Teve o auxílio emergencial cancelado? Veja como pedir revisão da decisão

Veja como pedir a revisão do auxílio emergencial cancelado. Para o benefício de R$ 600, prazo vai até 16 de novembro. Confira os detalhes!

Rodrigo Salgado
Rodrigo Salgado

Quem teve o auxílio emergencial cancelado por “indícios de irregularidades” poderá contestar a decisão até o próximo dia 16 de novembro. A medida é possível apenas para os benefícios de R$ 600 e R$ 1.200.

As pessoas que acreditam estar dentro dos critérios de elegibilidade do benefício podem pedir a revisão do cancelamento pelo site do Dataprev.

Continua após a publicidade

Conforme informado pelo governo, vale ressaltar que todo o processo de pedido de revisão é virtual. Isto é, não é preciso ir presencialmente a uma agência da Caixa Econômica Federal.

Auxílio emergencial cancelado

Algumas pessoas tiveram o auxílio emergencial cancelado pelo Ministério da Cidadania em virtude de possíveis irregularidades. Quem fez essa análise foi a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU).

Nesse sentido, os órgãos suspenderam o depósito do benefício após cruzarem informações e se depararem com pessoas com situação incompatível com os pré-requisitos para receber o auxílio. Por exemplo, militares, servidores públicos, exercendo mandatos, com renda acima do limite ou simplesmente com CPF irregular.

“Em alguns casos, a situação de quem fez o pedido pode ter mudado e a base de dados ficou desatualizada. Por isso, o Governo Federal dá a oportunidade para as pessoas entrarem no site da Dataprev e contestarem o cancelamento. É o caso, por exemplo, de pessoas que estavam recebendo o seguro-desemprego, deixaram de recebê-lo e passaram a ter direito ao auxílio”, esclarece a secretária nacional do Cadastro Único do Ministério da Cidadania, Nilza Emy Yamasaki.

Extensão

As demandas relacionadas à extensão do auxílio emergencial (o mais recente, de R$ 300 e R$ 600) possuem outros prazos.

As pessoas que foram consideradas inaptas a receber a extensão após as cinco parcelas iniciais do auxílio devem pedir revisão até a próxima segunda, 9.

Por outro lado, quem recebeu uma ou mais parcelas da extensão do auxílio e, em seguida, ele foi cancelado, pode contestar até a próxima quarta-feira, 11.

Por fim, os beneficiários do Bolsa Família que passaram a receber o auxílio emergencial e a extensão, mas tiveram a extensão cancelada podem pedir a revisão de 22 de novembro a 2 de dezembro.

Quer continuar acompanhando as novidades do auxílio emergencial? Então, assine nossa newsletter para receber, em primeira mão, conteúdos sobre benefícios sociais.

Continua após a Publicidade

Comunidade iDinheiro
Pergunte à comunidade ➔
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

    Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.