Notícias

Aplicativos retirados da Google Play: empresa remove ameaças

Ana Júlia Ramos
Ana Júlia Ramos
Imagem de um celular Android, que teve aplicativos retirados da Google Play por segurança

Lista de aplicativos retirados da Google Play foi divulgada pela empresa, que removeu 17 programas maliciosos. Saiba mais detalhes a seguir.

Reforçando medidas de segurança digital, 17 aplicativos foram retirados da Google Play. Os programas estavam disponíveis para aparelhos compatíveis com o sistema operacional Android e não cumpriam com as regras da plataforma.

O Portal Exame reuniu a lista com os nomes, e vamos falar sobre eles a seguir. As categorias são diversas e alguns deles já tinham mais de 200 mil instalações.

Continua após a publicidade

São programas de editar imagens, criar emojis ou gerenciar contatos no celular, por exemplo.

Aplicativos retirados da Google Play: veja a lista

O movimento para retirar os apps da loja virtual do Google foi realizado em duas etapas durante os meses de julho e setembro.

A primeira delas, responsável por retirar 11 programas, foi feita no começo de julho. A segunda, por sua vez, foi realizada no início de setembro.

Os programas estavam infectados com um arquivo malicioso, que poderia operar de forma oculta e em segundo plano, ou seja, impedindo que o usuário tenha conhecimento das transações perigosas. Assim, sem saber, o dono do aparelho assinava serviços pagos e sofria esse prejuízo.

Confira a lista completa:

  • App Locker;
  • Cheery Message (duplicado na loja);
  • file. recovefiles;
  • hmvoice.friendsms;
  • Contact Message;
  • Convenient Scanner 2;
  • Emoji Wallpaper;
  • Fingertip GameBox;
  • Image Compress;
  • Loving Message;
  • Push Message – Texting & SMS;
  • Relaxation Message;
  • Remind Alarm;
  • Safety AppLock;
  • Separate Doc Scanner;
  • Training Memory.

Ainda de acordo com a Exame, recomendação de especialistas de segurança é que o usuário faça a desinstalação do programa.

Isso ocorre por um motivo simples: mesmo que ele tenha sido deletado da loja de apps, quem fez a instalação anteriormente pode continuar fazendo o acesso pelo celular.

Nesse caso, então, continuará se expondo e sendo vulnerável aos ataques de quebra de segurança.

Gostou desta notícia sobre os aplicativos retirados da Google Play? Então, assine a newsletter do iDinheiro para receber mais conteúdos do tipo diretamente no seu e-mail.

Publicidade

Logo iDinheiro

Newsletter iDinheiro: receba novidades sobre o que importa para o seu dinheiro.

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *