nesse artigo, vamos trazer todas as informações que você precisa saber para responder essa e outras perguntas. Continue com a gente!

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

O que é BDR?

BRD, na verdade, é uma sigla que significa Brazilian Depositary Receipt. No bom português, é algo como um recibo de depósito brasileiro.

Isso faz muito sentido quando pensamos no que é, realmente, um BDR: recibos de compras de ações estrangeiras.

Nesse caso, em vez de comprar uma ação, como fazemos normalmente em negociações na bolsa de valores, compramos um comprovante que representa uma ação.

Por isso, quando adquirimos um BDRs, não nos tornamos sócios de uma empresa estrangeira (sinto muito pela desilusão). Essa é apenas uma forma de expor nosso capital à uma moeda internacional, como o dólar.

Na verdade, o que acontece é que uma empresa custodiante (ou instituição depositária) detém as ações, enquanto o investidor fica apenas com o certificado.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Tipos de BDR

Para entender mais a fundo os BDRs, precisamos saber que eles são classificados em dois grandes grupos: patrocinados e não patrocinados.

Isso implica em características diferentes, como você vai ver a seguir.

Patrocinado

Nesse tipo de BDR, a empresa originária das ações é quem contrata a instituição depositária aqui no país.

Ou seja, ela tem interesse em participar do mercado acionário brasileiro (por isso o nome, como se fosse um patrocínio, mesmo).

Os BDRs patrocinados ainda se dividem em 3 níveis: nível I, nível II e nível III.

Nível I

Nesse nível, a empresa estrangeira não precisa ter registro na CVM.

Porém, seu BDR não pode ser negociado em condições normais de bolsa, apenas em mercado de balcão não organizado ou outros ambientes específicos para isso.

Ainda assim, todas as informações da empresa devem ser divulgadas, também, no Brasil, como fatos relevantes e convocações de assembleias.

Continua após a publicidade

Níveis II e III

Já nos níveis II e III, a empresa precisa do registro na CVM e suas ações podem ser negociadas no pregão da bolsa ou em mercado de balcão organizado (e, por isso, são mais atraentes para o pequeno investidor).

Quanto às informações que devem ser divulgadas no Brasil, as regras são as mesmas do nível I.

Continua após a publicidade

Não patrocinado

Os BDRs não patrocinados são aqueles cujo lançamento não parte da empresa em si, mas, sim, da instituição depositária.

Nesse caso, é de interesse da instituição oferecer mais uma alternativa de investimento aos seus clientes. Além disso, é sua responsabilidade divulgar as informações da empresa de origem das ações.

Esse tipo de BDR é apenas de nível I e segue as mesmas regras do BDR patrocinado.

Continua após a publicidade

Quais os riscos de investir em BDR?

Bem, para começar, os BDRs são ativos de renda variável. Ou seja, sofrem as mesmas oscilações comuns às ações, por exemplo. Esse movimento também é chamado de volatilidade.

Isso quer dizer que seu preço (ou cotação) variam diariamente, podendo valorizar ou desvalorizar conforme o mercado.

Além disso, como os BDRs estão relacionados à empresas estrangeiras, mas são negociados em real na bolsa brasileira, eles também estão sujeitos às variações cambiais.

Continua após a publicidade

Por fim, devido a esse ser um ativo ainda novo para o público em geral, há o risco de liquidez, que se refere à capacidade de comprar ou vender seus BDRs.

Isso porque o volume de negociação varia entre as empresas, fazendo com que as mais negociadas sejam mais interessantes ao pequeno investidor.

Continua após a publicidade

Quais as vantagens de comprar BDR?

A maior vantagem, sem dúvidas, é a diversificação de ativos na carteira de investimentos.

Mais do que isso, essa é uma forma de expor seu capital ao mercado exterior, porém, de modo menos burocrático, mais barato e mais simples do que abrir conta em uma corretora internacional.

É interessante destacar, também, que os BDR são a ponte mais próxima para empresas de setores que não existem no Brasil (ou, pelo menos, não estão representados na bolsa de valores brasileira).

Continua após a publicidade

Aliás, essa é uma oportunidade de participar dos resultados das grandes empresas.

Quem não quer ganhar uma pequena participação nos lucros da Apple ou da Google, por exemplo?

Continua após a publicidade

De quais empresas posso comprar BDR?

Até o momento em que esse artigo foi escrito, em janeiro de 2021, a bolsa de valores brasileira tem mais de 600 BDRs não patrocinadas disponíveis para a compra.

Enquanto isso, as empresas brasileiras somam menos de 400.

Por tanto, opções não faltam! Mas, como mencionamos antes, o melhor é focar nas maiores companhias, pois são as que possuem maior liquidez.

Lista de BDR na B3

A lista completa dos BDRs listados você encontra nesse link, diretamente no site da B3.

Confira, abaixo, uma lista com 10 das maiores empresas representadas e seus códigos de negociação:

  • Alibaba Group Holding LTD – BABA34
  • Alphabet Inc. – GOGL34
  • Amazon.com Inc. – AMZO34
  • Apple Inc. – AAPL34
  • Berkshire Hathaway Inc. – BERK34
  • Facebook Inc. – FBOK34
  • Johnson & Johnson – JNJB34
  • MacDonalds Corp. – MCDC34
  • Microsoft Corporation – MSFT34
  • The Walt Disney Company – DISB34

Continua após a publicidade

Quanto custa para investir em BDR?

Quanto a isso, não há muito mistério. Os custos para investir em BDR são baixos e bem parecidos com aqueles das ações, por exemplo.

Continua após a publicidade

Primeiramente, temos a taxa de corretagem, que depende da corretora onde você escolher comprar seus ativos. Veja abaixo o custo em 3 corretoras comuns:

Continua após a publicidade

1. Corretora XP

Para comprar ações ou BDR, a corretora cobra taxa de corretagem de R$ 2,90 para operações day trade e R$ 4,90 para operações swing trade.

2. Corretora Clear

Na Clear, não há custos de corretagem para day trade ou swing trade.

Continua após a publicidade

3. Corretora Easynvest

A corretora cobra corretagem fixa de R$ 2,49 para a negociação de BDRs.

Além das taxas de corretagem, temos também as taxas da B3, as quais você pode conferir clicando aqui. Lembrando que essas taxas não podem ser isentadas por nenhuma corretora.

Por fim, em caso de venda dos ativos, a alíquota do imposto de renda (IR) é de 15% sobre o lucro obtido.

Você pode ver, portanto, que investir em BDR não é caro e pode ser ainda mais em conta, caso você escolha uma corretora que não tem custos de corretagem.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Como comprar BDR

Como falamos, os BDRs são negociados em bolsa de valores. Por isso, o processo de compra ou venda é bem parecido com o de ações ou fundos imobiliários:

  • acesse sua conta na corretora escolhida;
  • transfira o valor em dinheiro;
  • acesse o home broker;
  • adicione o código da empresa que deseja adquirir;
  • escolha o preço que deseja pagar e o número de cotas;
  • clique em “comprar” e aguarde até a execução da sua ordem.

Caso você não saiba o código da empresa, não tem problema, pois você pode pesquisar pelo nome.

Mesmo assim, vale saber que os códigos dos BDRs são formados por 4 letras (que representam a empresa) e 2 números (que indicam o tipo de BDR), podendo ser:

  • 32 – BDR patrocinado nível II;
  • 33 – BDR patrocinado nível III;
  • 34 ou 35 – BDR não patrocinado;
  • outros números – BDR patrocinado nível I.

Como exemplo, o código NFLX34 refere-se à empresa Netflix e é um BDR não patrocinado.

Continua após a publicidade

Fundos que investem em BDR

Caso você não queira investir diretamente em BDR, você pode escolher um fundo de investimento que aloque o seu dinheiro nesses ativos.

Continua após a publicidade

A vantagem, nesse caso, é colocar seu capital na mão de um gestor profissional, que é quem vai comprar e vender os ativos do fundo.

Se você é um investidor iniciante ou ainda não se sente seguro, é bem provável que um gestor seja capaz de fazer melhores escolhas para obter bons resultados.

Hoje, existem vários fundos que incluem BDR em sua política de investimento. Por exemplo, podemos citar o Alaska Black FIC FIA – BDR Nível I ou o Western Asset FIA BDR Nível I, entre muitos outros.

De qualquer modo, não deixe de ler as informações do fundo escolhido para entender como o gestor utiliza os recursos dos cotistas. Assim, você fica ciente dos riscos e custos do investimento.

Continua após a publicidade

BDR paga dividendos?

A resposta é sim!

Como investidor, você recebe os dividendos distribuídos pelas empresas estrangeiras, assim como receberia das ações nacionais.

Isto é, caso a empresa distribua seus lucros, é claro. Ainda assim, existem empresas que não pagam dividendos e, portanto, o investidor também não recebe proventos.

Continua após a publicidade

Porém, vale ressaltar que eles não são isentos de IR, como é aqui no Brasil.

Além da tributação feita na fonte, o investidor brasileiro deve pagar o imposto de acordo com a tabela progressiva, que vai de 0 a 27,5%, até o fim do mês seguinte ao recebimento dos dividendos.

Por fim, algumas custodiantes podem reter até 3% do valor antes de repassar ao investidor, como forma de remuneração.

Continua após a publicidade

BÔNUS: o que são GDR e ADR?

Talvez, ao pesquisar sobre BDR, você veja essas outras siglas por aí. Por isso, vamos explicar ao que elas se referem e como estão relacionadas aos BDRs:

  • GDR: significa Global Depositary Receipt e refere-se a todo tipo de recibo negociado em uma bolsa de valores que está baseado em um ativo estrangeiro
  • ADR: significa American Depositary Receipt e refere-se a recibos de ações brasileiras que são negociados nas bolsas dos EUA.

Ou seja, o BDR é um tipo de GDR, enquanto um ADR é análogo a ele.

Continua após a publicidade

Afinal, vale a pena investir em BDR?

Bem, conforme as informações descritas no texto, acreditamos que você pode tomar essa decisão sozinho. Mesmo assim, podemos observar alguns pontos de destaque.

Como vantagens, os BDRs podem ser uma alternativa mais simples de investimento no exterior, visto sua facilidade de compra e venda.

Continua após a publicidade

Além disso, existem várias boas empresas representadas por esses recibos que não são localizadas no Brasil.

Porém, do lado contrário, temos a desvantagem dos riscos associados à volatilidade não só do mercado, mas também do câmbio.

E, apesar de receber dividendos, você arca com os custos de tributação que não existem para empresas brasileiras.

Enfim, há várias divergências quando tratamos de BDR. O importante é que você tome uma decisão consciente e alinhada ao seu perfil de investidor e objetivos financeiros.

Assim, você garante mais tranquilidade nos seus investimentos, evitando surpresas e outras dores de cabeça que podem vir de uma escolha mal feita.

Por fim, para garantir que você fique sempre informado, não esqueça de assinar a newsletter do iDinheiro para receber todo o conhecimento necessário diretamente no seu e-mail!

Continua após a publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

One thought on “BDR: saiba o que é, características e se vale mesmo a pena investir!

  1. Ana Maria

    Acabei de ser informada que a XP lançou BDR em seu nome, uma vez que está listada na Nasdaq.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.