Seu Auxílio Emergencial foi negado? Saiba como registrar uma reclamação!

Milhões de brasileiros tiveram o auxílio emergencial negado. Entenda como registrar uma reclamação, mesmo com a maioria dos órgãos públicos com as portas fechadas.

Ariane Lopes
Ariane Lopes

Seu Auxílio Emergencial foi negado? Saiba como registrar uma reclamação!

 

Milhões de brasileiros tiveram seu auxílio emergencial negado sem uma justificativa plausível ou com justificativas que não se enquadram nas situações dos requerentes.

Há, ainda, os que estão com o cadastro em análise! Todas estas situações são passíveis de reclamação.

Continua após a publicidade

No entanto, muitos não sabem a quem recorrer com a maioria dos serviços públicos de portas fechadas e os números de telefone destinados a ajudar a população, sendo ineficientes.

A boa notícia é que há solução!

Através do site da CGU (Controladoria Geral da União), ao acessar a plataforma Fala.BR, qualquer cidadão pode:

  • solicitar acesso a informações públicas;
  • fazer elogios e reclamações;
  • dar sugestões e ideias para desburocratização do setor público ou registrar denúncias.

Como registrar uma reclamação pelo Auxílio Emergencial negado?

Para fazer sua reclamação, o 1º passo é entrar no site do Fala.BR e fazer um cadastro simples para identificar quem está acessando o serviço e, se for o caso, ter algum meio de responder a solicitação.

O cadastro pode ser feito clicando no canto superior direito, na palavra “Cadastrar”.

Ao final do cadastro, um e-mail de confirmação será enviado para o endereço eletrônico cadastrado.

O solicitante, deve, então, clicar no link de validação e voltar à página do Fala.BR. para registrar a reclamação.

De volta à página, já com o cadastro feito, escolha a opção “Reclamação” e preencha o formulário.

Interessante que neste site é possível reclamar sobre todos os órgãos governamentais envolvidos no processo.

Assim, você pode reclamar contra a DATAPREV, responsável pela análise dos pedidos, ou contra o Ministério da Cidadania, responsável direto pela operacionalização do programa.

Reclamações no Fala.BR sobre o Auxílio Emergencial negado crescem a cada dia

De acordo com a CGU, nos últimos 7 dias, mais de 1.000 reclamações sobre o auxílio emergencial negado foram cadastradas na plataforma do Fala.BR. isso soma 68% de todas as reclamações registradas pelo órgão.

Muitas das reclamações são sobre os critérios aplicados para negar os auxílios, que segundo os reclamantes não se enquadram na situação real que vivem.

Outros tantos reclamam da dificuldade de pedirem o reexame do pedido pelo aplicativo e por não conseguirem informações precisas pelos números de telefone informados pelo governo para este fim.


Aplicativos oficiais do auxílio emergencial: baixe os apps corretos e evite cair em golpes!


O que achou da notícia sobre como reclamar do auxílio emergencial negado? Se ela te ajudou, então, compartilhe com seus amigos e familiares que possam se interessar.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔

56 comentários

  1. Flavio Eduardo

    E eu que n vou recebe dessa vez porque meu pai recebe oque eu tenho a vê com meu pai ele tem a vida dele eu eu tenho a minha tenho pensão pra paga e tô desempregado tenho uma filha

  2. Flavio Eduardo

    Só esse Brasil msm mta gente vai passa fome ainda e esse governo retardado que nos temos

  3. Flavio Eduardo

    E eu com pensão pra paga e n vou recebe essa de 2021 porque meu pai tbm recebe oq eu tenho a vê com meu pai a vida dele é dele e a minha é a minha cada coisa esse país n tem jeito msm viu cada coisa

  4. Continua após a publicidade

  5. Alexandra Rocha

    Fui mandada embora ano passado em julho não recebi o seguro desemprego e não consegui fazer o auxílio emergencial não sei mais o que fazer estou desempregado e não consigo o auxílio.

  6. Gardenia Cavalcante

    Bom dia!
    Eu sou mãe solteira,tenho um filho de 8 meses,e não tenho direito a essas novas parcelas do auxílio.Que sacanagem da parte de vocês viu,tem gente que nem precisa e vai receber agora mãe de família,sozinha com um bebê não tem direito.Reveja direito isso pelo amor de Deus,se não e pra todos por que dar a quem não precisa!

  7. Beatriz Das

    Oiê tô tentando fazer meus cadastro desço ano passado e lá tá constando que estou no bolsa família da minha mãe, logo fui no cras fazer o meu próprio e tentei fazer de novo e ainda costa lá que estou, tenho um filho de 1 ano e 6 mês e o pai dele me botou no dele e não foi aceito pq lá tava constando que um membro família tava sendo beneficiado sendo assim eu só que eu não recebi nem a primeira ainda e ele está desempregado e eu tbm e não sabemos mas oq fazer pra receber pq minha mãe disse que só tá recebendo o dela e o do meu irmão e agr vou fica sem o primeiro auxílio e sem o novo auxílio?

  8. Humberto barbosa

    Boa tarde! Estão me cobrando uma devolução do auxílio emergencial, ao declarar meu imposto de renda,valores que a minha esposa, minha dependente, não recebeu…o que fazer..quais os canais..?

  9. carla Ferreira

    Boa noite o meu nome é carla Ferreira de souza eu fui me cadastrar agora no auxílio emergencial mas está completando que eu estou recebendo Seguro desemprego mas eu tenho três meses que não recebo mais nada. eu fui mandada embora em maio e logo veio a pandemia agora eu não tenho bolsa família e nenhuma renda tenho dois filhos sou mãe solteira

  10. Rosimeire Francisco

    Dataprev é uma fraude sabe tô muito chateada

  11. Rosimeire Francisco

    Oi meu nome é Rosimeire Francisco de Santana fui mandada embora em maio do ano passado meu auxílio emergencial foi cancelado não tenho nenhuma renda pra sustentar minhas filhas no aplicativo tá aprovado e pela Dataprev foi cancelado isso é um absurdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.