Planejando a liberação de mais crédito e a prorrogação de contratos de financiamentos e empréstimos dos bancos, o presidente da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) disse na tarde desta terça feira (23/06) que as instituições já liberaram cerca de R$ 1 trilhão em empréstimos desde o início da pandemia. 

Durante o Ciab, evento de tecnologia voltado para o setor financeiro, Isaac Sidney disse que o momento atual é complicado e que, para que as pessoas se mantenham firmes durante esse período, a liberação de mais crédito se torna imprescindível. 

Sidney também afirmou que o setor bancário já doou até o momento, mais de R$ 2 bilhões para ações solidárias e hospitais durante a crise atual.

Com essa possível liberação de maior crédito para pessoas físicas e jurídicas durante a pandemia, os presidentes dos principais bancos do Brasil se manifestaram a respeito do assunto. 

Presidente do banco Itaú Unibanco, Candido Bracher informou que a instituição está criando uma série de linhas novas de aprovação de crédito em parceria com o Governo Federal, como o FGI e o Pronampe.

Já o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, disse que oito a cada dez brasileiros adultos estão fazendo uso do auxílio emergencial liberado durante o período de pandemia imposto pelo coronavírus. 

Já Octavio de Lazari Junior, presidente do Bradesco, se mostrou a disposição em nome de todos os bancos para ajudar a população a passar por esse momento complicado, informando que vão disponibilizar mais uma linha de crédito emergencial.

Por fim, o presidente do Santander Brasil, Sergio Rial, afirmou que o setor financeiro vem sendo confrontado diariamente pelo sistema de pagamento instantâneo e o open bank. Porém, em nome do banco, também se colocou à disposição para criar novas novas alternativas de crédito aos correntistas.

Gostaria de receber mais notícias como esta no seu e-mail? Cadastre-se na nossa newsletter. Deixe também seu comentário abaixo caso tenha alguma dúvida ou observação sobre o assunto.