Nesta sexta feira (31), o Banco Central autorizou as bandeiras de cartões a realizarem testes com novos emissores e credenciadores de pagamentos via WhatsApp. Os sinais de testes já haviam sido dados anteriormente, quando o Cade solicitou explicações sobre o tema ao Facebook e a Cielo.

Entretanto, a movimentação não pode ser vista no momento como uma autorização, de fato. “No momento, nenhuma operação foi autorizada de fato”, disse o presidente da Visa ao portal Valor.

Continua após a publicidade


Agora, as bandeiras Mastercard e Visa entraram com pedido de autorização para conduzir os testes de integração com os novos emissores e credenciadores para realizarem as operações e os pagamentos via WhatsApp.

Anteriormente, os testes haviam ficado por conta de empresas como Banco do Brasil, Cielo, Nubank e Sicredi.

Protocolos para pagamentos via WhatsApp

Além disso, as bandeiras que estão participando dos testes também protocolaram junto ao Banco Central, informações de modelos de “arranjo de transferência”, que, caso seja aprovado, poderá permitir a reativação desta solução em território nacional. 

Já em relação à liberação comercial deste método de pagamento, ainda não existe uma informação oficial do BC. Entretanto, as conversas estão sendo bastante positivas.

Relembre o desdobramento sobre o tema

Inicialmente, os pagamentos via WhatsApp foram liberados no Brasil em 15 de junho, onde em menos de uma semana, teve seu serviço suspenso pelo Banco Central. 

Desta maneira, a instituição informou que os serviços não poderiam continuar sendo oferecidos aos consumidores através dos argumentos de um potencial dano ao ambiente competitivo do mercado.

Além disso,  WhatsApp foi impedido de operacionalizar justamente pois a empresa do grupo Facebook, atualmente, concentra a maior parcela do mercado interessado nos serviços em um único ambiente. 

Quer continuar recebendo todas as notícias sobre a liberação dos pagamentos via WhatsApp no Brasil? Então, não deixe de assinar a newsletter do iDinheiro.