Responsabilidade Editorial

Por que confiar no iDinheiro

O iDinheiro tem o propósito de democratizar e simplificar os serviços financeiros. Nossa missão é te ajudar a fazer as melhores escolhas, a partir das mais completas informações e recomendações sobre cada serviço.

5 apps para enviar dinheiro para o exterior

Veja por qual plataforma online ou conta digital é mais vantajoso enviar dinheiro para o exterior.

Amanda Gusmao
Amanda Gusmão Especialista em Ganhar Dinheiro e Bancos Digitais

É possível fazer transferências internacionais com praticidade e segurança por meio de aplicativos que dispensam a burocracia dos bancos tradicionais. Veja abaixo uma lista com as melhores opções de apps para enviar dinheiro para o exterior.

Essas plataformas oferecem ótimas soluções para quem precisa honrar compromissos, sejam pessoais ou profissionais, de forma simples, rápida e principalmente, com baixos custos.

Continua após a publicidade

Melhores opções de apps para enviar dinheiro para o exterior

  1. Wise
  2. C6 Bank
  3. Remessa Online
  4. Western Union
  5. PayPal

Fizemos uma análise sobre cada um desses aplicativos para ajudar você a identificar aquele que melhor atende suas necessidades. Confira!

icon

Destaque da Wise

Não há cobrança de spread bancário com base na cotação diária do dólar. A Wise cobra apenas os custos de IOF e um valor fixo pelas despesas do serviço.

A Wise, antiga TransferWise, é uma plataforma financeira que realiza transferências internacionais para contas abertas em mais de 50 países, sendo um dos apps mais utilizados para enviar dinheiro para o exterior devido à agilidade e simplicidade dos seus processos.

O aplicativo permite o envio e recebimento de valores entre contas bancárias, seja poupança ou corrente, e funciona da seguinte forma: quando o cliente efetua um pagamento no site da Wise ou no aplicativo, o valor é automaticamente convertido no câmbio comercial, o que minimiza eventuais perdas da conversão de moeda para o usuário.

Como funciona o Wise?

Para valores considerados pequenos, é gerado um boleto com cobrança em real. Já para valores mais altos, é necessário efetuar a transferência por meio de uma TED com os dados bancários fornecidos pela Wise.

Após a compensação, o valor cobrado continua na conta da Wise no Brasil e, em seguida, o dinheiro é recebido no país de destino pelos parceiros locais da Wise.

Nesse caso, a conta europeia da plataforma envia o valor em euros para a conta do destinatário usando a taxa de mercado referente à data que o envio foi efetuado.

Na operação, o app realiza duas transferências locais em vez de apenas uma transferência internacional, o que isenta o cliente de taxas bancárias extras, que muitas das vezes são abusivas.

Com isso, em todo o processo que envolve a transação, a Wise cobra somente os custos de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e um valor fixo pelas despesas do serviço.

Essa ação torna todo o procedimento bem mais barato do que as transferências bancárias, visto que não há cobrança de spread (taxa bancária calculada com base na cotação diária do dólar) sobre o valor e também não há risco de surpresas com a variação cambial. 

icon

Destaque do C6 Bank

O serviço está vinculado a uma conta digital com outros serviços e benefícios, ou seja, é possível concentrar todas as soluções em apenas um vínculo bancário.

O C6 Bank é um banco brasileiro 100% digital que funciona por meio do site e do aplicativo. As transferências internacionais podem ser feitas a qualquer hora pela Conta Global do app, disponível nas versões Dólar e Euro, que também oferece um cartão de débito para compras no exterior e saques.

Como funciona a conta internacional C6 Bank?

Para abrir a conta internacional e solicitar o cartão, é necessário ser cliente do C6 Bank e pagar US$ 30 (aproximadamente R$ 157,50 na cotação atual). O valor pago é convertido para moeda brasileira e descontado da conta-corrente nacional do banco.

Já para enviar dinheiro para fora, o destinatário precisa ser correntista da Conta Global. Dessa forma, basta apenas definir o valor da remessa, pois o app faz a conversão em moeda estrangeira de forma automática para a Conta Global de destino.

Em relação às taxas, vale ressaltar que, além do IOF, o C6 também cobra o spread em transferências internacionais. A taxa é de 2% para converter o dinheiro brasileiro em moedas de outros países e de 4% para uso do cartão internacional.

remessa

3. Remessa Online

icon

Destaque do Remessa Online

Utiliza a tecnologia blockchain, que é um fator que aumenta a segurança das transações.

Lançada em 2016, a Remessa Online é uma plataforma brasileira que oferece suporte para envio de dinheiro para mais de 100 países e vem se destacando bastante no mercado de transferências internacionais.

A plataforma pode ser utilizada via site e aplicativo, pertence à BeeTech — primeira fintech brasileira a entrar para a Ripple e utilizar a tecnologia blockchain (banco de dados ou livro razão em que é possível inserir e transmitir informações de forma segura, rápida e transparente, sem um órgão central de controle) nas remessas.

Como funciona o Remessa Online?

Ela permite envios em moedas como dólar (americano, australiano e canadense), francos suíços, iene japonês, libra e euro, sendo uma das principais concorrentes da Wise por apresentar preços bem competitivos, similares aos da empresa estrangeira.

Além disso, a plataforma permite que o usário realize operações como pessoa física ou como pessoa jurídica, sendo possível também enviar dinheiro para sua própria conta ou para conta de terceiros no exterior.

Para realizar as transferências para o exterior pela Remessa Online, é necessário realizar um cadastro na plataforma, que é bem intuitiva. Há dois tipos de cadastros, o simples e o completo.

No cadastro simples, é permitido o envio de até R$ 32.500 por dia ou R$ 65 mil por ano. Já no completo, o cliente ganha 20% de desconto nas tarifas na primeira remessa e o valor permitido por operação é equivale a 100% dos bens líquidos ou 40% do patrimônio do titular.

Em relação às taxas, estão inclusas o câmbio, a taxa administrativa (a partir de 1,3%), o IOF e a tarifa de transferência bancária. O prazo para conclusão da transação é de até 1 dia útil.

logo

4. Western Union

icon

Destaque da Western Union

Sistema da Western Union oferece integração com internet banking de alguns bancos, o que agiliza a movimentação.

A Western Union é uma empresa multinacional que oferece serviços financeiros e de comunicação por meio do site e aplicativo.

Como funciona a Western Union?

Atuando no Brasil desde 1997, suas tarifas têm uma margem sobre o valor do câmbio comercial (além do IOF) e vêm associadas à uma taxa cobrada para cada operação. Além disso, há cobrança de spread sobre o valor cambial, o que torna o processo mais caro, principalmente para quem deseja enviar remessas de valores elevados.

Em contrapartida, o que torna a Western Union uma opção interessante é o fato que, a depender do banco que o cliente for correntista, é possível usar a integração de internet banking para fazer o envio de dinheiro para o exterior.

Entre as instituições bancárias do Brasil que possuem parceria com a Western Union, destacam-se o Banco do Brasil e o Bradesco.

Diante disso, as operações podem ser feitas de duas maneiras: por meio do pagamento em uma das agências da empresa, com cobranças de taxas e conclusão da transação em apenas alguns minutos (visto que, no Brasil, a empresa ainda não trabalha com envio de dinheiro online).

Ou, ainda, a partir de uma transferência bancária que, além de incluir a cobrança de taxas do próprio banco, tem um prazo de até 4 dias úteis para a conclusão do processo.

Paypal

5. PayPal 

icon

Destaque do Paypal

O Paypal é uma carteira digital e, com isso, pode ser usado como meio de pagamento. Ou seja, o saldo movimentado via câmbio fica disponível para transações e compras.

O PayPal é uma plataforma de moeda eletrônica bastante segura e conhecida no mundo inteiro, podendo ser acessada via site e aplicativo. Por meio dela, o cliente pode realizar tanto pagamentos pela internet quanto fazer operações internacionais para recebimento ou envio de dinheiro com toda tranquilidade.

Como usar o Paypal para enviar dinheiro ao exterior?

Funciona da seguinte forma: o envio só pode ser feito entre contas PayPal e, quando o usuário recebe dinheiro em sua carteira virtual, ele pode fazer a transferência para sua conta usando seus dados bancários do Brasil ou, se achar melhor, pode utilizar o saldo para fazer compras online usando o PayPal como forma de pagamento.

Vale ressaltar que ainda não é permitido aos brasileiros efetuarem saques diretamente pela plataforma. Esse recurso só está disponível para os clientes que possuem conta bancária nos Estados Unidos.

Embora seja uma ferramenta bem prática, o maior problema do PayPal são as taxas cobradas no processo de conversão de moedas. Há uma taxa de 3,50% sobre o custo da operação, taxa cambial diária e spread de 4,5%, pago pelo recebedor.

Perguntas frequentes sobre apps para enviar dinheiro para o exterior

  1. Qual a forma mais barata de enviar dinheiro para o exterior?

    A opção mais barata cara e menos burocrática são as transferências online, por meio de aplicativos como Wise, Remessa Online e PayPal.

  2. Dá para enviar dinheiro para o exterior com cartão de crédito?

    Sim, a depender da empresa emissora, é possível enviar dinheiro para o exterior com cartão de crédito, desde que a função para operações internacionais esteja habilitada.

  3. Enviar dinheiro para o exterior é ilegal?

    Remessas de dinheiro que não podem ser comprovadas (declaradas) e o responsável não paga devidamente os impostos da transação são ilegais. Usar plataformas online para o câmbio, no entanto, é uma forma legal de enviar dinheiro para fora do país.

Continua após a Publicidade

Sobre “5 apps para enviar dinheiro para o exterior

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.